Snapchat

Fashion at Work: PP acessórios

por The Look Stealers

Sabemos bem que questões ligadas à carreira sempre despertam um milhão de dúvidas e incertezas. É por isso que buscamos trazer profissionais de diversos campos da moda para responder às perguntinhas do nosso Fashion at Work. Dessa vez convidamos Petula Silveira, uma das sócias da PP acessórios, marca supercool que confecciona suas peças com couros inutilizados pela indústria calçadista. Muito bacana, né?

Nos apaixonamos pelo propósito por trás da marca e temos certeza de que você terminará de ler esse post tão apaixonada quanto nós ficamos ao produzi-lo! O resultado desse bate-papo ultra inspirador você confere agora: 

Fashion at Work: PP acessórios

Durante 8 anos trabalhei em fábrica de sapatos desenvolvendo peças de couro para várias marcas. Esse processo envolve uma série de aprovações por parte do cliente, que pode escolher cor e textura de cada peça, por exemplo, antes que chegássemos ao resultado desejado. No entanto, com o passar do tempo percebi que o estoque de peles que produzíamos como amostra era gigantesco e que todo esse material depois de pronto ficava lá, parado. O volume gigante, que é inútil para as fábricas e começa a mofar com o passar do tempo, transformado-se em lixo tóxico, começou a me incomodar e foi então que procurei a Amanda Py, hoje minha sócia, para que desenvolvêssemos a PP.

Decidimos que o nosso negócio trabalharia apenas com o excedente de couro da indústria e que pudéssemos criar só aquilo que tivéssemos vontade, só o que pudesse ser criado a partir de cada pele. 

Fashion at Work: PP acessórios

Quando resolvemos comprar as peles excedentes usamos a minha própria casa por um ano como atelier e foi mais ou menos esse o tempo que levou até que pudéssemos deixar nossos empregos. Afinal, tivemos que formar um capital para comprar a matéria-prima, fazer um estoque, investir na produção, na divulgação da marca e etc.

Fashion at Work: PP acessórios

Primeiro obstáculo foi vencer o medo e ter a coragem de deixar um emprego fixo para investir em algo próprio. As inseguranças vieram por todos os lados: não sabíamos se gostariam dos nossos produtos, se teríamos dinheiro para arcar com os custos que começaram a surgir, como aluguel, por exemplo, mas acreditamos na ideia e seguimos em frente. Acredito que foi importante ter mantido o pé no chão, nunca ter pedido dinheiro emprestado para ningúem, nunca ter dado um passo maior que a perna - investimos os nossos salários e tudo o que entrava em caixa com a venda dos produtos, nada além disso.

Fashion at Work: PP acessórios

Durante 4 anos fizemos tudo juntas, desde o financeiro, compra de material, criação, desenvolvimento, modelagem, venda, mídias sociais, tudo. Quando abrimos a loja em São Paulo e começamos a ter funcionários as coisas mudaram: tivemos que colocar no papel todas as funções que desempenhávamos dentro da empresa para então entender o que cada uma fazia melhor e poder dividir as tarefas de forma mais acertada.

Como a produção fica no Sul, resolvemos que a Amanda, que continuou por lá, seria a responsável pela produção dos produtos, já que estava mais perto, enquanto eu cuidaria do desenvolvimento e divulgação da marca. Essa divisão foi super importante para a empresa e provavelmente o segredo para a parceria tão saudável que temos até hoje.

Fashion at Work: PP acessórios

Sim e pra eles isso é um grande negócio, pois é uma pele que eles não usam e que gera um custo grande quando é descartada de forma consciente, já que é um lixo tóxico. Pra nós é excelente que compramos uma pele de ótima qualidade que foi enviada para aprovação do cliente e por um preço baixo, e para eles também, que têm a oportunidade de lucrar com algo antes descartável.

Fashion at Work: PP acessórios

Sim, inclusive existiram situações em que chegamos a uma indústria com mais de mil peças disponíveis e encontramos apenas 3 boas. O segredo da PP está exatamente aí, na curadoria do material.

Fashion at Work: PP acessórios

Acreditamos que temos um preço justo e por não trabalharmos com coleções - chegam produtos novos semalmente - não fazemos liquidações, mantemos um valor sincero durante todo o ano. Temos produtos mais simples que partem de R$30,00 e outros mais elaborados como as saias ou vestidos que podem chegar a R$400,00. As bolsas vão de R$195,00 à R$389,00 e nossa peça mais cara, que é uma mala, custa R$550,00. 

Fashion at Work: PP acessórios

As vendas interncionais funcionam muito bem sobretudo porque temos um preço muito competitivo para um produto confeccionado em couro legitimo. Lá fora o sustentável é muito mais admirado e valorizado do que aqui, mas acho que a questão da marca também influencia muito , eles não ligam tanto para isso como os brasileiros, prezam mais pela qualidade do produto do que pelo nome.

Fashion at Work: PP acessórios

Além de comprarmos o excedente da indústria e reduzirmos o volume de lixo tóxico que seria descartado no meio-ambiente também produzimos nossa embalagen, que é apenas uma faixa de papel reciclado ao redor da bolsa, já que não vemos sentido em colocá-las dentro de uma sacola, e fazemos todas as impressões nela com tinta à base d'água. Para a parte de vestuário, a embalagem é um saquinho de algodão orgânico também com impressão à base d'água. 

Fashion at Work: PP acessórios

Ter coragem! Quando saí da fábrica me tacharam de louca e hoje em dia ninguém da minha família trabalha mais no setor calçadista porque entenderam o propósito pelo qual saí da área. Outro ponto importante é buscar realizar o sonho, mas dentro do que se tem financeiramente, com os pés no chão. 

Fashion at Work: PP acessórios

A inspiração depende muito do nosso mood, do que sentimos falta nos nossos armários,  do que falta no nosso portfólio de produtos, do que vimos em viagens e também o que os clientes pedem - temos uma liberdade enorme para criar o que quisermos! 

Fashion at Work: PP acessórios

A consciência da compra sustentável está cada vez maior e acredito que a crise influênciou muito isso, já que as pessoas passaram a procurar por coisas exclusivas e de boa qualidade e por preços mais baratos. Acho que ninguém deixa de comprar nem mesmo na crise, mas compram com mais consciência e isso ajudou todo mundo do slow fashion a aparecer.

Fashion at Work: PP acessórios

As fast fashions ainda têm uma aceitação enorme por aqui, principalmente pelo preço que oferecem, mas acredito que cada vez mais as pessoas estão ganhando consciência sobre as condições de trabalho que algumas dessas instituições proporcionam e estão migrando do produto massificado para o feito à mão, o personalizado, o único - e a tendência é só crescer!

Deixe um Comentário
Você também vai gostar
Fechar aviso
Snapchat Steal The Look
Fechar
Fechar