Manual básico para quem quer pintar o cabelo em casa

por The Look Stealers

Se desde o começo da quarentena você já cogitou pintar o cabelo em casa, bem vinda ao clube das mulheres que necessitam de mudanças no visual para espantar o tédio do isolamento. Inclusive, por aqui já rolou um pouco de tudo: pintar as madeixas, cortar a franja e até a vontade de platinar já foi assunto entre as look stealers.

A verdade é que pintar o cabelo em casa não é lá um bicho de sete cabeças, mas é preciso saber um pouco de cada produto que você pretende usar, afinal, ninguém quer dar chance para um erro capilar ou ter uma grande surpresa (não tão positiva assim) no final, né? Por isso, hoje te perguntamos: você sabe a diferença entre a tinta permanente e tonalizante? É sobre isso que vamos te contar abaixo, vem ver:

reprodução pinterest - pintar o cabelo em casa - tinta e tonalizante - inverno - street style - https://stealthelook.com.br
Foto: Pinterest (Reprodução)


Antes de qualquer coisa é preciso saber que tintura é diferente de descoloração, apesar de mudar a tonalidade do fio. O processo químico é totalmente diferente e descolorir exige um conhecimento bem mais amplo - e feito sem a ajuda de um profissional, pode trazer sérios danos para o seu cabelo e também couro cabeludo. 

TINTA PERMANENTE

Precisamos dizer que, apesar de não ter o mesmo efeito de um pó descolorante com água oxigenada, a tinta permanente consegue clarear até dois tons no fio capilar natural - e sim, ela age juntamente com a ox (água oxigenada) para obter esse resultado. Ela atinge o interior da fibra capilar e com isso consegue mudar a cor, mas é preciso saber que tinta não clareia tinta, ou seja, se o seu cabelo já está tingido e você pretende usar um tom mais claro, saiba que ela não terá o mesmo efeito do que em um cabelo natural.

A tinta permanente também é muito indicada para quem opta em pintar os fios brancos, pois ela cobre 100% deles enquanto o tonalizante apenas "disfarça" os grisalhos. Os riscos de manchar os cabelos com a tinta permanente são altos, portanto é indicado e seguro fazer um teste de mechas antes da aplicação. Na hora de pintar o cabelo em casa é preciso ficar em alerta com o seu histórico capilar, pois essas tintas são incompatíveis com outros tipos de químicas como relaxamento, hênna e outros tipos que podem causar danos irreversíveis na estrutura capilar. Apesar de levar o título de "permanente", a tinta também desbota (de maneira mais lenta) dos fios, mas não é capaz de voltar para a cor natural.

TONALIZANTE

Diferentemente da maioria das tintas permanentes, o tonalizante não contém amônia e tem uma ação química menos agressiva para os fios, isso porque ele não penetra na fibra capilar e não tem o poder de clarear de tom natural. Por conta disso, ele fica depositado na parte externa do cabelo (a que chamamos de cutícula), fazendo dele uma opção semi-permanente que desbota a cada lavagem. Os tonalizantes são muito indicados para quem têm os fios fragilizados ou não tem tanta certeza sobre a mudança da cor.

Eles também são usados para "matizar" os cabelos coloridos, pois realçam a cor sem causa danos e podem ser utilizados para um banho de brilho quando misturados com creme. É importante ressaltar que a tinta tonalizante não descolore o cabelo, ou seja, ela não é capaz de clarear os fios, mas quem busca uma opção para escurecer as madeixas ela pode ser a escolha certa. A durabilidade do produto nos fios varia muito para cada marca, cor e cuidado, mas a média para sair completamente é de 40 a 60 dias. 

STEAL THE LOOK ON instagram

Deixe um Comentário
Você também vai gostar