Marcas de luxo e moda sustentável: saiba todas as mudanças que as grifes estão apostando

por Izabela Suzuki

Nunca se falou tanto sobre sustentabilidade e, especialmente, moda sustentável como nos últimos anos. Afinal, já não é mais segredo para ninguém que a indústria têxtil é uma das mais poluentes do mundo, e com isso em mente fica claro que a mudança e a procura por alternativas mais ecológicas quando se trata de produção e descarte de materiais, é mais do que necessária. Além disso, a pandemia também pode ser uma das responsáveis por mudanças adotadas pelas grandes marcas de luxo no mercado da moda. 

Porém, sabemos que o fenômeno eco fashion ainda tem uma longa caminhada pela frente, e que certas mudanças não dependem apenas das marcas de luxo - claro que esse é um dos fatores primordiais -, mas também da conscientização dos consumidores, que apesar de já terem demonstrado um interesse maior em uma mudança de comportamento e lifestyle, apenas 34% dos entrevistados pela McKinsey & Company em colaboração com a Business of Fashion são levados a comprar um produto pela sua sustentabilidade. 

Sem mencionar o greenwashing e a falsa impressão de ideias e produções sustentáveis. Então, pensando na necessidade de falarmos mais sobre moda sustentável e suas alternativas ecológicas, hoje trouxemos um compilado de algumas marcas de luxo que tem visado certas mudanças nas suas produções, seja desde o nascimento da marca, ou seja pelo fator necessidade, vem ver:

_stella mccartney

Stella McCartney  - Campanha - marcas de luxo - Inverno  - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: Campanha Koba da Stella McCartney (Reprodução)

A grife Stella McCartney é comprometida com a moda ética e sustentável desde a sua criação lá em 2001 - sim, bem antes da onda ecofriendly. E foi em 2019 que a marca surgiu com uma mudança inovadora e extremamente necessária para a substituição da pele animal, o lançamento da linha Koba, produzida a partir de milho e poliéster reciclado, e ainda por cima, com uma redução de carbono menor do que a faux fur, se tornando a pele fake mais sustentável do mercado em qualquer lugar do mundo.

_gucci

Campanha Gucci Off the Grid - Campanha - marcas de luxo - Outono - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: Campanha Gucci Off the Grid (Reprodução)

Praticamente a pioneira quando o assunto é anunciar mudanças sustentáveis, a Gucci é uma das marcas de luxo que aposta na redução de carbono, tornando-se carbon free, e comprometendo-se com o apoio à projetos de conservação florestal. Em 2020, a coleção cápsula Gucci Off the Grid focou em roupas agenderless e acessórios esportivos feitos de materiais reciclados, orgânicos ou de base biológica! A coleção é inovadora a ponto de até mesmo os mínimos detalhes - como o cordão de uma jaqueta -, serem feitos de poliéster reciclado. Além disso, a Off the Grid faz parte da iniciativa chamada Gucci Circular Lines, projetada pelo diretor criativo Alessandro Michele, que visa o uso de materiais têxteis regenerados. 

_rêve en vert

Rêve en Vert - Beachwear - marcas de luxo - Verão - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: Rêve en Vert (Reprodução/Instagram)

A Rêve en Vert é relativamente nova no mundo das marcas de luxo, fundada em 2013 o e-commerce é uma espécie de "boutique on-line" e preza fortemente por roupas feitas de materiais orgânicos e naturais. Além disso a plataforma de luxo acredita que “o estilo de vida deve permear as escolhas na moda”, e para que o produtos possam ser apresentados no site da REV, é preciso seguir alguns passos rígidos, como a produção mínima de resíduos, valorização das comunidades locais e a implementação de políticas de um comércio justo para os trabalhadores da fábrica. 

_burberry

Campanha Re-Burberry - Campanha - marcas de luxo - Verão - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: Campanha Re-Burberry (Reprodução)

Com 26 itens reinventados do verão 2020, a Burberry apostou na inovação do quesito upcycling e investiu em roupas e acessórios feitos de náilon reciclado à partir de redes de pesca, retalhos de tecido e bioacetato. Todas as peças possuem pelo menos um selo de qualidade sustentável e são produzidas em fábricas que investem em programas de redução de consumo de água e energia. A moda sustável tem sido um ponto importante para a grife, tanto é que eles disponibilizam o relatório anual de produção para o público e seus consumidores.

_alexander mcqueen

Alexander McQueen - Campanha - marcas de luxo - Verão - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: Alexander McQueen (Reprodução/Instagram)

Encerrando toda e qualquer produção com pele animal, Alexander McQueen começa a se abrir para o universo sustentável. Junto da Balenciaga, ambas as grifes vão adotar o uso de faux fur veganos e sem crueldade animal. Além disso, Alexander McQueen se mostra preocupada com a moda circular, e em fevereiro desse ano a marca anunciou uma parceria com a Vestiari Collective - onde todas as peças já usadas previamente por consumidores, modelos e em coleções vintage, estarão a venda no aplicativo da Vestiari, como uma espécie de brechó de luxo. Por fim, recentemente a maison também anunciou que doará tecidos do seu estoque para estudantes e universidades, beneficiando não só o planeta, mas também as questões acadêmicas.

_stine goya

Stine Goya - Campanha - marcas de luxo - Verão - Steal the Look  - https://stealthelook.com.br
Foto: Stine Goya (Reprodução/Instagram)

Seria a semana de moda de Copenhagen a fashion week mais sustentável de todas? Bom, os caminhos indicam que sim, já que em três anos de um plano de ação bem rígido, Copenhagen fez com que suas marcas levassem a sustentabilidade bem a sério, e até 2023 e ideia é que a semana de moda seja desperdício zero. Entre as marcas da semana de moda, está a Stine Goya, que em 2021 apresentou uma coleção de inverno com 55% de materiais recicláveis - como viscose de origem sustentável e algodão orgânico.

Deixe um Comentário
Você também vai gostar