Moda em NFT: entenda de uma vez por todas o que é

por The Look Stealers

Se você tem pelo menos um perfil em alguma rede social, já deve ter ouvido falar sobre o metaverso. O termo é relativamente recente, mas sua ideia já vem sendo trabalhada pelas grandes empresas do ramo, como o próprio Facebook, há algum tempo. Com a ascensão desse universo paralelo, que de forma bem resumida é a ‘colisão’ entre o mundo real e o virtual, surgiram também suas propriedades e bens exclusivamente digitais. E podemos dizer que a indústria fashion tem sido uma das precursoras nesse mercado, com os chamados itens de moda em NFT.

Diferente do que vimos a alguns anos atrás, onde muitas das grandes casas tradicionais de moda evitaram ao máximo aderir aos movimentos de avanço e inovação do mercado. Logo nos primeiros sinais do ‘debut’ global do metaverso, a indústria da moda tratou de sair na frente. Lançando seus produtos de moda em NFT, suas lojas digitais e projetos imersivos, se tornando um grande case para outras áreas. Mas, afinal, o que significa tudo isso? É inegável, e muito natural, que com todos esses novos termos muitas dúvidas e questões foram levantadas. Por isso, hoje vamos te esclarecer de uma vez por todas, o que são e qual a funcionalidade desses chamados NFTs. Vem ver:

The Fabricant - nft de vestido - moda em NFT - Inverno 2022 - na alto do prédio - https://stealthelook.com.br
Foto: The Fabricant (Reprodução/Instagram)

A princípio, o conceito de NFT pode parecer um tanto abstrato, principalmente por não ser algo palpável ou fisicamente visível, mas podemos garantir que eles são muito reais. De maneira simplificada, para que seja mais fácil de entender, um NFT é um token não fungível - uma espécie de chave eletrônica geradora de códigos, que não precisam necessariamente de uma conexão. Mas diferente de um token comum, um NFT possui uma tipo de criptografia única e sobreposta, o que impede que seja replicada. E é exatamente isso que o faz diferente e imprescindível dentro do metaverso, já que torna possível a existência de itens de arte, entretenimento e moda em NFT exclusivos desse universo, por exemplo.

@xtended_identity - nft de vestido - moda em NFT - Inverno 2022 - na rua - https://stealthelook.com.br
Foto: @xtended_identity (Reprodução/Instagram)

Isso tudo é registrado dentro de uma rede blockchain - um livro contábil virtual -, que armazena todos os dados de transações dentro do metaverso. Sendo esse por sua vez banco de dados com a vantagem de ser descentralizado, ou seja, distribuído por inúmeros computadores independentes e voluntários ao redor do mundo.  O que possibilita o ‘rastreamento’, a segurança e privacidade das movimentações de NFTs e ativos, que podem ser fungíveis ou não. No caso dos NFTs, podemos dizer que representam uma grande evolução no mercado de certificados de posse digitais, uma vez que agora é possível verificar sua procedência e a trajetória, através de cada informação registrada, o que o torna incorruptível. Ah! Para deixar mais claro ainda, um NFT representa um item exclusivamente digital e autêntico, que pode ser desde uma obra de arte, uma peça de moda, até jogos imersivos.

Dolce&Gabbana - nft Dolce&Gabbana - moda em NFT - Inverno 2022 - Metaverse Fashion Week - https://stealthelook.com.br
Foto: Dolce&Gabbana (Reprodução/Instagram)

Não é de hoje que o mundo da moda flerta com o universo virtual. Há muitos anos existem, por exemplo, os fashion films, onde as marcas apresentam suas coleções através de vídeos conceituais. Também podemos citar os e-commerces, que há alguns anos vem fazendo muito sucesso, ainda mais depois desses últimos dois anos, em que estivemos praticamente totalmente isolados. Mas o relacionamento mais próximo entre o mundo da moda real e o universo virtual, antes do surgimento do metaverso, mas que certamente também influenciou, foram as grandes colaborações de casas de alta moda com jogos de videogame. Esse segmento de mercado foi basicamente um pontapé inicial para a futura entrada da moda no metaverso.

A indústria da moda no geral sempre foi muito relutante em relação à inovação, principalmente quando falamos sobre as grifes mais tradicionais. O receio em perder a essência da criação e os padrões de exclusividade eram os grandes argumentos. Mas depois das experiências colaborativas super positivas com o mundo dos games, o mundo da moda abriu seus olhos e horizontes para novas oportunidades de negócio. Os investimentos em lançamentos de itens de moda em NFT, foram, e ainda tem sido, altos e muitas vezes até agressivos. Um exemplo, é a Nike, gigante dos esportes e streetwear, que recentemente adquiriu a RTFKT - empresa pioneira especializada em NTFs de sapatos - que hoje está avaliada em mais de 33 milhões de dólares.

Bored Ape Yacht Club - nft - moda em NFT - Inverno 2022 - nft - https://stealthelook.com.br
Foto: Bored Ape Yacht Club (Reprodução/Instagram)

Entre as grandes marcas de moda que entraram nesse mercado em grande expansão, então marcas como, Gucci, Ralph Lauren, Dolce & Gabbana, Cavalli e Tommy Hilfinger, que recentemente estiveram no line up de desfiles, totalmente digitais, na primeira edição do Metaverse Fashion Week, que aconteceu dentro da plataforma 'Decentraland'. A Tommy, por exemplo, se destacou muito por sua primeira loja para o metaverso, com peças desenvolvidas exclusivamente para esse mundo virtual. Etiquetas como a Adidas, também já lançaram seus produtos de moda em NFT, no caso uma linha intitulada ‘Into the Metaverse’, que conta peças como um blusão com um código blockchain estampado e um gorro laranja. Peças essas que foram usadas por um Bored Ape - muito famosos no mundo virtual -, mais especificamente o avatar de macaco 'Indigo Hertz'. Apesar de todo esse conceito ainda parecer um pouco turvo, a realidade é que o metaverso e seus NFTs estão cada vez mais firmando suas raízes, fundindo o real e o virtual, gerando mais desejo de compra e, também, um certo sentimento de valorização criativa.

LEIA MAIS: 

O metaverso e a sustentabilidade no mundo da moda virtual

Entenda o crescimento do mercado de moda dentro  dos games

Moda no metaverso: o que as roupas digitais dizem sobre o futuro da indústria

Você também vai gostar