Daith piercing: a nova tendência entre os brincos

por The Look Stealers

Já é lei, toda vez que abro o Instagram e mergulho no meu feed por alguns minutos - ou horas - saio de lá com vontade de algo. Seja uma nova peça de roupa, uma bolsa que vi influenciadoras nórdicas usando, uma tatuagem em um lugar específico ou mais recentemente, um novo piercing. Se você ama jóias e perfurações em diversos lugares da orelha, provavelmente seu algorítimo já te mostrou o daith piercing, a nova tendência entre os brincos. 

O daith piercing é a perfuração naquela pequena cartilagem logo acima da entrada do canal auditivo e por incrível e estranho que pareça, ela fica muito mais bonita com um pequeno brinco de argola reluzente. Se você não faz ideia do que estamos falamos ou se pegou desejando um daith piercing atualmente - como nós - continue aqui porque iremos responder todas as suas dúvidas. 

Sarah Petruz é uma profissional piercer e fomos atrás dela e de sua expertise para perguntarmos tudo o que queríamos saber sobre o daith! Vem com a gente e prepare-se para se apaixonar: 

It girls - Daith piercing - Daith piercing - Inverno - Street Style - https://stealthelook.com.br
Foto: Anna Winck (Reprodução/Instagram)

__antes de começarmos, se apresenta pra gente e conta um pouco do seu trabalho!

S.P.: "Meu nome é Sarah Petruz Barros, mas todo mundo me chama pelo meu arroba no Instagram @Spetruz. Tenho trinta anos, sou mãe, formada em psicologia e produção de moda mas trabalho com piercing desde 2013. Atendo em um estúdio em Florianopolis/SC voltado apenas para perfuração corporal, o Pierce Me, com mais duas mulheres e amigas perfuradoras. Trabalho apenas com joalheria biocompatível (por exemplo o titânio e ouro 18k), procedimento asséptico, material esterilizado e descartável, da forma mais segura e limpa que o nosso corpo precisa ao receber uma perfuração."

__o daith piercing virou uma febre entre as fashionistas internacionais, e aqui no Brasil? Ele também já marca presença?

S.P.: "O daith piercing ao meu ver, é uma das perfurações mais bonitas e charmosas que existe. Acho ótimo que ele venha tomando seu destaque entre os queridinhos, porque ele faz muita diferença e presença quando montamos um projeto auricular para um cliente. Mas ainda precisamos mostrar mais que ele existe, o local da perfuração ainda causa um certo medo e desconforto quanto a dor, tem muita gente que desiste, muita gente que não sabe ainda da infinita variedade de jóia para essa perfuração e muito “perfurador” que faz a aplicação de forma errada e causando problemas. Então a imagem passa a ser veiculada de forma errônea."

__você tem alguma ideia de como ele surgiu? quais as inspirações por trás?

S.P.: "O daith piercing foi criado por Fakir Musafar (pesquisem esse nome pra saber mais sobre essas práticas de perfurações corporais, tem tanta coisa que vocês não fazem ideia!) e aperfeiçoado por Erik Dakota em 1992, que foi seu aluno na escola de piercing. É uma perfuração avançada, necessário que você tenha uma técnica correta e precisa para realizar, uma agulha própria e curva pra essa perfuração, precisa ser perfurada com uma certa profundidade pra que cicatrize bem e corretamente, e o modelo da joia também faz TODA diferença pra que isso aconteça. Essa historia de joia fina cicatriza mais rápido, é mentira, fuja disso. O nome da perfuração tem uma origem hindu, e remete a conhecimento, inteligência."

__a localização faz a aplicação ser mais dolorida?

S.P.: "Falar de dor é algo muito particular, ela sempre será única para cada individuo. O que dói em mim, pode não doer em você ou pode doer muito mais. Cada um tem um limite diferente a dor, reage ao procedimento de forma diferente, e se encontra em um momento diferente no dia. Perfurar dói, de uma maneira geral, dói, não vou mentir pra você, eu vou enfiar uma agulha e ela vai ter que sair em algum lugar pra eu poder encaixar uma jóia ali. Cartilagem tende a ser mais grossa, um pouco mais dura, e pode sim ficar mais sensível, mas isso não quer dizer que seja a pior coisa do mundo. (As dores e capotes que a vida da no nosso dia a dia podem doer muito mais que um piercing.) Mas ao meu ver, quando decidimos colocar um piercing, precisa ser de forma consciente, muito bem pensado, pra você entender o processo como um todo, a preparação, a perfuração e o pós, no processo de cicatrização. Precisa estar bem fisicamente e mentalmente pra isso. Essa “dor” precisa ser planejada. Não aconselho que seja no impulso, isso nem sempre da certo e você pode cair em algumas ciladas por conta do imediatismo."

__quais os principais cuidados que devemos ter ao fazer um daith piercing?

S.P.: "- Não so com o daith piercing, mas todas as perfurações, basicamente os cuidados são os mesmos: 
- Uma alimentação saudável e se hidratar muito bem (vitamina C, água, água de coco..);
- Higiene da perfuração: tudo que você precisa pra limpar bem será apenas sabonete liquido neutro, soro fisiológico para hidratação do local e gaze. Evite pomadas, álcool, água oxigenada, sprays antissépticos,  receitinhas caseiras... ;
- Mãos sempre limpas pra higienizar;
- Não rodar a jóia, deve ser feito tudo com bastante delicadeza;
- Não dormir em cima da perfuração recente;
- Praia/piscina/banhos submersos, evitar no mínimo um mês;
- Manter seus pets longe da perfuração, parece difícil né, mas o bichinho pode transmitir muita bactéria e você pode acabar com uma contaminação cruzada séria;
- Qualquer problema com a perfuração consultar primeiramente o seu profissional de referencia e não pessoas leigas."

__é verdade que o daith piercing pode auxiliar no tratamento contra enxaqueca?

S.P.: "Não! Não existe nenhum estudo que comprove a eficácia dessa pratica. Nós perfuradores corporais alertamos isso diariamente. Todo piercing só possui a função estética, ele trata a sua auto estima! Fora isso, ele não ajuda em nenhum tratamento ou cura, independente de qual seja a perfuração ou a doença a ser tratada, o que pode acabar acontecendo muito é o famoso efeito placebo, mas não caia em promessas. Não entregue seu corpo a esse tipo de procedimento, com a cura como resultado final da pratica. Isso é um assunto sério e o tratamento contra enxaqueca (e todos os outros) devem ser feitos com especialistas de suas respectivas áreas, vai muito além do nosso alcance e não nos compete essa responsabilidade. Por favor, não apostem nisso. Piercing só te deixa mais bonito e se caso um dia essa eficácia for comprovada, com certeza nós seremos os primeiros a informa-los. "

__e por último, quais suas recomendações para quem quer fazer um?

S.P.: "Primeiro de tudo: esteja bem, corpo e mente. Sabemos que nossa saúde mental interfere diretamente em nosso organismo, imunidade, cicatrização. Segundo e tão importante quanto: a escolha do profissional. Um perfurador corporal precisa de MUITO estudo e técnica pra fazer esse trabalho. Pesquise na internet, peça referencias, pergunte sobre material, joalheria biocompatível, laudo de jóias, esterilização feita por autoclave, procure se informar se o estúdio tem o aval da vigilância sanitária também. Procure um profissional que faça o acompanhamento da sua perfuração, que te de suporte e que saiba avaliar sua anatomia e ser coerente a ela. Feito tudo isso, você achou seu profissional, devemos saber que: a perfuração não cicatriza em um, dois, três meses, leva tempo. O cuidado precisa se estender a todo esse tempo e você precisa ser paciente. Funciona como uma tríade: um bom profissional X uma jóia biocompatível X o cuidados pós perfuração. Quem cuida, tem!"

Deixe um Comentário
Você também vai gostar