O dossiê completo da banda pop sul-coreana Blackpink

por Giulia Coronato

Goste você ou não, não tem como negar a força e o impacto do K-Pop no mundo atual. No Brasil, segundo os dados do Spotify, esse nicho musical cresceu 47% de um ano para o outro e nós já somos o quinto país que mais consome músicas do gênero. O Twitter também divulgou que somos o sexto país que mais comenta sobre os artistas sul-coreanos na rede social. E claro, não tem como falar de K-Pop, sem falar do Blackpink

Considerado não só o maior grupo feminino do K-Pop, como também um dos maiores do mundo, o Blackpink é formado por Jisoo, Jennie, Rosé e Lisa e foi lançado pela YG Entertainment - empresa responsável por lançar grandes artistas do gênero, como PSY (quem lembra do Gangnam Style?). A expectativa em torno do debut do grupo era altíssima, já que as meninas eram a aposta da YG, após o sucesso do 2NE1, primeiro girl group da empresa, formado em 2009.

O grupo estreou em 8 de agosto de 2016, com o EP Square One, que gerou Whistle e Boombayah, já nos primeiros singles, a banda obteve um sucesso gigantesco com o público e aclamação da crítica especializada, ficando em primeiro na Gaon Digital Chart da Coreia do Sul e na tabela World Digital Song Sales da Billboard, respectivamente.

It girls - Blackpink - Blackpink - Outono - Red Carpet - https://stealthelook.com.br
Foto: Blackpink (Reprodução/Instagram)

_integrantes

O Blackpink é formado por quatro mulheres, Jennie, a primeira a ser apresentada oficialmente como integrante e é considerada a líder da banda, tem somente 25 anos e nasceu na Coreia do Sul. Jennie entrou na YG em 2010 e no Blackpink em junho de 2016. A segunda integrante anunciada pela empresa foi a tailandesa Lisa, que entrou na YG em 2011, com apenas 13 anos. Ela foi a primeira estrangeira a ingressar na empresa, que foi criada em 1996.

Jisoo, ou Kim Jisoo, foi a terceira artista a ser confirmada no grupo. Nascida em 1995, entrou como trainee na YG em 2011, também é sul-coreana e tem 26 anos de idade. Rosé, cujo nome coreano é Park Chaeyoung, foi a quarta e última integrante a ser anunciada pela empresa. A cantora, que nasceu na Nova Zelândia e foi criada na Austrália, tem 24 anos e fez sua audição para a gravadora em 2012, entrando no Blackpink 4 anos depois. 

It girls - Blackpink - Blackpink - Outono - Street Style - https://stealthelook.com.br
Foto: Blackpink (Reprodução)

_carreira

Desde o início da banda, o sucesso foi praticamente imediato. Após ter alcançado as primeiras posições nas paradas sul-coreanas com os dois primeiros singles, o Blackpink se tornou o grupo musical mais rápido a alcançar o primeiro lugar do ranking World Digital Songs, da Billboard. Em setembro de 2016, a banda lançou mais duas músicas: Playing with Fire e Stay, com o EP Square Two.

Em junho de 2018, durante a primeira turnê do quarteto, o Blackpink ganhou de vez o reconhecimento internacional, com o EP Square Up, incluindo o single Ddu-Du Ddu-Du. A faixa entrou na Billboard Hot 100 em 55º lugar. Na época, o clipe da música bateu o recorde como o videoclipe de um artista coreano mais visto nas primeiras 24 horas, acumulando mais de 36 milhões de visualizações e se tornando o segundo clipe mais assistido de todos os tempos. Poucos meses depois, a banda lançou seu primeiro feat. com Dua Lipa em Kiss and Make Up, que fez parte do primeiro álbum da cantora e foi um marco para o K-Pop no cenário internacional. 

No início de 2019, após o sucesso dos anos anteriores, o grupo finalmente anunciou sua primeira turnê internacional, passando pelos Estados Unidos, Espanha, Holanda, França, Inglaterra, Tailândia, Taiwan, Hong Kong, Indonésia, Filipinas, Singapura e Malásia. Durante a tour, também lançaram o terceiro EP da carreira, Kill This Love, um dos mais bem sucedidos até hoje. 

It girls - Blackpink - Blackpink - Outono - Red Carpet - https://stealthelook.com.br
Foto: Blackpink (Reprodução)

_recordes

O Blackpink se tornou rapidamente um dos maiores atos de K-Pop em todo o mundo, ao lado do BTS e com o crescimento fugaz do gênero e de toda a cultura sul-coreana, a banda bateu e vêm batendo diversos recordes. Além de ter sido o primeiro artista do gênero a se apresentar no Coachella em 2019, no mesmo ano o grupo ultrapassou o Little Mix e o Fifth Harmony, se tornando o grupo feminino mais seguido do Spotify! Em 2020, mais cinco recordes entraram para o currículo das integrantes, colocando-as no Guinness World Records. 

2020 foi o maior ano da carreira do Blackpink, cheio de parcerias, o primeiro álbum de estúdio e até documentário original na Netflix! Só no ano passado, o quarteto lançou parcerias com Lady Gaga, Cardi B e Selena Gomez, lançou o primeiro álbum completo do girl group, The Album, e ainda, Lisa, Rosé, Jisoo e Jennie foram estrelas do documentário Blackpink: Light Up The Sky, lançado pela Netflix, mostrando a trajetória e os bastidores do grupo desde o início. 

_documentário Netflix

No dia 14 de outubro de 2020 foi lançado mundialmente o documentário BlackPink: Light Up The Sky pela Netflix. O documentário musical foi o primeiro documentário sobre K-Pop na plataforma de streaming e acompanha o sucesso e os desafios vividos pelas quatro integrantes desde o lançamento do grupo pela YG, até os dias atuais. 

O documentário foi um marco para o K-Pop e os fãs ficaram enlouquecidos e agradecidos por poderem conhecer mais sobre as integrantes e sobre os bastidores do fenômeno, não só da banda, como também de toda a cultura K-Pop. Abaixo você confere o trailer da produção original Netflix: 

It girls - Blackpink - Blackpink - Outono - Street Style - https://stealthelook.com.br
Foto: Blackpink (Reprodução)

_moda

A influência do K-Pop no mundo também migrou para a moda e as garotas do Blackpink são hoje, uma das celebridades A-list, que estão à frente das maiores marcas de luxo internacionais. Antes de nos aprofundarmos sobre a relação das integrantes com a moda, é importante dizer que a Ásia é responsável por lançar muitas tendências e concentrar muitos consumidores, não só do prêt-à-porter, como também da alta costura. Logo, com a intenção de se comunicar com esse público e de se internacionalizar, muitas marcas estão apostando na contratação de embaixadores globais, que na maioria vezes são personalidades do K-Pop, como as meninas do Blackpink.

Jennie, sempre foi consumidora da Chanel e, desde muito antes da fama, a artista já era apaixonada pelas clássicas criações da maison. Hoje, após algumas campanhas e desfiles assistidos da primeira fileira, Jennie foi convidada para ser embaixadora internacional da marca francesa, estando sempre à frente de lançamentos e campanhas. 

Rosé, além de participar da campanha da linha de jeans da Saint Laurent, se tornou embaixadora da YSL Beauty, linha de beleza da marca francesa. Rosé foi oficialmente apresentada como embaixadora da Saint Laurent em junho do ano passado, e é a primeira embaixadora global da grife desde que ela foi criada há 59 anos.

Já Lisa, foi anunciada como a mais nova embaixadora global da Celine, clássica marca francesa. A artista é a primeira embaixadora da maison desde a entrada de Hedi Slimane em 2018, na marca. Apesar de já possuírem uma parceria antiga, o relacionamento ganhou outro nível com o título de embaixadora. 

E por último, mas não menos importante, Jisoo também possui uma relação forte com a moda. A Dior, clássica marca de luxo francesa, nomeou Kim Jisoo, seu mais novo embaixador global de moda e beleza. Junto com o anúncio, a grife disse que a cantora coreana foi inspiração-chave para a última coleção outono/inverno apresentada. Demais, né?

_the album

Corre pro play no álbum de estreia do Blackpink e prepare-se para se apaixonar e sair dançando na sala: 

Deixe um Comentário
Você também vai gostar