Psicologia das cores: as melhores cores para cada ambiente de sua casa

por Giulia Coronato

A psicologia das cores é um estudo que busca compreender o comportamento humano em relação às cores, como nós reagimos a cada tonalidade, analisando e definindo quais os efeitos que cada cor gera nas pessoas, como mudanças nas emoções, nos sentimentos, a criação de desejos e muito mais.

Na decoração, a psicologia das cores pode ser usada para definir qual a melhor cor para cada ambiente de nossa casa, a partir da atividade que realizamos em cada canto e como queremos nos sentir lá, seja no banheiro, na cozinha ou até no home office. Então, se você quer adicionar cores em sua casa e não sabe por onde começar ou qual a cor certa para cada cantinho, vem com a gente e descubra como aplicar essa metodologia na decoração:

_cozinha

It girls - Psicologia das cores - Psicologia das cores - Outono - Em casa - https://stealthelook.com.br
Foto: Reath Design (Reprodução/Instagram)

A cozinha é um dos ambientes em que a psicologia das cores age de forma mais forte em nosso cérebro. Tons vibrantes e quentes, como vermelho e amarelo são conhecidos por estimular o apetite e nos deixar muito mais aptos e ansiosos para as refeições. Caso você sinta que os tons quentes e saturados se sobressaem e pesam o ambiente, quebre-o com detalhes e utensílios de cozinha brancos, para adicionar um toque clean e neutro.

_banheiro

It girls - Psicologia das cores - Psicologia das cores - Outono - Street Style - https://stealthelook.com.br
Foto: Genevieve Garruppo (Reprodução/Instagram)

O Feng Shui e a psicologia das cores sugerem que as melhores cores para se ter no banheiro são tons claros, como o branco e o bege. Caso você queira adicionar uma paleta de cor mais ampla em seu lavabo, mantenha-a sempre em baixa saturação, como tons pastel.

_home office

It girls - Psicologia das cores - Psicologia das cores - Outono - Em casa - https://stealthelook.com.br
Foto: My Scandinavian Home (Reprodução/Instagram)

Já para seu home office, a cor ideal para o ambiente dependerá muito do seu tipo de trabalho, mas em geral, tons quentes são mais estimulantes para a criatividade e para o astral. Amarelos, laranjas, vermelhos e rosas são ótimos, além de super cool. A principal dica, se escolher um tom vibrante e quente, é investir nas meias paredes ou em apenas uma parede colorida, para não pesar o ambiente. 

Se em seu escopo de trabalho você precisa realizar atividades mais metódicas, tons frios e claros de azul ou verde te deixarão mais relaxada para pensar e agir com calma e fugir da ansiedade.

_quarto

It girls - Psicologia das cores - Psicologia das cores - Outono - Em casa - https://stealthelook.com.br
Foto: Domino Magazine (Reprodução/Instagram)

A psicologia das cores é uma metodologia que busca explicar o efeito da cromoterapia em nosso cérebro e em como nos sentimos. Recentemente um estudo realizado pelo Centro do Sono de Edinburgh, comprovou como a metodologia impacta em nosso sono. Foi concluído que algumas cores fazem com que dormimos por mais tempo e com mais qualidade, como o azul e o verde claro, que nos deixam mais aptos ao sono e ao relaxamento completo.

_sala de estar

It girls - Psicologia das cores - Psicologia das cores - Outono - Em casa - https://stealthelook.com.br
Foto: Laure Joliet (Reprodução/Instagram)

Na sala de estar, por normalmente estarmos cercados de eletrônicos e informações visuais e auditivas, o ideal é manter as paredes em tons neutros e claros, como o branco, o bege e o champagne. Outra ótima dica para o ambiente, é adicionar itens de decoração e móveis de madeira, para quebrar o tecnológico com algo rústico e mais orgânico.

Você também vai gostar