Princesa Diana, o novo conceito de “revenge dressing” e “main character energy”

por Beta Weber

Você já ouviu falar em “revenge dressing”? O termo foi cunhado para descrever looks usados em momentos determinantes de vingança ou virada. Se você jogar a expressão no Google, vai dar de cara com fotos de uma deslumbrante Princesa Diana a bordo de um vestido preto acompanhado de sua clássica choker de pérolas. O pretinho nada básico foi usado por Lady Di em uma aparição pública surpresa na noite que foi ao ar a entrevista de seu já ex-marido, príncipe Charles, admitindo que a havia traído durante o casamento.

A escolha do look foi zero arbitrária, o vestido estava no armário de Diana há anos, mas ainda não havia sido usado por ser considerado demasiadamente ousado e sexy para um membro da realeza, o modelo assimétrico de decote ombro a ombro não seguia as rígidas regras do dress code aristocrático e por isso mesmo, foi a peça perfeita para representar de maneira não verbal, seu grito de independência. Recentemente o conceito de revenge dressing voltou a ganhar atenção, mas dessa vez, impulsionado pelos mais de 18 meses de pandemia. Apesar de ainda estarmos enfrentando a crise, um desejo por triunfar contra o pessimismo vem ganhando força e inspirando a maneira que nos vestimos.

Princesa Diana - Vestido - revenge dressing - Primavera - Londres - https://stealthelook.com.br
Foto: Princesa Diana (Reprodução/Instagram)

Nesse caso, após quase dois anos de distanciamento social, a expectativa é que o ato de revenge dressing seja reapropriado. Em um mundo com notícias apavorantes em looping, a motivação muitas vezes se torna escassa. Não é segredo que a forma que nos vestimos pode agir como antídoto e escudo para lidar com dificuldades que fogem do nosso controle e inspirar dias melhores influenciando nosso humor, a ideia é resistir através de gestos que tragam um pouco de beleza e leveza ao nosso cotidiano. Não estimulando alienação e sim,  permissão para encontrar alivio e escape onde e quando possível. Apesar da palavra revenge ou vingança ter conotação negativa, nesse contexto, simboliza um não conformismo bem-vindo após tantas privações e tristezas, o processo catártico é necessário e sinaliza esperança.

Durante esses meses de confinamento, nossa definição de estar arrumada passou a ser representada por conjuntinhos de moletom que combinam e pijamas diferenciados. A fadiga das produções athleisure e loungewear começa a aparecer, o site de pesquisas Fashion Lyst divulgou que buscas pela dupla caíram nos últimos meses, em compensação a procura por palavras-chave relacionadas a peças de apelo festivo e mais exuberantes não para de aumentar. Na China, o "revenge shopping" foi percebido com a loja da Hermès vendendo 2,7 milhões de dólares em seu primeiro dia de reabertura. Movimento similar aconteceu nos anos 20, após a gripe espanhola, onde um espírito de celebração tomou conta e as roupas acompanharam.

Outro termo que surgiu recentemente, “main character energy”, pode explicar o fenômeno atual. Com tradução literal de "energia de protagonista", ele sugere um guarda-roupa à altura de uma personagem principal. A ideia por trás é de escolher roupas  que coloquem cada um no centro de suas histórias - deixando de lado inibições, menos baseado em acompanhar a moda vigente ou aderir à noções de "bom gosto" e mais inspirados na essência e identidade de cada um.

Na prática, glamour em alta voltagem, estampas, brilhos, tecidos luxuosos, color blocking, vale tudo, desde que traga alegria e faça sentido para você. Várias tendências hit do momento estão imbuídas desse mood e a seguir a gente te mostra algumas delas:

Look do Harry Styles - Figurino - revenge dressing - Verão - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: Look do Harry Styles (Reprodução/Instagram)

O look de Harry Styles para seu primeiro show da nova turnê, iniciado apropriadamente em Las Vegas, é um exemplo perfeito do clima. O colete de franjas brilhoso acompanhado de pantalona, ambos em pink, é uma fórmula imbatível para inspirar otimismo.

Nina Sandbech - Y2K - revenge dressing - Verão - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: Nina Sandbech (Reprodução/Instagram)

A nostalgia pelo período Y2K é outro exemplo que traduz o atual anseio. Uma moda que não se leva muito a sério, cheia de símbolos como borboletas, cintura baixa e detalhes de cristais em um mix mega inusitado.

Kendall Jenner - Street Style - revenge dressing - Inverno  - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: Kendall Jenner (Reprodução/Instagram)

Maximalismo é palavra chave, quanto mais melhor, e ele pode surgir nos complementos, como Kendall Jenner munida de boá turquesa para arrematar seu look preto.

Camille Charriere - Animal Print - revenge dressing - Verão - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: Camille Charriere (Reprodução/Instagram)

Animal print, por si só já é um acontecimento e ganha ainda mais destaque em variações de vaca e zebra.

Imani Randolph - Preto e Branco - revenge dressing - Outono - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: Imani Randolph (Reprodução/Instagram)

Estampas psicodélicas em profusão de cores para serem usadas separadamente ou em conjuntinhos nada tradicionais

@lisasaysgah - Street Style - revenge dressing - Verão - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: @lisasaysgah (Reprodução/Instagram)

Acessórios polêmicos que fogem do lugar comum com muita personalidade!

Amina Muaddi - Salto alto - revenge dressing - Verão - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: Amina Muaddi (Reprodução/Instagram)

As plataformas ganham revival depois de anos dominados por tênis e sapatos de influência esportiva, lógico que eles continuam, mas agora voltam a dividir espaço com saltos vertiginosos.

Bordados decadentes e detalhes especiais elevam peças à outro nível de impacto.

Nina Sandbech - Neon - revenge dressing - Verão - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: Nina Sandbech (Reprodução/Instagram)

Cartela de cores vibrantes incluindo tons de neon.

@hannamw - Street Style - revenge dressing - Verão - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: @hannamw (Reprodução/Instagram)

Já falamos sobre o retorno do sexy aqui, e o sex appeal segue permeando coleções e aparecendo no feed do Instagram com recortes, decotes e fendas irresistíveis.

A ideia de revenge dressing não passa por hedonismo ou falta de sensibilidade, e sim pela realização urgente que tudo pode mudar a qualquer momento e que a vida é muito incerta para guardar roupas para momentos "especiais". Estar vivo por si só já é motivo mais que justificável para usar nossos melhores looks.

Deixe um Comentário
Você também vai gostar