STEAL THE LOOK | SHOP - ACESSE!

Precisamos Falar Sobre Psoríase

por Giovana Marcon

Você provavelmente já viu alguma manchete em que Kim Kardashian expôs sua psoríase no Instagram ou alguma outra celebridade falando sobre a doença. Mas além de ser a doença de uma Kardashian, você sabe o que é psoríase?

Antes de Kim se posicionar e mostrar publicamente a doença de pele, eu, redatora do Steal The Look que vos escreve, passei por vários médicos diferentes quando tinha 13 anos, para descobrir o que eram aquelas manchas vermelhas e descamação nas solas dos pés. Isso há mais de dez anos atrás, quando a doença não era pauta de site de fofoca. Ninguém sabia direito o que era e fui até erroneamente diagnosticada com um tipo de herpes gravíssima.

Kim Kardashian - psoriase - pele - inverno - close
Foto: Kim Kardashian (Reprodução/Instagram)
lettering - lettering - lettering - lettering - lettering

São manchas vermelhas e descamação pelo corpo. A doença é genética e o fator psicológico é uma das principais causas no aparecimento e evolução dos sintomas. Picos de estresse, exposição ao frio, ingestão alcoólica e uso de alguns medicamentos podem piorar o quadro.

A psoríase me afeta principalmente nas extremidades do corpo - pés, mãos e cotovelos - e na época meus calcanhares foram os escolhidos. Isso faz tempo e nunca nem tive coragem de tirar fotos, mas meus pés estavam em um nível tão avançado de descamação que ficaram em carne viva, a ponto de eu não conseguir andar direito. Cheguei a usar bota na praia por não ter coragem de mostrar os pés em público. Até que, depois de várias consultas e uma mãe desesperada, encontrei uma maravilhosa (e iluminada) dermatologista que descobriu o que era e me guiou para o tratamento certo.

Mas a psoríase ainda não é a doença mais fácil de ser diagnosticada e é muitas vezes confundida com alergias, dermatite e até micose - e tratar qualquer uma delas não vai ajudar se você realmente tiver a doença.

lettering - lettering - lettering - lettering - lettering

Não! Ela é uma doença auto-imune, portanto, não contagiosa. A psoríase pode não ser tão grave, mas seus sintomas são incômodos e na maioria dos casos causa vergonha e afastamento social dos portadores. Por ser muito mais psicológica, é difícil de controlar e nem todos conseguem estabilizar a doença a ponto de ficar 100% sem manchas. 

lettering - lettering - lettering - lettering - lettering

Não, ela não tem cura e apesar disso não é uma doença terminal e a parte mais afetada é a estética - não deixa de ser uma doença, que pode ou não se agravar e que mexe (e muito) com o nosso psicológico. O tratamento é através de pomadas tópicas e via oral apenas em casos mais graves.

Hoje existem pomadas próprias para a doença, mas eu tive que mandar manipular uma misturinha de uréia (sim, uréia), óleo de uva e algumas coisinhas mais. Por uns dois anos, até a doença estabilizar, precisei passar a pomada todas as noites e embalar meu pé em plástico PVC (aqueles de cozinha, sabe?). E ao saber que era tudo culpa do estresse, precisei controlar a raiva adolescente - tomei alguns remédios homeopáticos e fiz acupuntura para ficar ficar mais “calma”.

Agora é raro eu ter alguma crise, meus pés são lisinhos e somente em picos muito forte de estresse aparecem algumas manchinhas (a última vez foi fazendo meu TCC, em 2015), geralmente nos dedos das mãos. Mas ainda preciso manter a pele super hidratada, não posso tomar muito sol (logo eu, que adoro fritar na praia) e posso até dizer que sou muito mais calma.

A psoríase pode não ser tão grave, mas seus sintomas são incômodos e na maioria dos casos causa vergonha e afastamento social dos portadores. Talvez Kim seja a saída para muitas pessoas que sofrem com a doença - eu sei que foi para mim! Uns dez anos mais tarde, mas agora posso dizer que tenho a doença sem que todo mundo me responda “o quê?”.

A influencer Lana Ocera do blog Chic Happens é portadora da doença e, como a própria diz, a usa como se fossem diamantes! Uma inspiração incrível para quem sente vergonha entender que a doença vai sempre fazer parte do dia a dia e que temos que escolher entre escondê-la ou viver com ela e se sentir tão bem quanto as pessoas que não têm.

FOLLOW US ON instagram

Deixe um Comentário
Você também vai gostar