Relembre a trajetória de André Leon Talley

por The Look Stealers

André Leon Talley é um nome marcante na moda e jamais será esquecido. O jornalista foi diretor criativo da Vogue norte-americana durante anos, além de ter sido um grande ícone da indústria fashion. Durante a madrugada, por meio de sua conta no Instagram, a assessoria veio a público informar sobre a morte de Talley, aos 73 anos. Ele era famoso por ter uma grande personalidade e ser um ícone gay e negro aliado na luta racial na moda.

Ao falarmos da carreira de André Leon Talley, lembramos que ele deixou um legado como jornalista, estilista, diretor criativo e editor-geral, passando pelos principais veículos do mercado e conquistando a todos com o seu talento. Abaixo, te contamos mais sobre essa lenda que tinha como confidentes nomes como Karl Lagerfeld, Anna Wintour e Yves Saint Laurent. Vem ver:

onde tudo começou

Talley nasceu em 16 de outubro de 1948 em Washigton, capital dos Estados Unidos. O editor de moda foi criado na Carolina do Norte pela avó que, de acordo com o próprio, passou o entendimento de luxo para ele. Sua paixão pelo que viria ser a sua carreira começou cedo, aos 9 ou 10 anos, quando ele descobriu uma revista Vogue na biblioteca local.

É importante ressaltar que ele cresceu na Era Jim Crow - quando foram decretadas leis estaduais para a segregação racial no país -, e sua avó não permitia que pessoas brancas entrassem em casa para não gerar problemas para eles, por isso, a luta racial sempre foi uma pauta presente em sua vida.

formação

Em 1970, André Leon Talley se formou como Bacharel de Artes em Literatura Francesa, na Universidade Central da Carolina do Norte. Em 1972, ele concluiu seu mestrado com uma bolsa de estudos na Universidade Brown, localizada no estado de Rhode Island. De lá, ele escreveu uma tese sobre a influência de mulheres negras nas obras de Charles Baudelaire.

André Leon Talley - 2022 - Vogue - morte - jornalista - https://stealthelook.com.br
Foto: André Leon Talley (Reprodução/Instagram)

construindo uma carreira

Através de contatos com outros estudantes de Rhode Island, ele trabalhou como aprendiz de Diana Vreeland no Metropolitan Museum of Art - também conhecido como The Met - em 1974. Na época, Diana já havia passado pelo cargo de editora-chefe da Vogue americana, e ela ficou tão impressionada com as habilidades de André, que o indicou para trabalhar com Andy Warhol na Interview Magazine. À partir daí, ele passou por títulos como Women's Wear Daily, como chefe do escritório de Paris, e na W Magazine. Além disso, ele trabalhou no New York Times e outras publicações antes de chegar na Vogue, onde se consolidou com ícone da moda.

André Leon Talley - 2022 - Vogue - morte - Anna Wintour - https://stealthelook.com.br
Foto: André Leon Talley (Reprodução/Instagram)

sua marca na vogue

Ele iniciou sua carreira na revista Vogue americana como diretor de notícias de moda em 1983, mesmo ano em que conheceu Anna Wintour. Em 1987, quando a atual editora-chefe assumiu a Vogue, André Leon Talley foi escolhido por ela para se tornar o diretor de criação, sendo o primeiro homem afro-americano a ocupar este cargo.

Em 1995, ele fez uma pausa para trabalhar na W Magazine em Paris, mas continuou como editor contribuinte até que, no ano de 1998, ele voltou ocupando o cargo de editor geral, mas saiu definitivamente da revista em 2013. Durante todos os anos trabalhando para Vogue, ele se tornou o braço direito de Anna Wintour.

um homem de sucesso

Talley incentivou designers de grandes grifes a terem mais modelos afro-americanas em seus desfiles. Sua carreira é extremamente respeitável, sendo retratada em diversas produções audiovisuais e literárias. Se você acompanhou o famoso reality dos anos 2000, “America’s Next Top Model”, com certeza vai se lembrar do editor como um dos jurados.

 

Você também vai gostar