Guia da pele negra: precisamos falar sobre laser na pele negra

por Inaê Ribeiro

Por muito tempo as pessoas de pele negra acreditaram que os tratamentos e depilação a laser não eram para elas, já que existiam rumores de que eles poderiam causar queimaduras e hiperpigmentação. Mas, com o aumento dos estudos sobre esse tipo de pele, descobrimos que a informação de que os lasers não são seguros, não passa de um mito. Hoje, existem diversas máquinas e dermatologistas especialistas no tratamento de peles negras.

Apesar de tudo isso, não podemos negar que existem, sim, relatos de pessoas negras que fizeram depilação a laser e sofreram com queimaduras, e por isso é importante investigar. Se você possui a pele negra e já ficou na dúvida se deveria dar um não uma chance para os procedimentos a laser, fica tranquila que hoje investigamos tudo para você.  

Cassandra Reneé - skincare - pele negra - primavera - brasil - https://stealthelook.com.br
Foto: Cassandra Reneé (Reprodução/Instagram)

_mas afinal, o que é o laser?

Resumidamente o laser é uma luz focada em um local específico que gera energia. No caso da depilação, um dos procedimentos mais comuns e procurados, toda a energia do laser é absorvida pelo alvo, no caso o folículo piloso. Então o alvo é aquecido de uma maneira suficiente para destruí-lo. A depilação acontece pois uma vez eu o folículo está danificado, ele retarda ou impede totalmente o crescimento do cabelo. 

O medo de muitas pessoas de pele negra é fazer o laser é ter queimaduras, mas o fato é que ele pode ser feito em qualquer parte do corpo, já que tudo é pele. A única diferença deve ser o tipo de laser e a pessoa que o usa. Outros tratamentos a laser muito indicados por dermatologistas são para tratar hiperpigmentação, cicatrizes de acne, capilares rompidos e manchas solares.

Simi - skincare - pele negra - primavera - brasil - https://stealthelook.com.br
Foto: Simi (Reprodução/Instagram)

_são realmente seguros para pessoas negras?

De acordo com especialistas, uma resposta clara e objetiva é que sim, o laser é seguro para pessoas negras. Apesar de muita gente acreditar do contrário, existem diversos equipamentos de laser que são seguros para a pele negra. O importante antes de fazer o seu procedimento, é realizá-lo com um dermatologista especializado e que tenha experiência na aplicação do procedimento neste tipo de pele. 

Talmesha Keonna - skincare - pele negra - primavera - brasil - https://stealthelook.com.br
Foto: Talmesha Keonna (Reprodução/Instagram)

_por que tantos mitos?

O que as pessoas acreditaram por muito tempo era que, como o laser tem como alvo o pigmento, ele poderia ficar "confuso" e ter como alvo o pigmento natural na pele escura, ao invés do folículo piloso, o que resultava em uma queimadura. Realmente, isso já aconteceu e ainda acontece, mas com o avanço da tecnologia a laser foram descobertas novas maneiras confiáveis de tratar a pele negra que antes não existiam.

A verdade é que qualquer pessoa pode sofrer uma queimadura com o laser, por isso, é importante se atentar ao tipo de equipamento que o profissional usa. Alguns sistemas mais recentes possuem tecnologia suficiente para obter resultados ótimos e com pouca interferência no tecido da pele. O importa é procurar um dermatologista que possa te explicar tudo sobre o equipamento que ele usa.

Streetjabi - skincare - pele negra - inverno  - brasil - https://stealthelook.com.br
Foto: Streetjabi (Reprodução/Instagram)

_o que o laser trata?

O uso mais comum do laser é realmente a depilação, em pessoas negras ele é muito usado na remoção dos pelos nas bochechas e pescoço, já que muitas mulheres possuem pelo encravado na área. Outro uso, é no tratamento de hirsutismo, uma condição que afetas as mulheres fazendo com que elas apresentem um crescimento de pelos de padrão masculino no rosto, peito e costas. O hirsutismo pode ser uma condição hereditária ou como resultado da síndrome do ovário policístico.

Além da depilação definitiva, os lasers podem ser usados para tratamento a acne inflamatória, hiperpigmentação, cicatrizes de acne e alguns casos de melasma.

Sunita - skincare - pele negra - inverno  - brasil - https://stealthelook.com.br
Foto: Sunita (Reprodução/Instagram)

_você precisa saber sobre isso

Você pode já ter sofrido com queimaduras a laser e ainda estar insegura quanto ao procedimento, mas nós vamos tentar te esclarecer ainda mais. Existe uma escala, chamada Fitzpatrick que foi projetada para determinar quais tipos de pele podem ser tratadas por lasers específicos. Segundo dermatologistas, os Fitz 1-2 são pessoas que se queimam com o sol e não se bronzeiam, já os Fitz 3-6 são aqueles que tem a capacidade de bronzear.

Os Fitz 5 e 6 são geralmente as peles mais escuras que podem desenvolver lesões na pele se determinados comprimentos de onda do laser forem usados. Por isso, a importância de pessoas negras consultarem um dermatologista antes de fazer o tratamento é ainda maior.

Na verdade, o principal é que você garanta que sua pele esteja em boas mãos e observe os sinais que sua pele apresenta durante o tratamento. Se elas estiver extremamente dolorida ou machucada então é porque o tratamento não deu certo. Para evitar isso, algumas medidas podem ser tomadas como evitar o uso de maquiagem pesada uma semana antes do tratamento e também evitar depilação com cera. Os pigmentos destes produtos podem causar queimaduras, enquanto a cera pode tirar o alvo do laser.

Mais importante de tudo é que você não deixe o medo e a desinformação te impedir em fazer qualquer tratamento estético. Procure um profissional, seja franca com relação ao seus medos e deixe que ele te explique a melhor maneira para você realizar o tratamento. 

Deixe um Comentário
Você também vai gostar