Como identificar a acne por estresse da acne hormonal

por Giulia Coronato

Se tem algo que eu entendo e tenho licença poética pra falar, com certeza é acne. Toda a minha vida, principalmente a adolescência, foi cercada por cravos e espinhas, mas, foi esse ano, já na casa dos vinte, que tive meu pior breakout. Para quem tem a pele acneica, os breakouts, isso é, períodos em que sua pele reage negativamente à algum fator, interno a externo, são praticamente inevitáveis. Sejam eles uma mudança na sua alimentação, uma reação negativa à algum produto, ou até um período específico do seu ciclo menstrual. 

A acne adulta tem diversas causas e agravantes e recentemente, graças ao momento atual, o estresse se mostrou como um dos fatores principais no desencadeamento de espinhas no rosto. Mas como identificar a acne que você possui? Descobrir a causa da sua acne é indispensável para saber que medidas tomar e como tratar corretamente. 

Quando estamos mais estressadas do que o normal, nossos níveis de hormônios do estresse, naturalmente aumentam, o que aciona simultaneamente uma maior produção de óleo das glândulas sebáceas, o que pode desencadear o aparecimento de cravos e espinhas. O que torna acne por estresse basicamente uma acne hormonal, a diferença está no timing. Se você sempre nota seus breakouts no mesmo período do mês, normalmente no início do ciclo menstrual, pode apostar que sua acne não está relacionada ao estresse e sim a hormônios, pois o aumento dos níveis de androgênio, têm o mesmo efeito nas glândulas sebáceas. 

Joanna Kenny - Acne - Skinpositive - Primavera - Em casa - https://stealthelook.com.br
Foto: Joanna Kenny (Reprodução/Instagram)


_o que causa a acne por estresse?

Estresse, óbvio. Mas é um pouco mais complicado do que isso! O estresse emocional desencadeia uma liberação de diversos hormônios e substância químicas, entre eles o cortisol. Quando o nível de cortisol está alto, ele impacta negativamente e bagunça diversos sistemas do corpo, entre eles o nível de hormônio. "Quando os níveis de cortisol aumentam, eles interrompem os níveis de hormônios que regulam o equilíbrio do sebo e resultam em poros obstruídos e no desenvolvimento de acne", disse a Dr. Sonia Vaidian. 

Em outras palavras, com a bagunça dos níveis de hormônio, a produção de óleo perde o controle, causando poros obstruídos e consequentemente, cravos e espinhas. Logo, como disse anteriormente, a acne por estresse também é uma acne hormonal, pois ela ocorre como uma resposta de uma alteração do seu padrão hormonal naturalmente programado.

_aonde a acne por estresse está localizada?

A forma mais assertiva de como identificar a acne presente em seu rosto, é identificar a localização que ela normalmente aparece. Se suas espinhas aparecem frequentemente no queixo ou no maxilar, é provável que elas não estejam ligadas à estresse, e sim ao seu ciclo menstrual. Ainda mais, se ela for dolorida.

Já a acne por estresse, normalmente aparece nas áreas mais oleosas do rosto, na zona T, principalmente na testa e no nariz. Sempre acompanhada de poros dilatados, brilho, cravos e pele irregular com erupções. O que faz todo sentido, já que a causa da acne por estresse é o aumento da oleosidade, né? 

_o que fazer sobre?

Agora que você já sabe como identificar a acne, como o que fazer sobre e como melhorar o aspecto da pele? Diminuir o nível de estresse, com atividades, hobbies ou até ficar offline por algum tempo, vai mostrar resultados e uma melhora significativa à longo prazo, já que com a baixa do estresse, acontece a baixa do cortisol e consequentemente a regularização da produção de sebo. Mas, para obter resultados a curto prazo, trate as espinhas que já apareceram e o óleo excessivo para prevenir que outras apareçam. 

Se os breakouts estão sendo frequentes, veja com o seu dermatologista se vale a pena adaptar sua rotina de cuidados e inserir produtos que controlem a oleosidade ou retirar produtos que podem aumentar a produção de sebo. 

Alguns produtos para controlar a oleosidade:

STEAL THE LOOK ON instagram

Deixe um Comentário
Você também vai gostar