7 tendências que nunca vão sair do meu guarda-roupa e porquê

por Giovana Marcon

Eu sou do tipo de pessoa tem um pé atrás com tendências muito diferentonas. Amo e muitas vezes viro adepta rápido, mas várias delas precisam me conquistar com o tempo para então entrar no meu guarda-roupa. 

Se eu tivesse que definir meu estilo seria algo do tipo "preppy meets boyish" (em uma tradução livre "patricinha com uma pitada de menininho") e, por isso, algumas trends aparecem mais do que outras nos meus looks - não me deixo levar por essa definição e uso o que tenho vontade, mas acho que todo mundo tende a ter algumas peças favoritas, né?

E pensando em todo o meu armário, no que eu uso há bastante tempo e no que pretendo manter nas próximas temporadas, encontrei 7 tendências que, na minha opinião, são atemporais e merecem um espacinho no seu closet também! Vem por aqui que eu explico o porquê:

lettering - lettering - lettering - lettering - lettering


Hoje em dia parece mais do que óbvio que uma jaqueta de couro é essencial no closet. A peça herdada dos motociclistas dá mais atitude e deixa qualquer look mais descolado, mas nem sempre achei que precisava de uma. Só entendi o seu verdadeiro potencial quando encontrei a minha jaqueta de couro perfeita em 2017 - que tenho até hoje - e que faço questão de mantê-la bem cuidada para não correr o risco de perder e nunca mais achar uma igual.

lettering - lettering - lettering - lettering - lettering

Essa é uma paixão que tenho desde pequena, mas que morria de vergonha de usar quando era mais nova. Para mim, mesmo que o óculos de sol mais básico esteja em alta, um bom par de óculos statement sempre faz diferença. De lentes ou armações coloridas, gigantes ou pequenos e de todos os formatos possíveis, o óculos de sol é um acessório que transforma o look e não merece passar despercebido.

lettering - lettering - lettering - lettering - lettering

Lembro de não ver a gola alta - turtleneck, gola rolê, como você preferir chamar - por bastante tempo. Acho que nos últimos dois anos ela acabou ganhando força novamente e se tornou o meu maior curinga para deixar o look chic e estiloso com o mínimo de esforço.

lettering - lettering - lettering - lettering - lettering

Também fiquei muito tempo refém apenas das botinhas e tinha horror a usar tênis (isso depois de passar muitos anos escrava do combo jeans + camiseta + tênis para a escola). O meu primeiro tênis branco, depois que entrei para a moda, veio só quando ele virou febre realmente, lá por 2015. Hoje, o meu Adidas Stan Smith está sujo e meio destruído, mas não troco ele por nada no mundo (e adquiri vários outros modelos de tênis branco também, né).

lettering - lettering - lettering - lettering - lettering

O blazer entrou na minha vida durante meu intercâmbio na Inglaterra, em 2011, e desde então não saiu do meu armário. Agora, combinando com as calças de alfaiataria, o terninho é um dos meus looks favoritos da vida. A meta é investir em pelo menos mais uns três em 2020!

lettering - lettering - lettering - lettering - lettering

A cintura alta veio com a enxurrada de blusas croppeds e a insegurança em mostrar a barriga (lembro bem de juntar dinheiro para conseguir comprar uma calça jeans de cintura super alta da American Apparel). Mas logo entendi que era muito mais que isso: a cintura elevada alonga a silhueta - o que é ótimo para mim, que sou baixinha - e fica mais fácil e estilosa de usar com qualquer blusa. Hoje, parece que a cintura baixa está voltando, mas acho que vou ficar com o cós alto, viu?

lettering - lettering - lettering - lettering - lettering

Os coturnos vieram entre o intercâmbio e a faculdade - eu comprava um e usava até furar e precisar de um novo. Depois que investi no meu primeiro Dr. Martens minha vida mudou e ele se tornou um item menos frequente no meu dia a dia, mas ainda um super curinga que uso para deixar meus looks mais cool com zero esforço (e em dias de chuva! Eles salvam).

STEAL THE LOOK ON instagram


Deixe um Comentário
Você também vai gostar