STEAL THE LOOK | SHOP - ACESSE!
fechar Fechar aviso

Parei o Anticoncepcional e Foi Isso que Aconteceu com a Minha Pele

por The Look Stealers

Em 1960 a primeira pílula anticoncepcional chegava aos Estados Unidos para revolucionar o universo feminino e fomentar a revolução sexual dos anos 60. Após essa data, diversas outras marcas dominaram as prateleiras e a pílula se mantém até hoje como um dos métodos mais utilizados no mundo. Além de prevenir a gravidez, ela também é muito procurada para equilíbrio hormonal e, consequentemente, o combate à acne. 

Esse é um dos motivos pelos quais mulheres possuem receio de abandonar a pílula, já que ela ajuda no controle dos androgênios, diminuindo a oleosidade da pele e a formação de espinhas. No entanto, observa-se cada vez mais a procura por outros métodos de contracepção com menores índices de hormônio e a notícia é boa: é possível evitar a acne ativa com uma rotina de skincare e outros tratamentos que não envolvem a pílula.

Como? Nossa co-founder, @ManuelaBordasch, nos contou um pouco mais sobre o seu desafio com espinhas e a importância de um acompanhamento dermatológico - alô, alô, Dra. Giovana Moraes - durante a transição de métodos anticoncepcionais. Tudo o que você precisa saber sobre o assunto está abaixo: 

acne - pele - efeito - anticoncepcional - remedio

De acordo com a Dra. Giovana Moraes - uma das nossas contribuidoras de beleza e a responsável por todo o tratamento da Manu -, a acne ativa na fase da mulher adulta, caracterizada pelo quadro após os 25 anos, possui diversas causas. Entre elas, a parada da pílula anticoncepcional se destaca entre as principais, já que essa mudança de hormônios é responsável pela piora no quadro de oleosidade e espinhas.

A mudança de um método para outro também possui grande influência, já que cada contraceptivo possui a sua dose de hormônio: "nessa fase de alteração hormonal, que dura cerca de três a seis meses, é muito comum sentir a pele mais oleosa, queda de cabelo e surgimento de acne. É essencial procurar uma dermatologista para tratar isso para a pele e os fios não sofrerem os efeitos."

Além disso, a acne adulta também é causada por fatores como estresse, hereditariedade, obesidade, entre outros. Procurar um dermatologista para a análise de cada quadro é fundamental.

acne - manu bordasch - pele - tratamento - remedio

Passamos a palavra para @ManuelaBordasch, que compartilhou seus desafios com a acne adulta e reforçou a importância de um acompanhamento profissional:

"Antes de parar a pílula, todos me falavam que a acne adulta surgia apenas em pessoas que já sofreram com o desafio durante a adolescência. Porém, eu nunca tinha tido qualquer problema com espinhas na minha vida. Ou seja, nunca imaginei que pudesse sofrer com acne nessa fase. Parei o anticoncepcional em outubro, pois, além de todas as outras coisas percebia que as taxas de hormônio pioravam o meu melasma. Troquei a pílula pelo DIU de cobre exatamente por ele ser livre de hormônios. Após dois meses sem a pílula, comecei a sentir os primeiros efeitos: os meus fios ficaram muito oleosos - e eu tenho o cabelo super seco - e durante esse período meu maior problema era só o cabelo.

No quarto mês, minha pele explodiu de espinhas como nunca tive na vida. Passei por alguns ciclos: em algumas semanas parecia que a pele estava melhorando, na seguinte, piorava de novo. Em junho comecei o tratamento na @egoclínica com a Dra. Giovana e fiz todos os tratamentos, que foram fundamentais para melhorar a minha pele.

Durante esse período, entendi como a acne é um desafio e mexe com a nossa autoestima. Muitas vezes, quando me falavam sobre espinhas, eu não entendia como elas podem nos afetar. Só depois de passar por essa fase, ficou clara a proporção que isso pode tomar na forma como nos enxergamos. O meu conselho para quem quer parar a pílula é, sem dúvida, fazer um tratamento paralelo com um dermatologista para enfrentar os desbalanços hormonais de forma mais tranquila."

acne - tratamento - pele - remedio - como tratar

O procedimento realizado pela Dra. Giovana foi o tratamento para acne ativa que incluiu diversos cuidados - tópicos e orais - e alguns processos dermatológicos:

"Indicamos para a Manu um protocolo com três sessões de limpeza de pele, uma por mês, associadas a três sessões de LED azul, que ajuda muito na acne. Além disso, também fizemos o Spectra Laser com a ponteira para acne para desinflamar e peeling de ácido salicílico. Também existiu uma conduta de cuidados em casa durante os três meses com tratamentos orais e tópicos. Dependendo da gravidade da acne nesse intervalo de três meses, nós decidimos se associamos ao uso oral com antibióticos para acne ou isotretinoína (Roacutan). No caso da Manu, entramos com uma dose baixa de Roacutan de duas a três vezes por semana."

produtos - manipulados - fazer - como tratar - acne

Os produtos de uso tópico foram todos manipulados sob medida para as necessidades da pele da Manu. Por isso, é fundamental frequentar um profissional que identifique os ingredientes e ativos que podem estar em contato com o seu rosto. Por aqui, confiamos e recomendamos a Vida Nova Manipulação, que aposta em fórmulas poderosas de skincare, cuidados corporais e com os fios. Ah, e é super importante ressaltar o papel da hidratação nesse período de tratamento. Afinal, o uso de ativos potentes tendem a sensibilizar a pele e podem até causar o efeito rebote - ou seja, produção de mais sebo - se não houver a hidratação adequada. 

acne - make - pele - produtos - base

A maquiagem é bem-vinda quando o assunto é autoestima e disfarce da acne na pele. No entanto, é fundamental escolher marcas confiáveis que trabalhem com ativos não comedogênicos - ou seja, que entopem os poros e pioram o quadro da acne - e deixar para usá-la apenas em alguns casos (em casa, por exemplo, deixe a pele limpa!). Outro ponto importante é o FPS, então prefira bases que forneçam proteção solar. 

corretivo - make - usar - produtos - nars

Esses produtos foram os aliados da Manu na hora de disfarçar manchinhas e espinhas. Os de fórmula mais pesada como o All Nighter, da Urban Decay, e o Soft Matte Concealer, da NARS, são ideais para neutralização da acne ativa. Já o Radiant Creamy Concealer, Revlon Photoready e Colorstay funcionam bem para esconder as manchinhas. 

FOLLOW US ON instagram

Deixe um Comentário
Você também vai gostar