9 dicas simples para economizar no casamento

por Sofia Stipkovic

Eu sei, eu sei. Quem ainda consegue falar em casamento em 2020? Afinal, houve um aumento de 9900% nas buscas do Google pelo termo "divórcio" nos últimos meses e segundo a revista Pais e Filhos, consultorias de separações foram 117% mais procuradas em comparação com o ano passado. Mas, calma, o amor ainda está no ar para mim e para muitos outros pombinhos. Pois, apesar da indústria do casamento ter visto uma queda de 40% até meados de julho, os noivos seguem encontrando soluções criativas: tem rolado de casamento drive-in a Zoom com a família. E toda essa introdução para te dizer que eu estou aqui, comemorando 2 anos de casada esse mês, para dividir com você 9 dicas simples para economizar no casamento que me ajudaram a fazer sozinha, lá em 2018, uma cerimônia linda, prática e dentro de um orçamento apertado. E com apenas 30 convidados, o que, hoje em dia, é essencial para um casório seguro. 

Mas para começar o nosso papo, preciso dizer que casamento nunca esteve nos meus sonhos. Portanto, criar uma festa intimista não foi sofrido, como é para muitas pessoas que sonham com um festão nesse dia. Tendo dito isso, eu e meu marido recuperamos as notinhas fiscais da época, calculamos e gastamos pouco menos de R$ 20 mil pagando: cartório, local, cardápio, bebidas, decoração, lembrancinhas, bolo, roupas dos noivos e cabelo & make. Isso porque o convite foi virtual (feito por nós mesmos) e a fotografia foi presente de um amigo fotógrafo.

dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - https://stealthelook.com.br
Foto: Sofia Stipkovic (Instagram)


Ok, vamos nos casar e agora?

Como não entendíamos do assunto e não dispúnhamos de tempo para mergulhar tanto nesse universo, procuramos uma assessoria que nos atendeu muito bem e nos deu uma ideia de quanto sairia um casamento para 100 pessoas, fugindo dos preços altos de São Paulo (a ideia era fazer na serra!) e dentro do que a gente se sentia confortável em termos de festa/cerimônia: R$ 100 mil. Pânico. Cancelamos os planos, não tínhamos dinheiro para isso e não queríamos envolver financeiramente a família, afinal não era nem um sonho nosso. Agradecemos os serviços da assessoria e saímos à luta, pensando em como poderíamos fazer no melhor modo DIY baratex.

Mas, claro, para quem tem condições, o trabalho de uma assessoria é maravilhoso e muito útil. Eles ajudam na ideia geral do casamento, no planejamento até os mínimos detalhes e na parte mais chata de tudo: a negociação com os fornecedores. 

Agora vamos às 9 dicas que aprendi no processo de fazer o casório junto com meu marido e a ajuda de alguns familiares próximos:

Planejamento é tudo

Por mais básico que tenha sido o nosso casório, ele estava todo controlado em uma planilha de custos, o que é fundamental quando não se tem dinheiro de sobra para gastar. Anote os orçamentos, os pagamentos, os custos extras. Faça as contas para economizar no casamento!

Também planeje bem a data e horário. Eu e o Diego, por exemplo, escolhemos nos casar de dia e no inverno, em julho, porque gostamos do clima frio e porque sabíamos que a chance de chuva seria pequena - geralmente, é uma época bem seca em São Paulo. E outra dica em relação à data: não decida se casar num mês e realizar a festa no outro. Amamos nosso casamento, mas fizemos isso e acabamos privando amigos queridos de participar porque foi um anúncio relâmpago e eles não puderam estar por perto por diferentes motivos - viagens, trabalho, etc.

Sem vergonha para perguntar

Qualquer orçamento que você peça envolvendo a palavra casamento, parece que o valor triplica automaticamente. Incrível. Se acostume. Por isso, depois de bater cabeça em muitos salões e hoteis, em vez de ficar com vergonha de perguntar o preço e não caber no meu bolso, aconteceu o contrário. Eu perdi a vergonha e passei a "meter o louco", como eu gosto de chamar, e ligar para os lugares na cara de pau questionando valores e até negociando, se fosse preciso.

Numa dessas, liguei para o nosso restaurante favorito em Pinheiros, o Canaille. Moramos um ano na mesma rua e íamos sempre, era um lugar querido por nós e que não havíamos cogitado por medo de ficarmos frustrados com mais um orçamento. No pico da loucura, liguei e era o melhor valor do mundo: pagamos na época R$ 110 por pessoa com cardápio (completo, maravilhoso e que pudemos montar com as opções do restaurante), bebidas inclusas (com vinhos também, porque era um restaurante especializado nisso), serviço na mesa e espaço - fechamos a parte de trás do local para a festa. Sem contar que eles foram super solícitos com a gente e ficaram felizes que escolhemos o restaurante para o nosso casamento. Foi tudo!

dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - https://stealthelook.com.br
Foto: Sofia Stipkovic (Instagram)

Seja fiel ao que você gosta

Essa dica é muito importante porque aprendi que quando falamos em casamento, por mais que não seja um sonho nosso, as pessoas à nossa volta que sonham com isso nos empolgam tanto a ponto de, às vezes, quase esquecermos que uma festa gigante, uma cerimônia religiosa ou qualquer outro detalhe não nos representa. Então, não se deixe levar pelo frenesi do momento, seja fiel ao que você gosta.

E aqui, um adendo: lute pelos seus gostos também. Eu mesma tive que discutir para ter o meu bolo como queria: de chocolate, com recheio de chocolate, frutas e todo naked cake, ou seja, sem a pasta americana ou de cream cheese em volta. Quiseram me convencer a fazer um bolo branquinho tradicional, mas bati o pé e não me arrependo. Te aconselho a fazer o mesmo - mas ser razoável também, tá? Dica bônus do bolo: procure confeiteiras ou confeitarias pequenas para fazê-lo. Além de apoiar um negócio local, você pode conseguir um valor negociado com mais facilidade. Foi o que eu fiz.

Pesquise muito e não tenha preconceito de onde vem

Bom, a lição "pesquise muito" serve pra tudo. Pesquise opções, orçamentos e inspirações. Eu tinha um moodboard visual do meu casamento no Pinterest e isso me ajudou muito a não ficar um Frankenstein da décor, já que não contei com ajuda profissional e fizemos (eu, Diego, minha sogra, minha vó e minha mãe) toda a decoração do lugar no planejamento e no dia.

E pesquisando para economizar no casamento também é preciso parar de preconceito bobo com algumas coisas. Eu nunca fui assim, mas sei que tem quem torça o nariz para comprar flores em banca de cemitério, por exemplo, ou garimpar as lembrancinhas no centro, ao lado da Rua 25 de Março. Fiz as duas coisas e foi ótimo, não tive problema e consegui preços muito bons. Inclusive: ficam aqui as dicas 1. dos boxes de flores da Av. Dr. Arnaldo e 2. da Rua Silveira Martins, que tem inúmeras lojas de essências e potes decorativos de vidro super lindos.

dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - https://stealthelook.com.br
Foto: Sofia Stipkovic (Instagram)

Não precisa seguir protocolos caretas se você não quiser

Sim, amiga, não precisa se vestir de branco, só usar maquiagem suave, pintar as unhas de tal cor ou qualquer outra baboseira que te falem. Se você quiser seguir tudo isso e outras tradições, ótimo, vá em frente. Mas se você não quer seguir os protocolos caretas do casamento, não siga. Especialmente quando se está planejando tudo sozinha, sabe? Poxa, já é um processo estressante demais para você ainda ter que se preocupar com regra idiota. Se liberte do que não é estritamente obrigatório e faça do jeito mais confortável para você e seu amor. 

Pode até ser que numa dessas, você acabe fazendo escolhas mais baratas e tão boas quanto em detalhes dispensáveis da tradição - pra mim, o maior exemplo é o bem-casado, desculpa, sociedade. No final, é uma ótima dica pra sua saúde mental e pra economizar no casamento.

Saiba quando ceder

Aqui eu tenho que te dar essa dica real: saiba quando ceder. O casamento não é um rolê só para os noivos muitas vezes. Pode também ser o sonho de outras pessoas da família, que te criaram. Ninguém nunca me forçou a casar, mas quando decidimos fazer isso, entendi que seria importante proporcionar à essas pessoas também memórias bonitas, mesmo que fosse à minha maneira.

Um exemplo prático e simples do que estou falando: por mim, não haveria bem-casado porque eu não posso comer doce de leite (o recheio mais comum) e não faço questão desse doce. Mas, para a minha mãe, era essencial ter! Então, deixa ter, sabe? Preserve a sua paz, respeite o que isso representa para as pessoas queridas e escolha as suas batalhas. A minha, não era tretar por bem-casado. Mas, reclamei obviamente porque sou chata, hahaha.

dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - https://stealthelook.com.br
Foto: Sofia Stipkovic (Instagram)

A lista dos convidados é você quem faz

E quem escreveu que precisa convidar fulano ou ciclano? Não, não precisa, você convida quem você quiser pro seu casamento. Então, sem pressão para a lista de convidados, tá? Eu mesma não tinha muito dinheiro e nem muito espaço no local que escolhi. Portanto, convidamos apenas 30 e poucas pessoas (família versão pocket e amigos mais próximos), com as mesas e cadeiras contadas - porque sabíamos que ninguém ia trazer o "a mais" e o máximo que aconteceria é ter gente de menos. Mas, sim, é prudente considerar os agregados sempre para não passar sufoco.

dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - dicas para economizar no casamento - https://stealthelook.com.br
Foto: Sofia Stipkovic (Instagram)

Quer do seu jeito? Arregace as mangas!

Um jeito de economizar no casamento e também garantir que tudo estaria conforme o planejado - oi, control freak! - foi arregaçar as mangas. Então, além de ter negociado os bastidores todos antes, no dia da festa, saímos do cartório rapidinho, pegamos as decorações no caminho e fomos mais cedo para o restaurante. Organizamos: as flores (secas, folhagens e suculentas que são mais em conta e lindas de morrer!), as mesas, os lugares dos convidados (minha sogra decorou os guardanapos e eu escrevi à mão onde cada um sentaria), botamos a nossa playlist para tocar, arranjamos o lugar do bolo e dos bem-casados. Tudo antes de começarem a chegar os convidados - e eu de noiva já, tá? Era inverno, nem suei!

Ainda sobre isso, quem viu a lembrancinha linda no dia do casamento, não viu o corre que foi arrumá-las todas, uma a uma na noite anterior. Dando lacinho perfeito, contando e recontando para ter pra todos os convidados.

Conte com a tecnologia - mas nem tanto!

Hoje, temos a tecnologia para nos salvar de muitos perrengues. É bom pra pesquisar, a gente não precisa mais ficar pendurado no telefone negociando ou ir até o local toda hora, um WhatsApp muitas vezes resolve. Da mesma forma, é lindo poder pagar online em vez de em espécie ou em cheque, mas nessa de tecnologia de pagamento, eu me lasquei. Então tome cuidado, noiva.

Veja bem: meu marido comprou o terno dele na loja física, numa boa. Eu, diferentona e porque não tinha tempo e não queria gastar, não fui num ateliê fazer um belo vestido de noiva. Decidi que queria casar com um macacão branco da Wymann, uma marca carioca. Pois, bem. Comprei online numa multimarcas gigante que me deu um calote - eles me venderam um produto que não tinham mais em estoque -, pedi estorno e comprei na outra multimarcas online do mesmo grupo que tinha o produto: o sistema de envio deles disse que entregaram em 2018, mas 2020 e nunca chegou. Briguei, peguei meu dinheiro de volta e se não fosse a abençoada Mih Passarelli, que trabalhava na marca na época, eu não teria roupa pra casar. Ela me enviou dois dias antes do casório e eu sou eternamente grata por isso.

Dica bônus: aproveite o dia :)

Por fim, é clichê, mas aproveite o dia porque depois de tanto economizar no casamento, você merece, guerreira. Ignore todo mundo e se divirta ou não tenha tempo para uma santa selfie no seu celular e passe o evento todo paparicando as pessoas que você ama - como foi meu caso! -, mas realmente curta cada minutinho. Só não se cobre de agir assim ou assado. A gente passa muito estresse antes, planejando tudo, pra não tirar o melhor desse dia. 

STEAL THE LOOK ON instagram

Deixe um Comentário
Você também vai gostar