Mudança de estilo: 8 coisas que aprendi durante o processo

por Isabella Aredes

Mais uma etapa do projeto Isa vende tudo foi concluída essa semana: acabei de colocar todas as peças em uma planilha pra facilitar no processo de vendas, (que vai começar em breve) e depois da live respondendo algumas dúvidas sobre transição de estilo que fizemos na semana passada, a Roberta Weber me ajudou a pensar meus looks de mudança de estilo enquanto eu ainda não comprei nada. 

Tudo faz mais sentido agora e me vestir ficou bem mais tranquilo e sem aquela sensação ruim de não gostar de nada. Segue abaixo um pouco dos looks que montamos com as peças que eu deixei para um segundo grupo de vendas.

dica de estilo - roberta weber - Isabella Aredes - steal the look - Roberta Weber - https://stealthelook.com.br


Além disso, a Beta fez um texto sobre mudança de estilo que se encaixa completamente no processo que eu estou agora e pedi pra compartilhar aqui, espero que gostem!

_as coisas tem a profundidade que nós temos

Seguidamente me perguntam o motivo por ter escolhido trabalhar com moda. O questionamento denuncia a percepção comum de que moda é sobre futilidade, status, vaidade... É verdade que esses elementos participam com força da narrativa de muitos da indústria, mas não são absolutos. A moda, em sua melhor versão, inspira, provoca, enche os olhos de beleza e faz sonhar. Ela tem o poder de transformar nossa ideia do que é belo e iluminar pontos de vista que não conhecíamos. As roupas que usamos são expressão de quem somos ou de quem gostaríamos de ser. As coisas tem a profundidade que nós temos. Atribuir valor e buscar além do disponível na superfície é uma escolha nossa. Na moda e em tudo.

_estilo pessoal

Como já definido no título ele é único e intransferível, não existe um certo e errado universal. É muito importante lembrar que o que faz sentido para casa pessoa é particular. Tem gente que para ser fiel ao seu estilo, opta por um uniforme, uma fórmula, um armário cápsula, outras pessoas precisam de cores para se sentirem elas mesmas, tem gente que carrega símbolos e medalhas em si e outras que não se reconhecem sem algo com brilho ou estampa. Quando a gente fala sobre a importância do estilo pessoal, a gente não fala de um estilo específico ou um estilo que poderia estar em um editorial, a gente fala em chegar o mais próximo possível da sua verdade e do seu contexto naquele momento.

_nosso estilo conta uma história

Moda é comunicação, nossa forma não verbal de passar uma mensagem para o mundo. Como a gente se apresenta visualmente vai inevitavelmente contar uma história para quem está nos conhecendo. Já que é assim, é importante se apropriar dessa narrativa e se certificar que está passando a mensagem que deseja. Ah, e isso vale para o espelho também, como você se percebe é ainda mais importante do que a opinião externa. Quão fiel você está sendo à sua personalidade? Não escolher também é uma escolha, ignorar que nossas roupas tem impacto na forma que somos percebidos é abrir mão de um instrumento mega valioso.

_estilo evolui

Nosso estilo muda junto com a gente, nós crescemos além das roupas e vamos transitando para a nossa próxima fase. Estamos em constante evolução, roupas são ótimos sinalizadores de cada momento. Mudança de estilo de vida, gravidez, troca de emprego, transição de estudante para mercado profissional ou muitas vezes nosso gosto que vai se expandindo, absorvendo novas referências e criando outras necessidades. Isso é natural e bem-vindo.

_moda é posicionamento

O que a gente compra, o que a gente usa, onde a gente deposita nossa atenção, tudo isso são escolhas políticas: nossas escolhas de moda são capital, do ponto de vista literal, onde colocamos nosso dinheiro, qual marca prestigiamos, até quem a gente segue, quem a gente curte, quem nos influencia. Você é coerente com seus valores também em suas escolhas e interesses na moda?

_para elevar a autoestima

Vista-se para quem você quer ser. Moda como instrumento de sonho e superação, para manifestar a vida que desejamos através das nossas escolhas de roupas. Moda como resistência, como alívio/bálsamo, como armadura já que nos garante força e pode atribuir autoconfiança e segurança. Não é sobre se encaixar em algum padrão, é sobre descobrir e celebrar através dos looks o que é importante para você. 

_o impacto psicológico do que vestimos

Qual a função das roupas? A expressão "dress for success” ou vestir-se para o sucesso é super conhecida, mas muita coisa mudou, inclusive nosso conceito do que é sucesso. Talvez vestir-se bem seja vestir-se para ter paz de espírito, para se sentir confortável, para se sentir apta e forte para realizar suas tarefas. Perceber e aproveitar o poder redentor da moda como esperança, apropriação do belo, forma de inclusão e pertencimento, como símbolo da identidade, como armadura ou instrumento de libertação.

_nosso estilo não cabe em uma caixinha

Se você acha que a moda é limitante, é porque ainda não se permitiu explorar todas suas possibilidades Eu ouso dizer que não existe mais nada cafona, exceto a ideia ultrapassada de achar que para ser uma coisa você não pode ser outra. Cadê a nossa pluralidade? Vamos pensar em Walt Whitman, em ser enorme, em conter multidões. Ninguém é uma coisa só e muito menos estático. Não precisa se levar tão a sério. Seu estilo deve refletir o universo de coisas que formam sua personalidade e seus interesses. Misture, experimente e se divirta. 

STEAL THE LOOK ON instagram

Deixe um Comentário
Você também vai gostar