História da moda: Schiaparelli

por Beta Weber

Reverenciada pela intersecção com o mundo das artes, representando o movimento surrealista através de roupas, que uniam o clima fantástico e desafiante de noções de realidade, à peças rigorosamente cortadas, que despertavam desejo imediato, a maison fundada por Elsa Schiaparelli volta ao centro das atenções através do jovem Daniel Roseberry, atual diretor criativo da marca. Nossa #STEALTHECLASS de hoje, conta tudo sobre a trajetória da fantástica Schiaparelli

Elsa Schiaparelli - moda - história da moda - grife - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Elsa Schiaparelli (Reprodução/Internet)

Expoente do movimento surrealista, Elsa Schiaparelli era a representante do conceito dentro da moda. Sua maison, fundada em 1927, era baseada em criações que exaltavam o fantástico e desafiavam noções de realidade, porém rigorosamente cortadas e com qualidade e acabamento ímpares.

a origem

Nascida em Roma no ano de 1890, Elsa veio de uma família de intelectuais com raízes aristocráticas, sua mãe era descendente dos Médici, dinastia de patronos da arte renacentista, seu pai era professor e seu tio, um célebre astrônomo. 

Elsa relata diversas anedotas em sua autobiografia que sinalizam seu espírito rebelde com personalidade teatral e mente super visionária desde a infância, como "plantar" sementes no rosto para que flores surgissem e ela ficasse mais bela ou saltar de uma janela com guarda-chuva com a intenção de voar. 

Criativa e com uma curiosidade pelo excêntrico, ela estudou filosofia na Uiversidade de Roma e adorava escrever, inclusive lançando, em 1911,  um livro de poesia erótica intitulado, "Arethusa". Em 1913, após período em um convento na Suiça, retaliação dos pais pela publicação do livro, e querendo escapar da pressão familar para casar-se com um nobre russo, ela se mudou para Londres onde conseguiu emprego como babá. 

No ano seguinte, ainda na capital Inglesa, ela conheceu seu futuro marido, o conde William de Wendt de Kerlor, enquanto assistia uma palestra do próprio falando sobre seus estudos de Teosofismo. O casal decidiu casar em menos de 48 horas do primeiro encontro e eventualmente se mudaram para Nova Iorque. Da união, nasceu a filha Gogo, mas o casamento chegou ao fim em 1922. 

Recém-separada e com uma criança pequena, Elsa decidiu voltar para Europa, elegendo Paris como nova casa. A mudança para França foi fator decisivo assim como o encontro do destino com Paul Poiret, imperador da moda parisiense nos anos 20, a essa altura, ela criava roupas para si e para algumas amigas. Poiret e Elsa viraram amigos  e foi ele quem a incentivou a levar a moda a sério. A jovem passou a vender suas peças de maneira informal até a abertura de seu atelier.

o início

Sua primeira coleção, lançada em 1927, consistia em suéteres feitos à mão, de inspiração cubista e em 29 já lançou o suéter preto e branco com estampa tromp l'oiel que seria um dos seus grandes best sellers.

Elsa Schiaparelli - moda - história da moda - grife - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Schiaparelli (Reprodução/Internet)

A linha batizada de "Pour le sport" era composta por peças casuais e incluiam até roupas de banho.  Seus primeiros anos de carreira foram marcados por designs mais discretos que atendiam o padrão do momento, mas já carregavam traços da sua obra futura como o uso de materiais inovadores, cores contrastantes e um híbrido entre calça e saia que escandalizou pela ousadia e foi usado pela tenista em 1929.

Sem nenhum tipo de treinamento formal, seu trabalho era instintivo.  O sucesso comercial veio rápido, e ainda na década de 20 ela lançou seu primeiro perfume. Em 1931, introduziu roupas de festa e em 1932, a marca já contava com mais de 400 funcionários para produzir suas peças em grande escala. 

No mesmo ano, ela lançou seus primeiros acessórios inspirados no surrealismo, trabalhando com nomes como Jean Cocteau.  A primeira collab com seu mais célebre parceiro, Salvador Dalí, veio depois, em 1936 com o lançamento de um pó compacto, cuja embalagem imitava um telefone.

Elsa Schiaparelli - moda - história da moda - grife - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Elsa Schiaparelli (Reprodução/Instagram)

Em 1934 foi a primeira estilista mulher a estampar a capa da revista Time.

Elsa Schiaparelli - moda - história da moda - grife - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Elsa Schiaparelli (Reprodução/Internet)

Em 1935 seu atelier-boutique passaram a funcionar no mesmo endereço, no número 21 da Place Vendome, a primeira maison a unir tudo no mesmo espaço.

O sucesso foi coroado com o lançamento de Shocking, seu primeiro perfume, concebido após uma visita à Hollywood onde ela conheceu Mae West, uma das maiores estrelas do mundo na época e que vale mencionar, dona dos lábios que inspiraram uma das obras de arte mais icônicas de todos os tempos, a boca de Salvador Dalí. O frasco, assinado por Leonor Fini, foi modelado nas curvas da diva americana.

Em 1940, ela voltou à Nova Iorque, para fugir da ocupação de Paris na Segunda Guerra mundial e retornou após o fim, em 1945. A maison seguiu funcionando.

Pierre Cardin trabalhou brevemente no atelier e assim como Hubert De Givenchy que entrou em 1947 e saiu 4 anos depois para abrir sua própria marca.

schiaparelli x chanel

Elsa e Coco cultivavam um desgosto mútuo, Coco achava a Italiana muito extravagante e oportunista e se referia à ela como "aquela italiana que faz roupas", já Schiaparelli considerava algúem engessada e que se levava demasiadamente a sério.

códigos atemporais

Seu pioneirismo é praticamente inédito, senda a primeira a fazer diversas coisas que se tornaram ordem no mundo da moda.

Elsa Schiaparelli - moda - história da moda - grife - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Elsa Schiaparelli e Salvador Dalí (Reprodução/Internet)

Ousada e criativa, seus designs se tornaram best-sellers e ela foi a primeira estilista a ser capa da revista Time. Visionária, foi pioneira em colaborações ao juntar forças com artistas como Meret Oppenheim e Salvador Dalí. 

marcas registradas

Elsa Schiaparelli - moda - história da moda - grife - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Schiaparelli (Reprodução/Instagram)

Entre suas marcas registradas, a técnica trompe l’oeil e seu efeito de ilusão de ótica; acessórios irreverentes como chapéus em formato de sapato, luvas com unhas pintadas em vermelho; peças estampadas com figuras inusitadas de animais, a lagosta era uma de suas favoritas; 

Elsa Schiaparelli - moda - história da moda - grife - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Schiaparelli (Reprodução/Instagram)

A anatomia humana destacando partes do corpo como olhos, mãos e boca - costume recorrente no surrealismo. O vestido lágrima e o lógico, o vestido esqueleto figuram;

Elsa Schiaparelli - moda - história da moda - grife - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Schiaparelli (Reprodução/Instagram)

Os acessórios como os chapéus esculturais tipo o modelo sapato e as luvas com detalhes.

Elsa Schiaparelli - moda - história da moda - grife - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Schiaparelli (Reprodução/Instagram)

Os bordados deslumbrantes, assinados pela icônica maison Lesage, famosa pelas coleções temática, baseadas em circo e paganismo, O fascínio por astrologia e a influência mística que culminaram na coleção Zodiac de 1938, as peças adornadas por corpos celestiais, constelações viraram bordados, foram parar em broches e enfeitavam as cadeiras de sua maison.

O zíper aparente, ultrapassando sua função funcional e se tornando acabamento importante, incorporado às peças além do funcional e os botões especiais, concebidos por Jean Schlumberger, que eventualmente se tornaria diretor criativo da Tiffany & Co. O macacão com bolsos também é creditado à estilista, assim como as origens do vestido wrap, provando que a criatividade sem limites não atrapalhava a praticidade. 

Um rigor nos cortes e predileção por alfaiataria que resultou nas ombreiras super marcadas, ela foi a primeira a incluí-las em blazers. Criando o conceito de "hard chic", uma feminilidade poderosa que fazia vezes de armadura. 

O rosa vibrante, pink, foi introduzido por Elsa, além da predileção por rosa choque, tom que ela ajudou a popularizar. A inspiração partiu do diamante Cartier de uma de suas clientes mais fiéis, Daisy Fellowes.

Elsa Schiaparelli - fashion - história da moda - maison - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Schiaparelli (Reprodução/Instagram)

A estampa de jornal, que foi revivida nos anos 90 por Galliano em seu período Dior, foi lançada por Elsa em 1935. 

Ela também foi responsável pela criação do conceito de armário cápsula com seu armário viajante, batizado de "Constellation wardrobe", contendo 6 vestidos, 1 chapéu reversível e 3 chapéus dobráveis que juntos pesavam menos de 6kg. 

Schiap encerrou as atividades em 1954, falecendo em 1973. Saint Laurent e depois, Jean Paul Gaultier, são gigantes que sempre creditaram Elsa como uma das maiores inspirações no ambiente criativo. Sua filha Gogo e duas netas, Marisa Berenson, que se tornou uma das modelos mais famosas do mundo e atriz, e Berinthia. 

LEIA MAIS:

A origem das peças mais icônicas e famosas da historia da moda

O que ver ouvir e ler para ficar por dentro da moda sustentável

o revival

Daniel Roseberry - fashion - história da moda - maison - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Daniel Roseberry (Reprodução/Instagram)

Em 2007, a casa foi comprada por Diego Della Valle, mas lançando a primeira coleção somente em 2013, assinada por Christian Lacroix. Marco Zanini foi apontado como diretor criativo. Em 2019, a maison voltou aos holofotes com a chegada do americano Daniel Roseberry, formado pela FIT e vindo da marca Thom Browne, seu primeiro e único trabalho na indústria antes do apontamento, ele se tornou o primeiro americano a comandar uma maison de alta-costura. 

Uniforme de camisa jeans e calça jeans.

Elsa Schiaparelli - fashion - história da moda - maison - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Schiaparelli (Reprodução/Instagram)

Referências religiosas, pai pastor, o marido de Elsa era teosofista.

Elsa Schiaparelli - fashion - história da moda - maison - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Schiaparelli (Reprodução/Instagram)

Dominando a linguagem moderna e atualizando os códigos traduzindo-os para a era atual. Amplificar a mensagem.

Elsa Schiaparelli - fashion - história da moda - maison - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Schiaparelli (Reprodução/Instagram)

Uma mulher poderosa, as roupas servem como armadura, ombros imponentes, volumes, shapes esculturais, acessórios deslumbrantes, brinco vestido em um trabalho que ele chama de alta-costura alternativa, subversiva

Uma tensão constante entre bom e mau gosto, chique, afinal, não é à toa que o MET dedicou uma exposição anual sobre Schiaparelli e Prada, o título de "Impossible conversations"

Referenciando nomes que foram influenciados por ela, 

Um antídoto ao casual que domina a moda atual, povoada por athleisure e minimalismo, o senso de humor aliado ao chique

as musas modernas

Lady Gaga - fashion - história da moda - maison - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Lady Gaga (Reprodução/Instagram)

Lady Gaga foi a primeira a usar um look assinado por Roseberry, o modelo couture foi eleito para a cerimônia de posse de Joe Biden e Kamala Harris.

Bella Hadid  - fashion - história da moda - maison - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Bella Hadid (Reprodução/Instagram)

Apesar de Bella Hadid não ter sido a primeira celebridade a usar a marca, o vestido escultural eleito pela modelo para o último festival de Cannes foi o que mais causou impacto.

Beyoncé - fashion - história da moda - maison - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Beyoncé (Reprodução/Instagram)

Beyoncé no Grammy.

Adele - fashion - história da moda - maison - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Adele (Reprodução/Instagram)

Adele elegeu um modelo sob medida P&B.

Hailey Bieber - fashion - história da moda - maison - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Hailey Bieber (Reprodução/Instagram)

Hailey Bieber.

Lizzo - fashion - história da moda - maison - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Lizzo (Reprodução/Instagram)

Lizzo.

Lorde - fashion - história da moda - maison - Schiaparelli - https://stealthelook.com.br
Foto: Lorde (Reprodução/Instagram)

Emplacou a capa da September Issue da Vogue America estrelada pela cantora Lorde:

quer mais?

Para seguir: @schiaparelli e @danielroseberry, além do @schiaparelli.archive, conta mantida por uma fã da marca que compartilha imagens raras da maison. 

Para ler: "Shocking life" autobiografia da designer.

"Schiaparelli & Prada: Impossible Conversations" de Andrew Bolton e Harold Koda

Você também vai gostar