Conheça a dupla de brasileiros que cobre as semanas de moda internacionais

por The Look Stealers

Todo mundo que sonha em trabalhar com moda já se imaginou um dia cobrindo as semanas de moda internacionais. O que parece ser o auge do glamour é, na verdade, um trabalho duro que exige muitas entregas, prazos curtos, inúmeros voos e poucas horas de sono. Mas nem de longe isso soa como reclamação! Bom, pelo menos não para a dupla da A Lot Of Trouble, a stylist Nancy Garcez e o fotógrafo Pedro Bert.

O duo brasileiro construiu uma carreira no exterior viajando o mundo para cobrir as principais semanas de moda internacionais. Com residência fixa em Londres, o casal é presença garantida nas fashion weeks clicando os melhores momentos das passarelas, do backstage e até mesmo os famosos looks de street style. Abaixo, a nossa editora de moda Ali Santos bateu um papo com os fundadores da ALOT, que nos falaram sobre os prazeres e desafios de trabalhar com moda fora do país.

Nancy Garcez e Pedro Bert - semanas de moda internacionais - a lot of trouble - verão - street style - https://stealthelook.com.br
Foto: Nancy Garcez e Pedro Bert (Reprodução)


_ como nasceu a ALOT?

A ALOT surge em 2017, a partir de um desejo que tínhamos há alguns anos de trabalhar juntos. É a união das nossas formações em um projeto que envolve imagem e conteúdo de moda. Na época, estávamos em um momento de muitas mudanças e sentíamos a necessidade de ter onde canalizar nossas energias.

_ quem está por trás da empresa e quem faz o quê?

Somos uma dupla. De um lado, Nancy Garcez, stylist e produtora de moda, com formação em fashion design. Do outro lado, Pedro Bert, publicitário e fotógrafo. Hoje, todo planejamento, produção e desenvolvimento de conteúdo é trabalhado em conjunto e eu, Nancy, em geral, lido mais com o relacionamento com clientes e cuido das nossas redes sociais, enquanto a fotografia fica totalmente a cargo do Pedro. Mas, estamos constantemente debatendo sobre tudo.

_ morar em Londres facilita o deslocamento para cobrir diversas fashion weeks? como chegaram a essa decisão de empreender fora do Brasil?

Sim, viver em Londres facilita muito pelo fácil acesso a voos para diferentes partes do mundo. A decisão de morar fora partiu de um projeto de vida de ambos em busca de uma diferente perspectiva profissional e pessoal, e empreender acabou por se tornar o caminho natural como meio de inserção no mercado. Mas penso que é até mais do que isso, empreender sempre com foco no nosso trabalho como forma de expressão.

A Lot Of Trouble - semanas de moda internacionais - a lot of trouble - verão - street style - https://stealthelook.com.br
Foto: A Lot Of Trouble (Reprodução)

_ o que vocês mais gostam de fazer quando estão trabalhando em uma semana de moda? bastidores, desfiles em si ou street style?

Estar em uma fashion week pra gente é sempre gratificante. Gostamos de estar na atmosfera dos eventos, em contato com outros profissionais. E estar nos bastidores é sempre mais interessante pela experiência de vivenciar de dentro os minutos finais pré show, além de gerar um conteúdo de certa forma exclusivo, o que nos ajuda também a estreitar relação com marcas e o mercado de moda. Mas, amamos a rua também, onde temos a liberdade de mostrar o que estamos vendo de forma mais orgânica.

_ se fala muito em glamour durante as semanas de moda, mas como é um dia a dia comum cobrindo uma fashion week?

O glamour fica por conta de estarmos falando de moda, porque a verdade por trás é de um trabalho duro, poucas horas de sono, dias corridos, entregas, viagens. Mas, apesar de tudo isso, nós amamos o que fazemos, os processos e o resultado. Já estamos há quase um ano sem poder estar, presencialmente, em uma fashion week e sentimos muita falta.

_ qual é a semana de moda favorita da ALOT e por quê?

Cada uma das semanas de moda internacionais têm suas particularidades, mas é unanimidade entre nós que as semanas de Paris são sempre as que mais nos interessam. É uma cidade que entende o que é fazer moda, a maioria das marcas mais importantes desfilam lá. Além disso, Paris tem um charme incontestável, cores, arquitetura, cafés, arte, nos sentimos inspirados em trabalhar na capital francesa. A melhor luz para fotografia, na nossa opinião.

A Lot Of Trouble - semanas de moda internacionais - a lot of trouble - verão - street style - https://stealthelook.com.br
Foto: A Lot Of Trouble (Reprodução)

_ qual fashion week mais surpreendeu vocês até hoje e por quê?

Para quem gosta de estar atento às novidades no que diz respeito à moda, Londres é o lugar. Uma cidade muito criativa, com muitos artistas e designers emergentes. Também podemos citar Copenhagen! Já estivemos em algumas semanas de moda na cidade e eles são muito organizados, interessados em fazer diferente em diversos aspectos, discutem muito sustentabilidade. E lá, na capital dinamarquesa, sempre temos a possibilidade de estar muito mais próximos de tudo que acontece durante os eventos, com certeza os jovens que mais nos chamam atenção em estilo.

É preciso persistência, foco e estar em constante evolução.

_ na opinião da ALOT, o que é preciso para trabalhar com moda fora do país? nos deem dicas!

Coragem. A verdade é que nesse caso não vemos diferença entre estar fora ou dentro do país, a busca em se inserir no mercado da moda e criar relações é sempre um desafio. É preciso persistência, foco e estar em constante evolução. Procure estar preparado, estude, as chances aparecem e você precisa ter o que dizer com o seu trabalho. Esse, aliás, é para nós um lema fundamental. Por último, não agarre todas as possibilidades que aparecem, tente entender onde você quer chegar e quais são as oportunidades que te levarão até lá.

A Lot Of Trouble - semanas de moda internacionais - a lot of trouble - verão - street style - https://stealthelook.com.br
Foto: A Lot Of Trouble (Reprodução)

_ como a ALOT está se adaptando ao cenário do mercado de moda durante e pós pandemia?

Costumávamos trabalhar com planos a longo e médio prazo, tratando de calendário de moda, e essa foi uma das grandes mudanças para nós. Sabíamos boa parte do que faríamos no semestre seguinte. Agora vivemos muito mais um dia após o outro, com planejamentos curtos dentro do que o mercado, no momento mais restrito, nos apresenta. Em questão de shootings, assim como para todos, aprender a trabalhar com restrições e ter a compreensão que entender um pouco de tudo é um grande trunfo.

_ pandemia e semanas de moda. quais são as principais mudanças hoje e o que vocês apostam que mudará pra sempre?

São inúmeras as mudanças desde que entramos nesse momento de pandemia. O mercado de moda viu na impossibilidade de apresentar suas coleções de forma presencial, uma oportunidade de se reinventar, redescobrir, de dialogar. Um exemplo é o caso da Prada que, além de trazer Raf Simons e assinar as coleções a quatro mãos, criou um vínculo com o consumidor de moda debatendo sobre os processos de criação. Outra marcas como a Gucci também se movimentaram, a marca italiana fez a série “Ouverture Of Something That Never Ended”; Saint Laurent, um filme dirigido pelo diretor Gaspar Noé; e não se pode esquecer de tudo o que Maria Grazia Chiuri tem feito à frente da Dior.

Obviamente existem cases como a Bottega Veneta, que ainda se discute muito, e são discussões válidas. Mas, nós preferimos observar com bons olhos, acreditamos e somos adeptos de mudanças. Afinal, inúmeras portas se abrem! Em resumo: tudo estará sempre em mudança, mas nada mudará para sempre em definitivo.

O mercado de moda viu na impossibilidade de apresentar suas coleções de forma presencial, uma oportunidade de se reinventar, redescobrir, de dialogar.

_ por fim, qual é o roteiro indispensável para se aproveitar uma semana de moda internacional?

Buscar se manter saudável. Para nós, isso é indispensável, ou seja, comer bem, saber ter um momento ao final de cada dia para relaxar e lembrar que você está em uma cidade incrível. Estamos sempre em movimento durante uma semana de moda, cruzamos as cidades muitas vezes e mais de uma vez durante um mesmo dia - especialmente em lugares como Nova York, que é muito agitada e acaba jogando a adrenalina lá em cima. 

A moda depende do olhar e da forma como interpretamos as coisas, então vá a galerias, museus, livrarias, cafés e até mesmo à vida noturna, se tiver energia. Tudo é válido. Se for acompanhar à distância, busque o calendário e assista de tudo um pouco, tenha boas fontes para ter opiniões relevantes e, claro, acesse o Steal The Look. 

Quer saber mais e acompanhar a dupla pelas próximas semanas de moda internacionais? Corre no perfil do Instagram para acompanhar tudo em tempo real.

STEAL THE LOOK ON instagram

Deixe um Comentário
Você também vai gostar