Snapchat

Saiba tudo sobre peelings faciais

por The Look Stealers

Você com certeza já ouviu esse termo por aí: peeling facial. O procedimento é queridinho das celebs e promete renovar a textura e aparência da pele. Quem sofre com manchinhas e cicatrizes aprova o resultado do tratamento. Por isso, o Dr. Leandro Copetti, cirurgião plástico e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, tirou todas as nossas dúvidas sobre peeling e explicou os 3 tipos de procedimentos, que varia de pele para pele. Se você ainda não sabe o que é peeling, é só conferir, já: 

Já sabemos que para garantir uma pele saudável, jovem, com textura lisa e sem manchas é indispensável o cuidado diário usando filtro solar e mantendo a pele sempre protegida e hidratada. Para quem quer ir além e ter uma aparência mais brilhosa e renovada, o “resurfacing" é uma opção. Este é um procedimento médico na qual as camadas superficiais da pele são removidas para estimular a produção de novas células retirando danos acumulativos do sol e fatores ambientais. A maneira mais simples para acelerar essa renovação são os peelings químicos. Para cada tipo de pele e objetivo existem diferentes opções de peelings. Uma conversa e análise detalhada com um especialista é o primeiro passo na escolha.

Lais Ribeiro
Foto: Lais Ribeiro

Peelings superficiais são feitos para tratamento de acne, pele com textura áspera, rugas e manchas superficiais. Estes têm a vantagem de ter recuperação rápida, podendo ser indicado na maioria dos tipos de pele e para aqueles que desejam ter uma aparência mais “renovada" para um evento. Alguns podem ser repetidos de 4 a 6 semanas. Existe uma grande variedade de produtos que podem ser utilizados em alta concentração no procedimento como ácido glicólico, ácido retinóico, ácido salicílico, entre outros.

Bella Hadid
Foto: Bella Hadid

A combinação com ácido tricloroacético (TCA ou ATA) é usada para peelings médios com o objetivo de retirar toda a camada superficial da pele e atingir a porção superior da derme (camada média). Tem indicação no tratamento de rugas um pouco mais profundas, alguns tipos de manchas, lesões de pele e cicatrizes (especialmente as de acne). Este tipo de peeling exige uma recuperação mais prolongada, em alguns casos com afastamento das atividades por um curto período, variando em cada indivíduo. O resultado aparece em algumas semanas, pois é necessário tempo para a remodelação do colágeno e a renovação de toda camada superficial (epiderme).

Hailey Baldwin
Foto: Hailey Baldwin

O peeling profundo é usado na pele com um fotoenvelhecimento bem estabelecido -rugas profundas, manchas e até existência de lesões precursoras de câncer de pele. Tem indicação bastante restrita em relação em que fototipo de pele pode ser realizado. Geralmente é feito em ambiente cirúrgico, pois requer sedação. Tem o maior tempo de recuperação, porém os resultados costumam ser muito significantes. Pode ser feito com TCA em maior profundidade ou classicamente com fenol.

Boa programação para um bom resultado é essencial. A consulta com seu médico é necessária para esclarecer dúvidas, expectativas, possibilidades e começar a preparação da pele antes do procedimento. Todos esses cuidados garantem um procedimento com segurança e os melhores resultados possíveis em cada pessoa.

Sara Sampaio
Foto: Sara Sampaio
Deixe um Comentário
Você também vai gostar
Fechar aviso
Snapchat Steal The Look
Fechar
Fechar