Sem data para esses dates: canivetes, cocégas e kinder ovo

por Giovana Marcon

Caso você não tenha visto, semana passada estreamos mais uma série nos nossos Stories do Instagram. "Sem data para esses dates" é um momento de desabafo para a gente contar e rir sobre os dates ruins que já tivemos por aí. Comecei contando sobre o meu primeiro encontro de Tinder (que está lá nos destaques do IG) e pedi para vocês me mandarem suas histórias.

Dando o start oficial da série, hoje compartilhamos lá duas das melhores histórias que recebemos para descontraír e deixar a segunda-feira mais leve. E para quem está empolgada, selecionamos mais três histórias que não foram para o Insta, mas que também merecem ser compartilhadas e, por isso, ganharam seu próprio post!

Então fique com três pérolas que amamos ler e que, pessoalmente, me fazem acreditar cada dia menos no amor. E aproveita para mandar sua história lá também, queremos compartilhar sua tragédia:

ilustracao - ilustracao - ilustracao - ilustracao - ilustracao

"Já saí com um cara que fazia coleção de canivete e os guardava na mesinha de cabeceira... Segundo ele, sua coleção contava com mais de 30 canivetes, além de guardar uma faca no carro. Do lado do banco do motorista (e é verdade, ele me mostrou)!

A pior parte é que ele sabia onde eu morava, já que foi me buscar em casa e queria sair comigo de novo. Mas como sou mais esperta, soube sair dessa e estou aqui para contar a história."

Bom, aqui vai a minha dica: nunca deixe ninguém te buscar em casa no primeiro date! Marque em um lugar público que você conheça e saiba como chegar - e sair correndo, caso seja preciso (seja de carro, ônibus, metrô ou Uber). 

ilustracao - ilustracao - ilustracao - ilustracao - ilustracao

"Uma vez eu saí com um cara do Tinder, na cidade de interior que meus pais moram. Nós fomos num restaurante que eu sugeri, legalzinho e descomplicado. Durante o jantar chegou - aquele - momento em que os dois ficam sem assunto. Então ele abaixou - sim, na mesa do restaurante - e fez CÓCEGAS NO MEU PÉ (eu estava de sandália)!

Durante todo o jantar ele só se gabou de que era uma pessoa muito envolvida com trabalhos voluntários e que eu 'deveria ser mais que nem ele'. (Ps: eu sou líder de três projetos sociais.)

Terminamos o jantar e ele quis ir embora para “ficar no carro”. Eu pedi para ir para casa, pois já estava tarde e não estava curtindo. Ele disse que ok, pegou a estradinha e simplesmente ignorou o que eu disse e parou no meio do mato. Eu tive um ataque histérico e ameacei ligar para o meu pai, então ele me levou embora e nunca mais nos falamos."

Eu sei que ficar sem assunto é ruim, por isso prometo aqui que vou fazer um post com um questionário de perguntas que você pode fazer no primeiro date quando acaba o assunto. 

ilustracao - iluminador - ilustracao - ilustracao - ilustracao

"Ele me convidou pra jantar. Chegou uma hora atrasado e disse que já tinha jantado. Me levou para beber, mas ELE não bebia. Pediu para colocar GELO na CERVEJA para DILUIR O ÁLCOOL.

Passou o encontro todo falando dele mesmo e me interrompia sempre que eu ia falar. E, ainda por cima, antes de me levar pra casa passou no McDonald's porquê ELE ficou com fome. Na porta de casa, ele me deu um Kinder Ovo e disse: 'tinha guardado para te dar caso o date fosse bom'. Até aqui já deu pra entender que o date foi horrível, né? E depois ainda passou semanas me mandando mensagem dizendo que éramos almas gêmeas."

Homem e noção não combina, né? Mas pelo menos você saiu dessa com um chocolatinho.

Você também vai gostar