Tudo o que você sempre quis perguntar sobre o Steal The Look

por The Look Stealers

Dá para acreditar que há quase uma década nascia o Steal The Look? Pois é, o portal de moda e beleza foi criado 9 anos atrás pela Manuela Bordasch e por outros sócios na época, como a Catharina Dieterich. E, ao longo dos anos, cresceu, evoluiu e se tornou o maior destino de conteúdo comprável de moda, beleza e decoração do país - fora que passamos também a conversar com você, leitora, sobre comportamento, astrologia e muitos outros assuntos.

Ok, sabemos que essa linha do tempo rapidinha não é o suficiente para tirar todas as suas dúvidas sobre o Steal The Look. Por isso, na semana passada, abrimos uma caixa de perguntas nos stories, reunimos o que foi mais perguntado e trazemos agora todas as respostas. Preparada para um aulão de STL? Vamos lá:

_a primeira opção de nome sempre foi Steal The Look?

Sim e não. Segundo a Manu, a ideia inicial era Get The Look, "mas quando pensei em Steal The Look não tive dúvidas! Era um nome mais 'apimentado', mais descolado pela brincadeira de roubar a peça que a pessoa estava usando."

_como começou o STL?

A nossa fundadora Manuela Bordasch sempre conta que o Steal The Look surgiu com R$ 30 e a compra de um domínio na internet, mas a verdade é que ele nasceu antes disso, quando a Manu precisava de uma boa ideia para o seu TCC (Trabalho de Conclusão de Curso). "O tema era a inserção do modelo fast fashion na cultura brasileira e me matriculei em mil cursos para entender mais sobre o assunto", relembra, "até que comecei a me familiarizar com o universo dos blogs, que vivia seu grande boom no Brasil."

Foi assim que surgiu a ideia de atrelar o consumo do conteúdo - na época, dos looks do dia - às compras dos produtos usados pelas blogueiras. "Não entendia por que nenhuma das meninas linkava as peças que estavam usando para que as leitoras pudessem comprar online", explica Manu, "pesquisei muito, pois achei que alguém já fizesse isso e, por mais óbvio que hoje isso possa parecer, naquele momento absolutamente ninguém fazia. Então, pensei: já que ninguém faz, eu vou fazer!"

a ideia nunca foi ter um blog. queria algo que pudesse ir além do estilo e da vida de uma única pessoa, algo que pudesse inspirar todas as mulheres com imagens de várias pessoas diferentes.

Com essa ideia fixada na cabeça, a Manu uniu seu tino de negócios com as habilidades de outros sócios, entre eles o olhar apurado para a moda da Catharina, que se tornou editora-chefe e foi responsável pela parte de informação do Steal The Look durante muitos anos. Hoje, apenas a Manu segue como diretora executiva do portal, que foi adquirido pelo Magalu esse ano

_tem homens na equipe?

Sim, mas não no plural. O Thierry, que responde por toda a parte de tecnologia, é o único look stealer e está no time do Steal The Look há quase cinco anos.

_quantas pessoas trabalham no STL?

Ao todo, são 21 look stealers hoje, mas esperamos crescer o time cada vez mais.

_quem faz o design das publicações?

Modéstia à parte, as nossas artes e identidade visual são sensacionais mesmo! Tudo é desenvolvido por um time talentoso de designers incríveis - Isabella Aredes, coordenadora da área, e Mayra Souza e Débora Rocha, que também cuida do PUSH.

Vale mencionar que temos um time de Audiovisual, composto por Lívia Cadete e Gabriela Grafolin, que também é responsável pelo design de vinhetas, além das edições maravilhosas do IGTV, reels, entre outros materiais.

_sempre tive vontade de trabalhar no STL. como é o recrutamento?

Desde o ano passado, focamos a divulgação de vagas e início do processo seletivo no LinkedIn - então, se você ainda não nos segue lá, pode começar agora e ativar as notificações para saber de novas oportunidades antes de todo mundo. 

Depois de receber os currículos, analisamos tudo com calma e convidamos os candidatos mais adequados para a vaga para uma série de entrevistas com os responsáveis pelas áreas, RH e, por fim, com a própria Manu. Ah, e vale dizer que para cargos mais técnicos, pode ser solicitado um teste rápido! 

_o STL tem loja?

Não mais, mas o Steal The Look teve sim seu próprio marketplace até meados de 2019. A iniciativa, que se chamava Steal The Look Shop, reunia uma curadoria de marcas super legais, de acessórios a beachwear.

_onde vocês procuram inspirações?

Em todo lugar! Estamos sempre com os radares ligados, acompanhando das semanas de moda ao BBB. Também contamos muito com a participação das leitoras, que estão sempre sugerindo pautas legais e pedindo aquele socorro fashion. 

_existe um escritório físico ou todo mundo trabalha remoto?

Sim, o nosso escritório existe e ousamos dizer que é coolest office in town. Brincadeiras à parte, desde o início da pandemia, todos os look stealers estão trabalhando de casa por segurança e com o apoio da empresa, para que todo mundo consiga ter uma estrutura mínima para trabalhar bem. Eventualmente, abrimos o escritório para que alguém possa trabalhar sozinha de lá - respeitando, é claro, todos os protocolos de segurança - e organizar tudo o que foi enviado para o Steal The Look.

Por fim, finalizamos essa sabatina do Steal The Look com um vídeo especial dos nossos nove anos, que tira várias outras dúvidas e te convida a conhecer o nosso podcast The Look Stealers. Não ouviu ainda? Clique aqui para saber tudo sobre ele.

Deixe um Comentário
Você também vai gostar