Tudo o que Você Precisa Saber Sobre Queda Capilar

por Lara Lincoln

Não, você não está sozinha! A queda capilar é um dos maiores desafios de beleza e pode ser causada por diversos fatores, entre eles, hormônios, nutrição e estresse. Além disso, a genética também é uma grande influenciadora e promove o afinamento do cabelo que, por consequência, tende a cair com maior facilidade. Mas se você acha que não existe tratamento para o problema, está enganada! A tricologia, ramo da medicina com foco em pelos e cabelos, ajuda a diagnosticar e tratar os fios frágeis e com queda. 

Por isso, aproveitamos o assunto para conversar com a Dra. Ana Carina Junqueira, médica tricologista, e tirar todas as nossas dúvidas sobre as madeixas. A expert desmentiu mitos de crescimento e também revelou quais ativos procurar em produtos capilares para dar aquela forcinha no crescimento. Spoiler: o Zinco é o principal! Abaixo, tudo o que você sempre quis saber sobre queda

Cheyenne Maya - cabelo-fios-cachos-beleza - cachos - verão - estúdio
Foto: Cheyenne Maya
queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar

São três fatores basicamente: hormônios, nutrição e estresse. 

queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar

Sem sombra de dúvida! A genética não faz o cabelo cair, mas sim, promove o afinamento dos fios. Geneticamente, herda-se uma tendência hormonal chamada de Afinamento Silencioso a Longo Prazo. Não é um cabelo que cai, é um cabelo que afina. No entanto, se você tem um cabelo fino geneticamente herdado, isso pode favorecer a queda já que essa característica solta com mais facilidade. 

queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar

Alimentos que forneçam aminoácidos e minerais, como carnes vermelhas, proteína de fonte animal, proteína vegetal e os minerais como ferro, zinco, selênio e magnésio, especialmente ferro e zinco. As melhores fontes são os legumes de cor verde escura como couve, brócolis, espinafre, entre outros. Isso se deve ao fato de que os minerais e os aminoácidos são matérias-primas básicas de formação de cabelo.

Gizele Oliveira - beleza-cabelo-fios-cuidados - fios volumosos - verão - estúdio
Foto: Gizele Oliveira
queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar

Não, são absolutamente diferentes. A queda capilar é um processo no qual o fio se solta do couro cabeludo, por inteiro, por um estímulo, por um erro, por estresse, por questões hormonais ou genéticas mesmo. A quebra capilar acontece quando o cabelo se arrebenta ao longo do comprimento. Ele se rompe, mas a raiz continua preza no couro cabeludo. A quebra geralmente acontece por motivos químicos: 95% dos casos de quebra excessiva do cabelo são quebras químicas causadas pelo uso abusivo de descolorante, tintura, usos intensivos de químicas - um processo seguido de outro -, escovas progressivas, relaxamento, entre outros. 

queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar

A queda é considerada anormal quando ela passa de um mês e meio de duração. Até esse período ela é aceitável e chama-se Eflúvio Telógeno Agudo. É uma queda de cabelo acentuada, mas é causada por uma alteração de ciclo do cabelo: de troca, que é aceitável. Passando de um mês e meio, qualquer ser humano, não importa a idade ou sexo, precisa dar atenção e buscar um profissional especializado para investigar.

Jasmine Tookes - modelo-cabelo-fios-volume-penteado - fios volumosos - verão - estúdio
Foto: Jasmine Tookes
queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar

O primeiro ativo de fortalecimento de uso tópicos e que pode ser adicionado a cremes e shampoos é a biotina. Ela é uma vitamina do grupo B que ajuda a fortalecer o cabelo. Zinco e derivados de zinco também fortalecem bastante. Esses são os dois ingredientes que eu mais recomendo. As ceramidas também são bem válidas, mas não fazem o cabelo efetivamente crescer, porém, elas fazem parte da estrutura dos fios.

queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar

A tricologia pode ajudar em todos os sentidos o paciente com queda. Em primeiro lugar, busca identificar e diagnosticar a causa da queda de cabelo e tratar. É feito um bom diagnóstico de causa e, depois, um tratamento da questão específica para que o paciente não tenha mais queda de cabelo. Segundo ponto, a tricologia também pode ajudar a crescer o cabelo e trazer o fio que foi embora com a queda. Essas são as principais ações da tricologia.

O mais importante é o diagnóstico porque, sem ele, nenhum tratamento tem a eficácia perfeita. Para se ter um bom diagnóstico é preciso ter um profissional formado em tricologia especificamente, um médico, se possível, por ser uma questão de clínica médica. O cabelo recebe todas as mudanças hormonais, nutricionais, todas as alterações fisiológicas de estresse e de sono. O cabelo reflete tudo isso e é importante ter um profissional que entenda de clínica geral avaliando para que se tenha um diagnóstico completo das causas da queda e um planejamento para que o problema acabe e que se tenha um pouco da reposição do que se perdeu.

Josephine Srkiver - beleza-modelo-fios-maquiagem-ondas-beach-waves - beach waves - verão - estúdio
Foto: Josephine Srkiver
queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar

A temperatura não, mas a estação do ano sim. Quando temos uma mudança de um clima muito úmido para um clima seco, observa-se uma perda de cabelo. Esse é um dado estatístico. Não se sabe explicar ainda por ciência porque isso acontece, mas sabe-se que estatisticamente o cabelo cai com essa mudança. 

queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar

É preciso restabelecer as questões básicas, orgânicas e fisiológicas: a parte hormonal e nutricional. O paciente precisa de profissional que faça uma adequação hormonal e a reposição de nutrientes. Pode-se usar a mesoterapia e a endermoterapia, que são injeções de medicamentos diversos no couro cabeludo. O medicamento é determinado de acordo com o diagnóstico do paciente.

Outro recurso é o drug delivery, uma injeção de medicamentos no couro cabeludo mediado por algum tipo de aparelho. São realizados pequenos furinhos no couro cabeludo para que aconteça uma absorção de medicamentos no local. Eu, particularmente, recomendo o drug delivery à laser, já que o processo acaba sendo menos doloroso, mais preciso e com maior capacidade de penetração sem machucar o couro cabeludo. 

Samile Bermannelli  - modelo-cabelo-cacho-fios-cabelo-cacheado-crespo - fios cacheados - verão - estúdio
Foto: Samile Bermannelli
queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar

Não existe média por dia. Existe uma lenda de até 100 fios por dia, mas isso não é um número real. Pessoas de cabelo fino podem perder até 50 fios por dia. Pessoas com cabelo de espessura e densidade (fio por centímetro quadrado) mediana, de 50 a 100 por dia. Espessura e densidade pequena, no máximo, 50 fios por dia. Espessura e densidade grande, pode-se perder muito mais de 100 fios por dia, de 100 até 500 fios. A verdade é que o paciente tem que estar atento ao numero de base normal, ou seja, observar. Não existem números exatos para todas as pessoas, os números são variáveis.

queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar - queda capilar

Por mês, o nosso cabelo tende a crescer de 0,5cm à 1cm - o que depende muito da idade. 1cm por mês somente cabelos de jovens, considerando crianças, adolescentes e adultos, do inicio da vida até os 30 anos de idade. A partir dos 30, o crescimento é mais lento, não ganhando comprimento tão rápido, crescendo, no máximo, 0,8cm. Depois da senilidade ele chega a crescer 0,5 cm ao mês. Com os tratamentos adequados, conseguimos acelerar o crescimento para até 2cm ao mês.

Abaixo, uma seleção com oito produtos poderosos que fortalecem e dão volume aos fios: 

Você também vai gostar