4 livros de autoajuda que realmente mudaram a minha vida

por Mayara Nunes

A quarentena não estava sendo fácil para mim. A ansiedade, o tédio e o estresse estavam tomando conta. Eu já tinha assistido quase todas as séries e filmes da Netflix, minha casa estava limpa como nunca, minhas roupas organizadas e já tinha testado centenas de receitas novas. O que mais eu poderia fazer para passar o tempo? Diante disso, resolvi dar uma chance para alguns livros e descobri que ler era meu novo hobby da quarentena. E digo mais, esse hobby transformou não só a minha quarentena, como a minha vida. Vou te contar aqui quais foram os livros de autoajuda que eu li que realmente mudaram a minha vida e como.

Mayara Nunes - livros - livros - outono - em-casa - https://stealthelook.com.br
Foto: Mayara Nunes (Reprodução/Instagram)


Confesso que eu não tinha o hábito da leitura instaurado na minha rotina, não lia diariamente por diversos motivos: falta de tempo, cansaço e até mesmo falta de interesse. Com a chegada da quarentena, tudo mudou. Eu tinha tempo de novo, meu cansaço diminuiu bastante e estava interessada em qualquer novidade. E foi aí que eu dei uma chance a eles. Você deve estar se perguntando, mas por que livros de autoajuda? É verdade que eu não tinha o hábito da leitura no meu dia a dia, mas de uma coisa eu sabia: todas as vezes que eu tentei livros de literatura, ficção e até mesmo romances, eu desistia antes mesmo do livro terminar. Se eu posso dizer quais foram os livros que li com prazer, antes da quarentena, todos eles eram de autoajuda. Então, eu uni o útil ao agradável: eu precisava de mudanças e eu gostava de ler sobre como aplicar mudanças em minha vida.

livro - livro - livro - livro - livro - https://stealthelook.com.br
Foto: Foto: (Reprodução/Amazon)

1. Seja Foda, por Caio Carneiro

Foi assim que eu decidi ler o meu primeiro livro transformador: o Seja Foda. De acordo com o autor, ser F.O.D.A é ser feliz, otimista, determinado e abundante. O livro nos mostra alguns comportamentos e atitudes necessárias para conquistar resultados incríveis, em todos os aspectos das nossas vidas. Na minha opinião, é um livro inspirador. Em tempos de quarentena, era tudo o que eu precisava: inspiração e motivação. O livro é simplesmente perfeito para quem, assim como eu, está com dificuldades de sair da cama e procurar novas possibilidades. O autor mostra como a construção do sucesso é visível e está na palma de nossas mãos.

Posso afirmar que o livro foi o estalo necessário para abrir meus horizontes e começar a enxergar algo que eu não via. Algo que está dentro de todos nós, basta procurarmos.

Aliás, eu inseri a leitura na minha rotina todas as noites, antes de dormir. Era o que eu precisava para acalmar meu corpo e alma, focar em páginas que me trouxessem positividade e me concentrar nas mudanças que eu queria fazer em minha vida. Até então, eu tinha dificuldades para adormecer - sim, você leu direito, tinha. Não tenho mais. A leitura é como se fosse meu mantra, para relaxar e entrar em “modo soneca”. Portanto, foi aí que a transformação começou.

Bom, eu “devorei” meu primeiro livro em menos de uma semana. Eu precisava de mais. Já ouvi dizer que para um novo hábito ser instaurado em nossas vidas é preciso repeti-lo por, pelo menos, 21 dias consecutivos. Portanto, eu não podia parar. Até porque, ler estava me fazendo bem. Eu estava dormindo melhor, focada em trazer mudanças para a minha vida e ter uma nova rotina.

livro - livro - livro - livro - livro - https://stealthelook.com.br
Foto: Foto: (Reprodução/Amazon)

E então, eu escolhi o meu segundo livro transformador.

2. Nunca foi sorte, por Adriana Sant’anna

Foi indicação de uma amiga. Ela que acompanhava e conhecia a história da ex BBB, Adriana Sant’anna, pediu para que eu lesse o seu livro, sem julgamentos, pois poderia ser enriquecedor para esse meu novo momento de vida.

Aceitei a sugestão! Pedi a ela que fizéssemos uma troca, eu leria a indicação dela e ela a minha - obviamente eu a indiquei o meu primeiro livro transformador, o Seja Foda. Deixei o meu livro na portaria e retirei o dela.

Quando comecei a ler a história da Adriana, fiquei surpresa com tamanha determinação em conquistar algo. Adriana era uma menina sem dinheiro, mas com muito otimismo, auto confiança e determinação. Seu grande sonho era participar do Big Brother Brasil e, surpreendentemente ou não, seu propósito não estava relacionado à fama ou vaidade e sim, em transformar a realidade financeira de sua família. Em uma fase difícil, a autora nos revela todos os esforços e dificuldades que ela e sua família passavam. E mesmo diante de um cenário desafiador, ela queria ser o agente da transformação. Não só quis, como fez.

Adriana é um exemplo de que todos nós podemos ser agentes de transformação. É preciso, antes de tudo, acreditar e não desistir.

Bom, depois de ler os meus dois primeiros livros, eu já estava confiante, determinada e extremamente inspirada em evoluir. Mas, existiam dois fatores que me bloqueavam: as preocupações (em meio a uma pandemia mundial, nada mais do que normal intensificarmos as preocupações) e a dificuldade de lidar com mudanças.

Sim, eu assumo. Não sei lidar com mudanças e estou acostumada e me frustrar quando as coisas não saem como eu planejei ou imaginei. Eu estava focada, determinada e inspirada, mas não era o suficiente.

livro - livro - livro - livro - livro - https://stealthelook.com.br
Foto: Foto: (Reprodução/Amazon)

Assim, eu escolhi meu terceiro livro.

3. Mais Esperto que o Diabo: O mistério revelado da liberdade e do sucesso, por Napoleon Hill.

Antes de tudo, quero te alertar de algo: peço que não desista do livro se você não acredita na figura do Diabo. O autor não faz menção a nenhuma religião ou crença. O Diabo se trata do lado negativo que existe em todos nós. Nada mais é do que o medo, as preocupações, a tristeza e tudo o que pode ser considerado como empecilho para alcançar o sucesso.

O livro é destinado, de acordo com o autor, a 98% da população. Pelo simples fato de que, somente 2% das pessoas é controlada pela positividade, pela vontade de vencer, pela determinação e não se deixa abalar, por exemplo, pelo medo ou preocupações.

Em uma conversa longa com o Diabo, a negatividade que está em nós, o autor nos revela como somos controlados por ele, diariamente. E mais, ele nos mostra também, como podemos vencê-lo e transmutar para os outros 2%.

Se eu pudesse escolher um livro para ser o meu favorito da vida, certamente seria esse. Ter a plena consciência de que deixei de realizar mudanças, sonhos e me arriscar ao longo da vida, por ter medo do fracasso, do novo e do diferente, me deixou mais forte e pronta para encarar novos desafios, escolhas e começar a viver.

Vou dar um pequeno spoiler do livro, que poderá te incentivar a lê-lo: segundo o autor, as adversidades da vida são fundamentais para sairmos da inércia, do piloto automático. Somente através delas, somos capazes de reprogramar nossas escolhas, nossos hábitos, nossos caminhos. A quarentena nada mais é do que uma oportunidade de mudança, por exemplo. E acredite, as mudanças podem ser vistas sob a ótica do Diabo ou não, somos nós quem escolhemos as lentes das nossas vidas. Como o autor diz, existem dois lobos famintos dentro de nós, o da positividade e o da negatividade, somos nós quem escolhemos, diariamente, qual alimentar.

Sim, a partir daqui eu já podia dizer que ler era um novo hábito para mim. Já havia se passado mais de 21 dias consecutivos e eu estava, de fato, transformando a minha vida. Não podia e nem queria parar.

Neste ponto, eu já estava ciente de que não queria mais alimentar meu lado negativo e nem deixar meus problemas guiarem a minha vida. Continuava inspirada, determinada e comecei a ver as transformações que estava acontecendo para mim. Mas, mesmo assim, ainda tinha dificuldade de me livrar das preocupações.

livro - livro - livro - livro - livro - https://stealthelook.com.br
Foto: Foto: (Reprodução/Amazon)

E foi assim que eu defini meu quarto livro transformador.

4. Como Evitar Preocupações e Começar a Viver, por Dale Carnegie.

Posso te dizer que as preocupações não são apenas um estado de espírito ou um sentimento qualquer. Elas são piores e mais prejudiciais à saúde do que eu podia imaginar. O autor me fez perceber que ou eu controlo as minhas preocupações ou serei controlada por elas. E, depois de ler o meu terceiro livro transformador, já tinha a plena convicção de que quero tomar as rédeas da minha vida. Com diversos testemunhos e histórias de superação, o autor apresenta uma prática que pode acabar com as nossas preocupações.

Sem muitos spoilers, o que eu posso dizer do meu ponto de vista é que a prática não vai fazer com que os problemas não existam e nem nos tornará apático a eles. Nos fará entender e conviver com eles de forma positiva e confortável.

Por fim, gostaria de revelar que escolhi os livros de autoajuda acima com a convicção de aplicar as práticas reveladas em minha vida. Não buscava apenas palavras confortantes, mas possíveis meios de transformação.

Como conclusão final eu digo que o primeiro passo para transformar nossas vidas com livros de autoajuda é tornando-se consciente do todo. Depois, é preciso identificar as possíveis melhorias que desejamos em nossas vidas e, somente assim, alguma mudança será possível.

STEAL THE LOOK ON instagram


Deixe um Comentário
Você também vai gostar