6 Dicas para Aproveitar Lisboa Fazendo Um Pouco De Tudo

por Bruna Lys

Sou super suspeita para falar de Lisboa. Após 6 meses na capital portuguesa, tive um período perfeito para conhecer vários cantos desse lugar que tem meu coração e, oficialmente, no meu mundo ideal a recomendação seria bem essa: passe no MÍNIMO 1 mês lá! De volta para a realidade, sabemos que planejar um roteiro de viagem não é algo muito fácil pensando em todas as variáveis do nosso dia a dia como trabalho, faculdade, finanças...

Enfim, se você planeja essa ida (incrível) para a terra lisboeta, eu tenho minhas dicas para te oferecer! As 6 dicas para fazer um pouco de tudo em Lisboa são aquele meu mix de coisas que marcaram, e muito, toda a minha estadia nessa cidade durante o intercâmbio e que, de fato, me fizeram sentir o gostinho de estar lá. Entre sugestões secretas e outras mais clássicas do turismo, espero que este post passe um pouquinho mais de informação sobre cada um dos espaços que irei indicar, bem conversa de amiga, sabe? Esteja livre para adicionar o que mais te atrair aqui ao seu roteiro e vamos lá:

Irei começar por esta dica, pois foram os dois primeiros lugares que me levaram para conhecer assim que pisei em Lisboa (e que fez muito sentindo para mim): Castelo de São Jorge + Miradouro da Graça! O Castelo de São Jorge é um ponto turístico super clássico e vale a pena conhecer (ainda mais se você, assim como eu, nunca tinha dito a oportunidade de conhecer uma estrutura REAL de um castelo). O castelo é localizado em uma freguesia (tipo um "bairro") da cidade que seria como o coração e origem de todo o crescimento de Lisboa. O Miradouro da Graça é próximo ao castelo, só que em um ponto ainda mais alto, em que você tem uma vista de ARREPIAR da cidade e do rio Tejo - juro, estar ali foi o momento que eu respirei fundo por um segundo e falei para mim mesma "é, agora eu VI que estou em Lisboa!"

Ah, este mirante que lá é chamado de miradouro não é o único de Lisboa e se sua vibe bater com essa experiência, sem dúvida irá querer conhecer os demais e ver a cidade dos seus diversos ângulos <3

Pensando em comida, sabemos que Portugal em si é muito atrelada ao bacalhau, por exemplo, mas estar ali presente me proporcionou o conhecimento de uma outra "dimensão" dessas especialidades: lá é muito forte o mérito de muitas cidades ou regiões sobre algum prato específico e local que eles façam MUITO bem e que nenhuma outra parte portuguesa poderá fazer melhor! Para exemplificar isto, posso dizer que a cidade portuguesa chamada Aveiro é famosa pelos doce chamado ovos moles, já a região norte do país tem uma fama alta pelas melhores Francesinhas (prato típico também) e agora, voltando para o tema central desta matéria que é Lisboa, o renome é super dado para nada mais e nada menos que os (meus amaaaaados) PASTÉIS DE NATA!

Por seis meses confesso que comi esses pastéiszinhos com recheio à base de ovo em diversos lugares e se você quiser uma dica ainda mais certeira, recomendo 3 locais: Pastéis de Belém, Fábrica da Nata e Manteigaria (os dois últimos já possuem lojas em outras regiões mas, mesmo assim, vale conhecer a sobremesa tradicional de Lisboa EM Lisboa, nem que seja só na primeira vez).

Curiosidade: mais conhecido por "pastéis de belém" aqui no Brasil, esse doce em Portugal só é chamado de pastel de belém em um lugar específico que é na freguesia de Belém, em Lisboa, na loja tradicional. Se você tiver em qualquer outra área da própria cidade mesmo o correto já é denominar como pastel de NATA, viu? 

Um outro ponto que precisa ser enaltecido e apreciado: Rio Tejo. Este mais extenso rio da Península Ibérica tem papéis super importantes para a cidade de Lisboa, mas focando no âmbito do turismo, esta é um local chave que deve existir no seu roteiro. Outra coisa que é SUPER presente na rotina lisboeta são os patinetes e, unindo o útil ao agradável, minha sugestão é a experiência de percorrer a beira do rio passeando de patinete, se possível, no pôr do sol! Vale a pausa descansando em frente ao rio e claro, admirando a vista <3

O ponto turístico que irei falar agora é um lugar que, na minha opinião, é pouco divulgado e que, quando visitei, considerei um dos maiores tesouros de Lisboa. Estou falando da Fundação Casa-Museu Amália Rodrigues. Amália foi (e ainda é) a cantora de fado ícone do país todo e ali é possível conhecer a história dessa mulher incrível, visitando sua própria e última casa em que viveu até seu falecimento.

Eu gosto muito de aprender sobre a cultura de um país e essa experiência agregou imensamente para mim. Gostaria de incluir um detalhe da minha experiência: descobri esse lugar por estar na rota da minha moradia até a faculdade que estudei e minha visita guiada foi realizada pela Dona Estrela, a assistente pessoal da Amália, que pôde contar tudo nos mínimos detalhes (e com um brilho único no olhar), pois, além de admirar Amália, trabalhou e passou quase sua vida inteira com ela. Bom... POR FAVOR, CONHEÇA ESTE LUGAR!

Ps: Fiquei tão emocionada que não tirei nenhuma foto antes de iniciar a visita que não permite nenhum registro dentro da casa, mas encontrei pela localização a imagem de uma outra mulher que também teve a sorte de conhecer o lugar acompanhada da dona Estrela e que se emocionou igualmente para ilustrar essa dica!

Claro, não poderia deixar aquele toque fashion para trás! Se você é apaixonada pela moda e quer fazer um passeio com esse olhar, visite a Avenida Liberdade: além de ser uma das via principais da cidade, ela concentra diversas lojas luxuosas que valem a pena a visita (independente de resultar em uma compra ou não). Marcas como MiuMiu, Gucci, Burberry, Louis Vuitton e Prada possuem suas lojas próprias, por exemplo, e não se preocupe pois, com alguns metros de distância, muitas outras marcas de roupas mais acessíveis também marcam presença nesta avenida e as opções se tornam infinitas!

Para encerrar (eu poderia escrever aqui sem parar, mas irei me conter nesses meus favoritos, entre as váaaaarias outras coisas incríveis que fiz por lá) a minha última dica é: se permita andar e explorar as ruas de Lisboa! Para sentir todo o mood de um lugar novo, nada melhor que ver a cidade funcionando na prática mesmo! Descubra lojinhas e novos points, entre nos cafés, observe a interação das pessoas, olhe tudo em volta e, de forma geral, abra seus sentidos! Se quiser saber por onde começar mais especificamente, indico 2 bairros: Bairro Alto (fiz minha última tatuagem em um estúdio localizado nesta região) e Cais do Sodré (amava comer coisas típicas e deliciosas no famoso Mercado da Ribeira que fica lá).

STEAL THE LOOK ON instagram

Deixe um Comentário
Você também vai gostar