Plano de realização: fazer um Intercâmbio

por Claudiana Ribeiro

Pensei que 2020 seria o ano em que eu faria vários cursos, tiraria a minha habilitação, focaria nas aulas de inglês e até pensei em planejar uma viagemfazer um intercâmbio, mas aí tudo aconteceu - coronavírus, pandemia e quarentena e acho que nem preciso falar mais, né? Todo mundo achou que seria somente uma semana e cá estamos nós seis meses depois. A unidade onde eu estudava inglês fechou e a auto escola cancelou todas as aulas, não foi fácil e achei que esse ano já estava perdido - além, é claro, do medo de ficar doente -, mas com os passar dos meses eu percebi que não precisava ser assim e que eu poderia contornar essa (no caso, a minha) situação.

Iniciei as aulas de inglês particulares online que, além do meu próprio benefício, também acabei ajudando um professor que estava trabalhando de casa. Estudei as leis do trânsito sozinha e decidi que iria fazer um intercâmbio de 4 semanas - sim, eu estava e estou decidida! Percebi que deveria viver mais e me organizar para fazer com que os meus sonhos se tornassem reais. Sair do país não é uma realidade para a minha família, mas sempre tive esse desejo de viajar (assim como todos de casa) e eu sei que com um planejamento e muita disciplina eu posso conseguir.

pinterest - fazer um intercâmbio - viagens - inverno - street style - https://stealthelook.com.br
Foto: Pinterest (Reprodução)


Dentre tantos sonhos que eu tenho, o intercâmbio é um compilado de desejos: conhecer uma nova cultura, viajar para um local distante, ver lugares que só vi em filmes e conhecer o Brooklyn - bairro de Nova York. Eu sou muito fã de Bruno Mars e ele tem uma música chamada Somewhere in Brooklyn, meu sonho é recriar essa história e viver o momento da música lá. 

Fiz várias pesquisas em famosas agências de intercâmbio, falei com amigos e também chamei a Jacqueline Ramos, do Adapt Finanças, para me ajudar nessa missão de organização e principalmente me ajudar com o planejamento financeiro para a minha viagem. A Jac foi super atenciosa e separou 5 dicas ótimas tudo o que eu precisava fazer e achei válido compartilhar, principalmente para quem, assim como, eu também está correndo atrás de estudar e viajar para fora do país. Vem comigo:

1_ defina seus objetivos

"É muito fácil dizer que quer algo, afinal nós desejamos tudo com muita frequência. O grande salto é definir com clareza os seus objetivos. Tem o desejo de fazer um intercâmbioCerto, então diga onde! Se não tiver certeza, comece a buscar melhor, pesquise por objetivo e se possível selecione mais de um local para as demais fases. No nosso exemplo, a Clau escolheu dois locais e ambos nos EUA: Nova York e Chicago."

2_ pesquise & pesquise

"Agora você precisa levantar os custos desse intercâmbio e para isso deverá definir quanto tempo deseja passar no local e qual experiência deseja ter. Hoje o conceito de "intercâmbio" ainda está muito ligado ao estudo, no entanto, está mais ligado a imersão em uma cultura externa por um certo tempo.

Nesta etapa várias combinações são possíveis, você pode buscar apenas por trabalho, por trabalho e estudo, apenas por estudo ou até por um intercâmbio voluntário. O que indico é que você pesquise a fundo por mais de uma opção apenas se estiver aberta às possibilidades, se souber que as outras não lhe são possíveis/interessantes no momento, não perca seu tempo.

Nesta etapa você pode usar uma das melhores coisas que temos à nossa disposição: a internet - busque blogs e vídeos sobre o tema. Quanto mais específico, melhor. Lembrando que você também pode contar com as agências de viagens e para a maioria dos casos, acessar uma agência pode te economizar tempo e (por incrível que pareça) até dinheiro.

Depois das pesquisas esses são alguns pontos para se levar em consideração quanto ao planejamento geral e que também impactará nos seus objetivos financeiros:

  • Entenda como funciona a baixa e a alta temporada do país que você deseja ir;
  • Dos locais que selecionou, busque entender quais são os mais caros ou baratos em relação aos outros e se essa diferença vale a pena para o que deseja;
  • Tenha sempre em mente que o intercâmbio é um investimento financeiro e também emocional, certamente você irá voltar com muitas experiências interessantes e transformadoras."

3_ colocando preço no meu objetivo

"É um viés (falha mental) muito comum achar que tudo vai dar certo apenas porque desejamos isso. E esse é um dos grandes motivos de muitas pessoas não conseguirem realizar os seus sonhos, elas não o transformam em metas e objetivos claros. Até agora fomos afunilando o funil, no entanto, chegamos a um ponto muito importante: quanto custa realizar isso? Segue o check-list com os principais custos para fazer um intercâmbio focado em estudos:

  • documentação: visto
  • passagem (ida e volta)
  • custo do curso
  • alimentação 
  • hospedagem (casa de família, residência estudantil, por conta própria)
  • custos extras (taxas/ materiais/ traslados)
  • transporte
  • seguro viagem
  • custos para aproveitar a cultura

No caso da Clau, ela levantou os custos por agência:

_visto americano 

R$ 910 (com taxas)

_passagem ida e volta 

Existem opções legais como tarifa de estudante que podem ser comparadas com as demais passagens em preços e facilidades (1º remarcação gratuita) bastante indicada para quem está pensando em períodos mais longos.

_custo do curso

A Clau optou por um curso de Inglês de 4 semanas e os custos cotados para os cursos variam bastante, mas pesquisando optamos selecionar as opções de U$615 NY e U$1015 Chicago.

 (lembrando que esses são valores referentes ao mês de Agosto e devemos levar em consideração a pandemia, deixando o preço um pouco abaixo do habituar)

_alimentação 

Os custos com alimentação são mais particulares e você pode optar por pacotes que já incluem alimentação ou buscar se alimentar por conta própria. Em todo caso, esse custo depende do estilo de vida que você tem. O que pode ajudar nessa etapa é buscar por sites com médias de custos de alimentação (uso o www.quantocustaviajar.com.br).

> NY:

CAFÉ DA MANHÃ: Baixo custo: R$52,23 | Econômico R$73,12 | Conforto R$101,84

ALMOÇO: Baixo custo: R$73,12 | Econômico R$104,45 | Conforto R$156,68

JANTAR: Baixo custo: R$102,36 | Econômico R$149,37 | Conforto R$219,35

CHICAGO:

CAFÉ DA MANHÃ: Baixo custo: R$36,04 | Econômico R$52,23 | Conforto R$80,43

ALMOÇO: Baixo custo: R$67,89 | Econômico R$87,74 | Conforto R$109,68

JANTAR: Baixo custo: R$82,52 | Econômico R$99,23 | Conforto R$128,48

 * Selecione seu custo e multiplique pela quantidade de dias. 

_hospedagem

Em alguns casos a agência de intercâmbio pode te oferecer um pacote com hospedagem inclusa. Moradias estudantis são mais caras do que casas de família, no entanto, casas de família geralmente não ficam próximas a escola e isso incluiria um custo com transporte que também deve ser levado em consideração. Como estamos em baixa temporada, se pretende realizar esse objetivo logo recomendo que também pesquise no Airbnb e outras formas de hospedagem para comparar.

_custos extras (taxas/materiais/traslados)

Isso vai depender de cada caso também, algumas agências já oferecem isso no pacote, ou oferecem descontos em taxas.

As taxas geralmente são: 

- Taxa de matrícula e no caso da Clau já estão inclusas no valor do curso.

- Verifique se será necessário comprar algum material didático específico para o curso que deseja fazer. No caso da Clau já estava incluso também.

- Translado também deve ser considerado na conta, caso deseje essa comodidade.  

_transporte 

Pode variar de acordo com cada caso, recomendo que busque saber a distância entre sua escola e o local de residência. O google geralmente já te explica quantos transportes necessitará e aí caberá a você verificar quanto vai custar, se a cidade conta com bilhetes semanais e com descontos para estudantes.

_seguro

É extremamente importante fazer um seguro viagem, você não sabe o que irá acontecer com você e alguns países inclusive exigem. O interessante nessa fase é não escolher o seguro apenas pelo preço, mas também considerar a cobertura que te atende.

_custos para aproveitar a cultura

Além de aprender a Clau também deseja aproveitar nas horas vagas a cultura do local que ela irá visitar, é muito interessante nesta fase a busca por atividades que deseja fazer na cidade e verificar seus custos. Muitas atividades possuem descontos para estudantes e a carteirinha de estudante ISIC internacional (R$30) pode te ajudar nisso."

* valores cotados no mês de Agosto de 2020.

4_ planejamento financeiro

tabela intercambio - preço intercambio ny - intercambio chicago - claudiana ribeiro - como se planejar para fazer um intercambio - https://stealthelook.com.br

"Estimando todos os custos, com o dólar a R$5,50 seu intercâmbio ficaria por volta de R$31.926,03 para NY e R$31.772,03 para Chicago (pergunte em alguma agência se os valores mudam muito de ano para ano). Com essa pesquisa você chegou aproximadamente ao valor que precisa para fazer um intercâmbio

Agora vamos começar a planejar o financeiro, começando pelas 3 formas mais simples e conhecidas:

1 - Pagar a vista: definir uma data para correr atrás do valor (funciona bem para quem já tem uma parte)

Usando a data como foco, vamos simular com outubro de 2021 (13 meses até): Por mês: R$2455,84 (NY) e R$ 2444,00 (CHICAGO) veja que temos pouco tempo aqui e por isso será necessário maiores aportes mensais.

2 - Pagar a vista: definir um valor mensal e ver quando consegue chegar no montante final.

Consigo destinar R$600 por mês, quando chego? NY: 53 meses (4 anos e 4 meses) e Chicago: 52 meses (4 anos e 3 meses).

3 - Financiar/parcelar e pagar juros.

Financiamento: Muitas vezes a agência pode te oferecer parcelamentos com juros que funciona para o custo do curso e da moradia, mas não para os outros custos. Você também irá pagar cerca de 2,32% ao mês de juros.

Situação da Clau

No caso da Clau, entendemos seu orçamento e descobrimos que ela tem disponível por mês R$ 700 para começar. No seu planejamento você também pode fazer isso. Para a Clau, criamos um fluxo de investimento e desta forma ela já sabe quanto está previsto quanto no mínimo ela deverá destinar para investir todos os meses. Desta forma com o fluxo simples de investimentos e começando agora a Clau conseguirá realizar seu intercâmbio em, no máximo, 30 meses (2,5 anos), mas essa é a meta base e ela pode adiantar aportando mais do que o previsto e adiantando a chegada ao objetivo.

*esse fluxo nada mais é do que uma planilha onde colocamos os aportes mensais, a rentabilidade de um investimento e vamos replicando até a chegada ao objetivo.

Formas de levantar o dinheiro mais rápido 

Venda coisas que tem em casa e que não usa mais, tais como roupas, sapatos, eletrônicos... Crie uma forma de renda extra para aumentar a quantidade de dinheiro que poupa por mês venda algo de comer no trabalho ou na escola, ensine algo que sabe e cobre um valor por isso.

Invista seu dinheiro

Os investimentos indicados para intercâmbios são aqueles que não variam muito e isso é melhor para que tenha previsibilidade e não seja surpreendida com perdas no dia do saque. Investimentos de renda fixa são os que mais se encaixam nesse pré requisito. A vantagem é que você consegue poupar seu dinheiro já sabendo quanto aproximadamente irá resgatar. O contra é que o rendimento não é alto e você irá notá-lo apenas com o passar do tempo. Por isso que quanto mais antecedência na hora de planejar um grande projeto, melhor. Vamos simular um investimento para cada um dos casos acima:

Opção  1 - um investimento de R$2455,84 por mês

Lembrando que o foco inicial é juntar o valor e pagar a agência de intercâmbio a vista. Desta forma você terá o que precisa para os próximos passos, como visto, compra de passagem. Essa opção é a que menos conseguirá algo legal com investimentos de baixa variação devido ao curto prazo. O mais indicado é buscar investimentos com alta liquidez (investimentos que você consegue sacar rápido). Você pode encontrar CDBs de liquidez diária que rendem 110% do CDI.

Opção 2 - um investimento de R$600 por mês por aproximadamente 4 anos. 

Ainda na renda fixa, recomendo que para os primeiros anos escolha investimentos de baixa liquidez (que não te deixe efetuar saques) dessa forma seu dinheiro irá render mais ao longo do tempo e você o protege de você mesmo. Hoje você pode encontrar investimentos em CDBs com vencimento para 3 anos retornando 8% ao ano. Aportes de R$600 mensais por 36 meses em CDB de 8% ao ano = 24.220,48. Com esse valor você já consegue pagar a agência de intercâmbio à vista (com margem para negociação) e pode aplicar o que sobrar em um investimento de maior liquidez para aproveitar outras oportunidades como a passagem aérea e etc. Além disso, se você notar já antecipou pelo ao menos em 3 meses o alcance do valor estimado para NY. 

Veja que para as duas opções a disciplina é mais importante que o rendimento, o que vai te possibilitar realizar o intercâmbio é a disciplina em guardar o dinheiro, a rentabilidade dos investimentos será apenas um plus

Como fazer o câmbio de moeda?

Ok, já consegui me organizar financeiramente, já tenho o dinheiro para fazer um intercâmbio, como levo o valor? Compro a moeda com antecedência? Levo cartão? Qual a melhor opção?

Faça um mix, para o exemplo da Clau será uma viagem relativamente curta, mas essas dicas podem servir para qualquer tipo de viagem. 

(+) Dinheiro em espécie: No caso de uma viagem para os EUA é interessante ter algum valor em espécie (na moeda local) para a viagem pela praticidade, mas pode ser bastante perigoso levar todo o valor que juntou para o intercâmbio com você. Portanto, nesse caso defina um valor para os primeiros dias e depois escolha uma das próximas opções. Para conseguir uma boa taxa de conversão, você poderá trocar o dinheiro em dias diferentes, buscando uma boa taxa média, para te ajudar nessa missão use sites como (melhor câmbio e compara câmbio).

(-) Cartão de crédito/débito banco nacional: Você pode levar seu cartão nacional (não esquecendo de habilitar o uso) para o exterior e até mesmo efetuar saques com ele. As vantagens é a facilidade, já que você não precisa fazer grandes malabarismos financeiros, ou ir atrás de uma casa de câmbio. As desvantagens, são as altas taxas para saque e um IOF mais elevado (6,38% ), vale lembrar também que o câmbio só é travado no dia do fechamento da fatura (para cartão de crédito) e que muitas vezes não é tão vantajoso. 

(+) Conta internacional + Transferwise: Hoje com os bancos virtuais ficou bem mais fácil ter uma conta no exterior (no caso dos EUA vale a pena pesquisar bancos como Simple e Ally, alguns exigem que você já esteja em solo americano para abrir a conta, mas para um intercambista isso não será problema). Com esse combo você poderá transferir pagando um IOF de (1,1%)  +1,45% de taxa da transferwise e usar na sua conta do banco local sem problemas, com saques sem custo. Além disso, qualquer pessoa do Brasil poderá transferir o valor para você e a transferwise usa a cotação comercial que geralmente é melhor que a turismo. Mas fique atenta pois esse trâmite demora alguns dias para chegar a conta final. 

Para mim a melhor opção é unir o dinheiro em espécie + o mix de banco internacional com transferwise."

5_ como organizar o orçamento da viagem

"No caso da Clau, que é apenas um mês, é bem fácil cuidar do dinheiro. Recomendo que crie limites de gastos diários e os siga, caso passe em algum dia reduza em outro. Assim, você não corre o risco de chegar ao final da viagem sem um tostão. 

Para quem vai ficar mais tempo, também recomendo o uso de limites diários que serão ainda mais importantes. A construção de uma pequena reserva também pode ser interessante, além dos limites diários, recomendo os semanais e para gastos com moradia. Não é raro ouvirmos relatos de pessoas que trocaram de lugar no meio do intercâmbio, portanto, não se esqueça de entender o valor que tem disponível para não passar por apuros. Outra coisa é tentar aproveitar a possibilidade de contas com rendimentos em bancos internacionais (ou até mesmo nacionais). A logística financeira nesse caso deverá ser bem estruturada, ok?"

6_ planejar e fazer (dica bônus)

"Não vamos mentir, dá um trabalho fazer todo esse planejamento, mas isso faz parte da realização. O que você não pode fazer é se auto sabotar, se preciso contrate alguém para te ajudar nisso.  A grande questão é que após o planejamento, você já deve ter percebido que há um longo caminho até a realização, certo?

Então “se ajude a realizar” seguindo algumas dicas:

  • Definido o valor mínimo que irá destinar para este sonho, crie uma conta em uma corretora ou em outro banco que tenha algum produto de investimento interessante (CDB maiores que 100% CDI para curto prazo). 
  • É importante separar o valor previsto logo que seu salário cair na conta, isso evita que você gaste com besteiras ou coisas que não são prioridade.
  • No seu orçamento você não deve destinar tudo o que sobra para além dos gastos essenciais para investir, você é uma pessoa e não um robô então, se possível, deixe um $ destinado a diversão.
  • Sentiu vontade de comprar algo? Viu que não cabe no orçamento agora, não quer esperar e já está pensando em tirar do saldo para o intercâmbio? Bom, apenas tenha consciência de quanto essa compra te afasta do seu objetivo, ok? Ela é mesmo mais importante do que o intercâmbio? Se não, não compre!

Resumindo:

  • Tenha um valor mínimo fixo por mês para investir.
  • Coloque em algo longe das movimentações financeiras do dia a dia.
  • Transfira o dinheiro assim que cair na conta.
  • Não crie um orçamento super rígido.
  • Controle bem suas compras, verifique o que realmente é necessário."

STEAL THE LOOK ON instagram

Deixe um Comentário
Você também vai gostar