O que são os superalimentos e por que você deve incluí-los em sua rotina?

por Giulia Coronato

Seja você um interessado em saúde e wellness ou não, é muito provável que você já tenha se deparado com o termo superalimentos por aí, né? Apesar de parecer algo super complexo e extraordinário, os superalimentos não são mágicos ou raros, eles são simplesmente ingredientes poderosos que todo mundo deveria incluir na dieta.

O termo se popularizou na nutrição e em alguns segmentos da medicina, como a integrativa e a ayurveda. E apesar de passarem longe de serem medicamentos, os superalimentos são usados para dar um boost na nossa saúde, prevenir doenças e aliar hábitos saudáveis com alimentação. Por isso, se você ainda não sabe do que estamos falando, continue aqui para conhecer mais sobre o tema, o que é, quem são e porque você deveria incluí-los em sua alimentação. Vem com a gente: 

It girls - superalimentos, abacate - superalimentos - Primavera - Em casa - https://stealthelook.com.br
Foto: Ksenya Sitdikova (Reprodução/Instagram)

o que são?

Os superalimentos são, como o nome já sugere, alimentos e ingredientes que possuem propriedades e benefícios superiores e diversificados ao serem comparados com outros, tendo em vista que são ricos em fibras, antioxidantes, vitaminas, minerais e ácidos graxos. Sejam eles frutas, sementes, vegetais ou plantas medicinais, os superalimentos podem ser usados para enriquecer de forma natural e valiosa sua dieta.

O termo superalimentos vem sendo cada vez mais utilizado no meio da saúde e nutrição, muito disso se deve ao fato de suas propriedades poderosas estarem sendo descobertas pela massa somente agora, graças a práticas como a medicina integrativa e a disseminação da ayurveda. Logo, o consumo desses alimentos estaria relacionado a tratamento e prevenção de doenças, fornecimento de energia, auxílio no emagrecimento e assim por diante. Mas, é importante ressaltar, os superalimentos não são milagrosos e seus efeitos só serão sentidos em uma dieta saudável e equilibrada. 

quem são eles?

Apesar do nome extraordinário, os superalimentos são super fáceis de serem encontrados, a grande maioria dos ingredientes nomeados super podem ser comprados em supermercados ou lojas de produtos naturais. Mas, antes de descobrirmos onde encontrá-los é importante pontuarmos quem são eles, certo? 

Os superalimentos se dividem em: grãos, frutos, verduras e outros.

Grãos

Quinoa: considerada um superalimento por ser extremamente rica em proteína, a quinoa possui as mesmas características do leite materno, e possui a capacidade de controlar e diminuir os índices de colesterol ruim e triglicerídeos, prevenindo doenças cardiovasculares;

Lentilha: conhecida por seu alto teor de fibras, a lentilha é rica em ferro, vitaminas e proteína. É um superalimento, pois oferece uma grandeza de benefícios com restrita quantidade de gordura. E é indicada para quem busca ganho de massa muscular magra;

Chia: suas sementes são uma incrível fonte de antioxidantes e carregadas de ômega-3, além de outros tipos de ácidos graxos, fibras alimentares, proteínas, vitaminas e minerais incontáveis. A chia é super fácil de ser incluída na dieta, pois além de todos os benefícios, quase não possui gosto;

Nozes:  ricas em ômega-6, as nozes ajudam a manter bons níveis de HDL, o colesterol bom. Ainda, possuem propriedades que contribuem com a melhora do sono e prevenção de doenças cardíacas, além do alto valor de proteínas, vitaminas e minerais

Frutas

Açaí: protetor da saúde do coração, o açaí é um superalimento brasileiro. Ele auxilia a combater os índices de colesterol na corrente sanguínea. 

Kiwi: um dos superalimentos mais exóticos que existem, o kiwi tem efeito anti-inflamatório, antioxidante, laxativo e anticancerígeno. Além de ser uma ótima fonte da vitamina C, E, B6, de potássio, magnésio, cobre, fosfato e fibras.

Melancia: assim como o tomate e a goiaba, a melancia está no topo das fontes naturais de licopeno, um antioxidante que ajuda a combater diversas doenças, entre elas o câncer. 

Mirtilo: conhecido principalmente por contribuir com o combate do envelhecimento através de seus antioxidantes poderosos, o mirtilo trabalha na manutenção de um organismo saudável e protegido — especialmente em relação ao coração.

Abacate: um dos superalimentos mais presentes na dieta contemporânea. O abacate é rico em gordura boa e benéfica para o organismo. É um forte aliado na redução dos triglicérides e também uma fonte de ácido fólico e vitaminas B6, E e K.

Legumes

Batata-doce: carboidrato de baixo índice glicêmico, a batata-doce é rica em antioxidantes, vitaminas e manganês. É versátil, saborosa e oferece muito betacaroteno para o corpo. 

Cúrcuma: anti-inflamatório natural, a cúrcuma é um dos super alimentos mais famosos da atualidade, chegando a ser consumido até em cápsulas. Auxiliando no combate à inflamação crônica, que é causada por fatores como obesidade, estresse e envelhecimento.

Espinafre: toda folha verde escura é ótima para a saúde, e o espinafre não é diferente. Na sua composição está presente a luteína, carotenoide muito importante na saúde dos olhos. É anti-inflamatório e auxilia a digestão dos alimentos.

Brócolis: com uma gigante concentração de proteína, o brócolis auxilia na regulação da ação da insulina e do açúcar no sangue. Além de ser rico em vitaminas A, C, cálcio, ferro e potássio.

Tomate: seu consumo constrói uma fortaleza no combate aos radicais livres, postergando o envelhecimento e ajudando na proteção contra vários tipos de câncer. Sua riqueza em minerais completam sua indicação como superalimento.

Cogumelos: ok, sabemos que cogumelos são fungos, e não legumes, mas eles também merecem aparecer por aqui. Principalmente por sua riqueza em fibras alimentares e vitaminas do complexo B.

Outros

Ovo: fonte mais básica de proteína, talvez esse seja o superalimento mais democrático de todos. Sua alta concentração de colina é ótima na manutenção das membranas celulares e na prevenção da boa visão. Seu consumo auxilia na manutenção da força muscular por meio de cálcio, ferro, zinco e de vitaminas.

Salmão: uma das poucas proteínas animais da lista, o salmão é capaz de prevenir doenças degenerativas, como Alzheimer, manter a boa saúde do coração e combater depressão. Graças a sua grande concentração de Vitamina D.

Azeite de oliva: o azeite de oliva é poderoso, quando de boa qualidade, né? O óleo atua na prevenção da osteoporose e do acúmulo excessivo de gordura. 

Chá-verde: provavelmente um dos mais famosos entre os superalimentos, o chá-verde é cheio de benefícios. Seu consumo pode acelerar o metabolismo e queimar gordura, assim como ser eficiente no combate ao câncer, diabetes e derrames. 

 

Você também vai gostar