Por que depois de 15 anos, O Diabo Veste Prada continua levantando discussões?

por The Look Stealers

Hoje é aniversário de 15 anos do lançamento do filme O Diabo Veste Prada, e se ele fosse ambientado nos dias de hoje, a Runway, revista fictícia do longa-metragem, estaria super presente nas redes sociais, Andy cuidaria não só das necessidades da Miranda como também dos posts nas mídias sociais - e grande parte do elenco usaria tênis e wide legs para compor os looks. Além disso, os celulares seriam praticamente protagonistas e provavelmente as irmãs Hadid fariam uma pequena ponta no filme.

Muita coisa mudou de lá pra cá, mas mesmo assim O Diabo Veste Prada continua nos trazendo muitas discussões importantes, seja sobre relacionamentos, comportamento ou é claro, o mundo da moda. Com isso, percebemos que os looks da Andy e da Miranda ainda são referência, que o universo fashion continua sendo muito glamourizado e também nos perguntamos quem é o verdadeiro vilão do filme - ou quem são. 

E para trazer essa discussão, analisamos o filme e o que ele nos ensinou, pesquisamos curiosidades e também não pudemos deixar de trazer alguns looks de inspiração. Então não deixa de acompanhar a nossa reflexão e vem com a gente.

O Diabo Veste Prada - Office Look - Diabo Veste Prada - Inverno  - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: O Diabo Veste Prada (Reprodução/FOX)

_o filme

Se você não se lembra sobre o filme, ou não assistiu, O Diabo Veste Prada se passa em Nova York no ano de 2006. Andy, personagem interpretada por Anne Hathaway, é uma jornalista recém formada que caiu de paraquedas na cidade após se mudar com o namorado, Nate - já vamos falar mais sobre ele. Pouco tempo depois, ela consegue uma entrevista na Runaway para trabalhar como assistente da editora-chefe Miranda Priestly, interpretada por Meryl Streep. No longa, a personagem Miranda é no mínimo muito exigente e não espera menos do que a perfeição e agilidade de seus funcionários, o que deixa Andy extremamente pressionada durante toda a narrativa.

Isso faz com que a protagonista comece a se questionar sobre o seu emprego diariamente, precisando até repetir para si mesma “eu amo meu trabalho” o tempo todo. Não só Andy, mas isso faz com que seus amigos e seu namorado comecem a se incomodar com as funções da jornalista no emprego. Em uma das cenas mais marcantes do longa, Andy se atrasa para o aniversário de Nate por conta de uma festa da Runway, e em uma pequena conversa entre os dois, fica claro que o cozinheiro não está satisfeito com o relacionamento amoroso e acaba por culpar a namorada e o trabalho da mesma.

_nate é o vilão?

Essa é uma das questões principais de toda a narrativa. Quando assistimos o filme, é perceptível que Nate não apoia o trabalho da namorada, o próprio ator Adrian Greiner já admitiu o quão problemático era seu personagem. Quando Andy quase desiste do emprego por não conseguir o manuscrito inédito do livro de Harry Potter para as filhas da chefe, ele parece super animado com a decisão. Porém, isso faz com que a gente se pergunte se o namorado está realmente errado o tempo inteiro, pois Miranda faz exigências quase irreais durante o filme e que podem levar qualquer um à exaustão. 

Ele era muito egoísta e centrado em si mesmo, era tudo sobre ele e ele não se esforçou para apoiar Andy em sua carreira."

Entretanto, sabemos que Andy estava disposta a fazer qualquer coisa pelo emprego e que era muito esforçada e focada, não que ela estivesse esperando uma “estrela dourada ao fim do dia”, mas sabia que uma boa recomendação da Mirada seria ótimo para futuros empregos. Com isso, notamos que uma das lições que O Diabo Veste Prada nos traz é saber equilibrar a vida profissional e pessoal, pode parecer uma tarefa difícil às vezes, porém é importante.

_miranda é a vilã?

Outro ponto importante é que em certos aspectos, Miranda também nos dá a sensação de ser a vilã da história, quando na verdade a personagem está projetando uma imagem de uma pessoa muito forte, pois sabe que qualquer escândalo sobre sua vida pessoal poderá ser prejudicial para o sucesso da Runway. Um exemplo disso é quando Miranda aparece abatida por ter que enfrentar mais um divórcio em sua vida amorosa, o que nos leva para a lição de saber olhar para o outro com mais empatia, pois nunca se sabe o que está acontecendo por trás dos bastidores. 

Meryl Streep  - Office Look - Diabo Veste Prada - Inverno  - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: Meryl Streep (Reprodução/FOX)

E o look acima nos mostra que mesmo após 15 anos do lançamento, todo o figurino usado no Diabo Veste Prada continua atemporal e podem ser ótimas referências para office looks.

_curiosidades

O filme foi inspirado na obra homônima da escritora Lauren Weisberger, que trabalhou e conviveu diretamente com ninguém mais, ninguém menos que Anna Wintour, a toda poderosa editora-chefe da Vogue dos Estados Unidos, que serviu como inspiração para a obra. Mas para evitar qualquer tipo de problema, Lauren sempre disse que tudo não passa de ficção, porém em uma sessão exclusiva do filme para a imprensa, Anna foi vestida de Prada da cabeça aos pés. 

Tanto Miranda como Andy poderiam ter sido interpretadas por outras atrizes, a própria Anne Hathaway já declarou ter sido a nona opção do estúdio para estrelar o filme. Já para o papel de Meryl, Helen Mirren havia sido cotada antes.

Meryl Streep  - Office Look - Diabo Veste Prada - Inverno  - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: Meryl Streep (Reprodução/FOX)

Todo o figurino do longa foi escolhido a dedo por Patricia Field, que também foi responsável pelo mesmo setor em Sex and the City. A figurinista recebeu cerca de US$100 mil para a produção do filme, mas conseguiu que muitas grifes cedessem peças para as filmagens, o valor original de todos os looks usados em O Diabo Veste Prada é cerca de US$1 milhão.

Por fim, conta pra gente o que você acha sobre o filme. Na sua opinião, Nate é realmente o vilão do filme? Ou você acredita que as escolhas profissionais da Andy fugiram do controle com o passar da história? Já que no final a jornalista percebe que seu lugar não era na revista e que algumas decisões tomadas por ela estavam começando a afetar sua personalidade e seu comportamento. Te convidamos a refletir com a gente sobre esse filme que já é praticamente um clássico e um dos nossos favoritos por aqui. 

Deixe um Comentário
Você também vai gostar