Guia da Acne: Acne hormonal

por The Look Stealers

A acne se manifesta em nossa pele de diversas maneiras e por diversos fatores. Durante a adolescência é comum o desenvolvimento de acne hormonal, por causa do maior número de hormônios e dos processos pelos quais o corpo está passando, já a acne adulta possui outros fatores e agravantes. Devido a pandemia, houve um aumento no número de pessoas com relatos que desenvolveram acne por estresse, por exemplo. 

Nós mulheres estamos expostas a várias alterações hormonais durante a vida, como período menstrual e gravidez, estas alterações influenciam em várias partes do nosso corpo e uma delas é o desenvolvimento da acne hormonal. Identificar o seu tipo de espinha é o primeiro passo para conseguir tratá-la, uma vez que o dermatologista precisa que você identifique os sinais apresentados para lhe indicar o melhor tratamento.

Você provavelmente já acompanha o nosso Guia da Acne por aqui, certo? Nas pautas anteriores, já explicamos o que de fato são as espinhas, como elas se formam e também como a quarentena influenciou na acne por estresse e como tratá-la. Neste post, com a ajuda da dermatologista Dra. Silvia Quaggio, você irá entender tudo sobre acne hormonal, como ela se forma e quais os tratamentos. Além disso, a nossa produtora de conteúdo, Giulia Coronato, dividiu o seu relato de como é viver com acne hormonal.

blythlie - acne - acne hormonal - outono - brasil - https://stealthelook.com.br
Foto: blythlie (Reprodução/Instagram)

_o que é acne hormonal?

A acne hormonal ocorre quando há aumento dos hormônios andrógenos, a testosterona, por exemplo. Se há maior número deste hormônio do que os outros, como estrogênio e progesterona, a pele fica mais oleosa, formando as espinhas.

_mas quais são essas alterações hormonais?

Existem algumas alterações hormonais que são mais normais. Segundo a Dra. Silvia, a mais comum é devido à síndrome dos ovários policísticos, a síndrome causa o aumento dos pelos, queda dos cabelos, irregularidade menstrual e claro, a acne hormonal.

Para Giulia Coronato, a sua acne está ligada ao seu ciclo menstrual. Os momentos de pico de espinhas para ela são durante a TPM e o período de ovulação.

_acne hormonal e gravidez

É muito comum o desenvolvimento da acne durante a gravidez, afinal, são muitos hormônios, e em grande quantidade que o corpo está produzindo para que a gestação ocorra da melhor maneira possível. A acne durante a gravidez é imprevisível, há mulheres que se desenvolvem e outras não. A dra. Silvia diz que, as mulheres que possuem maior oscilação hormonal durante a gravidez, são as mais propensas a desenvolverem acne. 

Se você está desenvolvendo acne hormonal devido à gestação, a dica é ter paciência, investir em uma alimentação saudável e consultar o seu médico sobre o melhor tratamento, afinal, existem muitos produtos que tratam a acne que não são recomendados à grávidas.

_como identificar

A acne por alteração hormonal, possui um local específico da pele em que normalmente aparece, a região submandibular, ou seja, próximo ao queixo. No rosto da Giulia, ela aparece na região maxilar e nas bochechas, sendo sempre cistos maiores e mais doloridos, é a partir destes sinais que ela consegue identificar o tipo de acne.

_como tratar?

Toda condição de pele, antes de ser tratada, é preciso ser investigada a causa. Se uma mulher está desenvolvendo acne hormonal, é importante procurar saber se ela possui a síndrome dos ovários policísticos, a causa mais comum - aliás, essa investigação é feita com ginecologista através de exames de sangue e ultrassom. Se for positivo, o tratamento deverá ser feito primeiramente da síndrome e então, a dermatologista irá indicar os produtos. 

A Giulia também possui rosácea, o que a impede de usar produtos anti-acne, uma vez que eles são muito agressivos. O tratamento que ela utiliza para tratar a pele é através da alimentação, como diminuição do consumo de frituras, doces e gorduras. Este você também pode fazer, afinal os benefícios são inúmeros para a saúde não só do rosto, como para o corpo todo.

Você também vai gostar