O que está por trás da vontade de cortar os cabelos na pandemia?

por Giovana Marcon

Não foi incomum ver algumas de suas amigas ou até estranhos nos Stories do Instagram e TikTok passando a tesoura nas próprias madeixas sem dó nem piedade. Eu mesma tentei cortar minha franja sozinha, mas não fui tão corajosa. Mas porque cortar os cabelos? Porque essa mudança física teve um boom tão grande nos últimos meses de pandemia?

Segundo uma pesquisa do Refinery29, por um surto de ansiedade ou pela oportunidade de arriscar sem precisar se expor, graças à quarentena, os motivos pelos quais as pessoas estão cortando os cabelos sozinhas e em casa certamente tem um ponto em comum: o controle. Estamos em uma situação que não temos o controle de absolutamente nada, então controlar a única coisa que podemos nesse momento - a nossa aparência - dá uma sensação de conforto diante ao caos.

"A quarentena me incentivou a tantas mudanças internas que resolvi que era hora de mudar algo externamente também. Confesso que franja sempre foi um desejo, salvava referências no Pinterest desde o início do ano, mas o medo de me arrepender sempre me estagnava. Mas daí, a pandemia chegou, o “novo eu” já estava tão presente... Qual seria o melhor momento do que esse para testar o novo visual? Até porque, em pleno isolamento social, ninguém veria caso eu fizesse uma grande besteira! Resultado: eu amei, não me arrependi e ainda faria de novo." Mayara Nunes, coordenadora de performance do STL.

Muitas pessoas, conscientemente ou não, estão procurando por um significado muito maior do que um simples corte de cabelo. Procurar uma mudança física tem muito a ver com vários gatilhos psicológicos - pode ter a ver com controle, para processar algum trauma (términos, perdas, inícios de novos ciclos) ou até para ser um ato de rebeldia que vai proporcionar alguns minutos de adrenalina. Cortar os cabelos, ter o controle sobre a tesoura e o que vai resultar dali nos faz sentir bem porque estamos agindo em tempos que estamos de mãos atadas. Esse desejo vem de querer quebrar a monotonia das limitações da quarentena, o que é muito comum em grandes períodos de isolamento.

"Eu cortei os cabelos em casa por medo de sair, de frequentar salões de beleza, e por um momento de ansiedade. Eu fiquei muito tempo sozinha em casa e eu me vi em um momento em que acordei chateada e resolvi cortar pra ver se dava uma levantada no humor. Resolveu alguma coisa? Momentaneamente. Depois eu fui cortando mais e mais porque foi um jeito que encontrei de passar o tempo sozinha e me sentir mais viva de novo." Nathalia Henriques, coordenadora de marketing do Shopping Cidade Jardim.

Seja por diversão, por reafirmação pessoal, pelo desejo de quebrar a mesmice da rotina em casa, cortar nossos próprios cabelos é, acima de tudo, uma forma de expressão pessoal que é muito ligada à liberação emocional. Viver em uma pandemia é exaustivo, estamos presos por algo que nem sequer podemos enxergar e essa vai ser uma transição importante nas nossas vidas e no mundo. E às vezes nós marcamos esses momentos de mudanças através da aparência, como um mecanismo de defesa - então se cortar os cabelos vai fazer você se sentir melhor e minimamente no controle de algo na sua vida, por quê não?

"Eu queria viver numa bolha em que uma mulher raspar o cabelo não fosse motivo de espanto ou coragem. Não é o caso. Recebi inúmeras mensagens de mulheres que tem a mesma vontade, mas se sentem tolhidas de alguma forma. “Meu marido não gosta”. “Vou ficar menos feminina”. “O formato da minha cabeça não é bonito”. Já se perguntou por que nós mulheres mantemos nossos cabelos longos e quanto tempo (e dinheiro!) dedicamos a isso? O cabelo feminino em todas as culturas está ligado à sedução e poder, então corta-lo vai contra o imaginário coletivo que acredita que as mulheres precisam seduzir os homens por sobrevivência ou manutenção de status. Não é o cabelo longo que define uma mulher como feminina. E nenhuma mulher tem a obrigação de seduzir ninguém e muito menos de se provar. Cortar os cabelos, pra mim, tem a ver com autonomia sobre o meu corpo e experimentação. Pode ser que já já eu me canse e queira os fios longos novamente. Mas, até agora, to curtindo demais!" Mariana Cyrne, influencer.

STEAL THE LOOK ON instagram

Deixe um Comentário
Você também vai gostar