Translúcida: conheça a primeira marca colaborativa trans da América Latina loja

por The Look Stealers

No mês de Junho é comemorado o Mês do Orgulho LGBTQI+ mundialmente, a data foi escolhida em homanegm a rebelião de Stonewall em 1969, que deu início ao dia do orgulho LGBTQI+, 28 de Junho, e durante esses 30 dias a comunidade celebra o orgulho de pertencer e protesta pela conscientização política sobre os problemas atuais da comunidadede, seus direitos básicos e um aumento da visibilidade.

Para celebrar esse mês de Orgulho e dar visibilidade para todas as pessoas que fazem parte da comunidade LGBTQI+, nós entrevistamos Fernanda Kawani, mulher trans, dona da marca Translúdica, que tem como objetivo incluir pessoas trans no mercado de trabalho. Vem ver:

It girls - Transsexual - Translúcida - Outono - Street Style - https://stealthelook.com.br
Foto: Fernanda Kawani Custódio e Guttervil Guttervil (Reprodução/Instagram)


"Olá! Meu nome é Fernanda Kawani Custodio, tenho 30 anos, sou mulher trans/travesti (ambas palavras me contemplam) sou taurina, mãe de 3 gatos (Champa, Bills e Ruby) moro em São Paulo há 4 anos, sou natural de São Caetano do Sul, já morei em lugares como Araraquara e Curitiba, sou graduada em estética e cosmética desde 2010, sou atriz de teatro e já atuei na companhia Paulista Satyros. Atualmente sou fundadora e proprietária da Translúdica, loja colaborativa, onde junto com meu sócio, vendo produtos para pessoas LGBTQI."

-                -                -                -                - https://stealthelook.com.br

"Significa lutar muito para ter o básico, conheço muitas mulheres trans de diferentes estados, raças e profissões e apenas uma pequena minoria tem a tranquilidade financeira, emocional, familiar e afetiva. Quando percebemos que a maioria da nossa comunidade não tem acesso ao mínimo, logo entendemos que existe uma desigualdade oriunda da transfobia estrutural que historicamente marginaliza mulheres trans e travestis nesse país."

-                -                -                -                - https://stealthelook.com.br

"Trabalho, muitas portas se abriram para mim enquanto empreendedora, mas grandes desafios existem, eu não consigo crédito em banco, não consigo financiar um imóvel, não sou bem remunerada como homens e pessoas cis pelo meus trabalhos. Situações como essas dificultam, e muito, a minha vida e de outras pessoas trans."

-                -                -                -                - https://stealthelook.com.br

"Surge da necessidade de ter uma renda, já que o mercado de trabalho não contrata pessoas trans, eu sou graduada desde 2010 e nunca tive um emprego formal na área, então, para mudar a minha realidade e de outras pessoas trans no Brasil, decidi investir na economia colaborativa para criar novos negócios e oportunidades para toda população trans."

-                -                -                -                - https://stealthelook.com.br

"Foi transformar a vida diretamente e indiretamente de pessoas trans que tem a Translúdica como referência, e participar de espaços que antes apenas pessoas cis ocupavam, como reality shows, entrevistas e feiras."

-                -                -                -                - https://stealthelook.com.br

"Naturalmente a mulher trans traz consigo uma trajetória de muita luta, seu amadurecimento carrega muita sabedoria. Uma verdadeira líder é aquela que pensa no plural, que acredita no poder de todes para uma transformação conjunta, feminista e equalitária."

-                -                -                -                - https://stealthelook.com.br

"Trouxe experiência para minha trajetória como empreendedora e visibilidade para minha marca, fui a primeira mulher trans a participar no programa, achei super valida a participação pelos contextos históricos, mas nem de longe é minha maior alegria."

-                -                -                -                - https://stealthelook.com.br

"Temos uma vivência de medo, você sente medo em sair na rua? Sente medo em se relacionar? É isso que nós sentimos todo tempo, a cada negação de trabalho nós morremos um pouco, a cada negação de afeto nós morremos um pouco, a cada pessoa trans desempregada nós morremos um pouco. Criar uma empresa no meio desse caos é trazer luz sobre nossa população e esperança."

-                -                -                -                - https://stealthelook.com.br

"Representatividade é dar lugar de fala para próprias pessoas trans (nesse caso) trazerem suas narrativas e reivindicar nossas pautas a partir de nós mesmas, e para além do lugar de fala, o lugar de escuta da sociedade para entender de fato nossas necessidades. A Representação é quando uma pessoas cis usa narrativas de pessoas trans de forma indevida (teatro, política) usurpando nosso lugar de fala para benefício próprio. Se você é uma pessoa cis e quer contribuir com nossa causa, consulte pessoas trans antes, por favor. "

-                -                -                -                - https://stealthelook.com.br

"Atualmente tive contato com a moda upcycle, que reutiliza matérias que seriam consideradas "lixo" para essa nossa sociedade, dentre as estilistas que eu admiro, Vicenta Perrota é quem tem maior papel representativo,  além de ser uma mulher trans, faz um trabalho social com um grupo de mulheres trans e travesti no ateliê Transmoras, oferecendo  oportunidade de profissão e resignificando a moda em um contexto geral."

-                -                -                -                - https://stealthelook.com.br

"Coletividade! sociedades individualistas tendem a fracassar, acreditar que sozinhes vamos mudar algo é pura ignorância, temos que entender que nós vivemos em um grande organismo vivo e somos parte dele, se não nós organizarmos e compartilhamos  de uma boa vida, iremos todes desaparecer. "

STEAL THE LOOK ON instagram

Deixe um Comentário
Você também vai gostar