Precisamos falar sobre bruxismo

por Inaê Ribeiro

A sensação de uma noite de sono bem aproveitada, que você acorda descansada e pronta para encarar o dia, com certeza é uma das melhores coisas e o que mais ajuda no nosso humor durante o dia. Mas, e quem consegue isso com a pandemia? Esse momento trouxe muitas alterações no nosso estilo de vida, afetando diretamente a saúde física e mental. Inclusive, foi só após o início da pandemia que muitas pessoas perceberam problemas durante o sono. Entre eles, dor nos músculos da mandíbula e dor de cabeça, dois sintomas comuns do bruxismo

Se você tem queixas similares, talvez seja hora de visitar um ortodontista. Afinal, devido a ansiedade e ao estresse, muita gente desenvolveu o bruxismo durante a quarentena e ainda nem sabe, e acredite: isso impacta diretamente na sua qualidade de vida. Por isso, hoje vamos te explicar o que é o bruxismo, como ele se desenvolve e quais são os tratamentos mais comuns. Tudo, é claro, junto à Dra. Aline Maestrello Franco, dentista da Smilink - empresa que cuidou do tratamento com aparelhos transparentes da Gio, nossa coordenadora de branded content.

Modelo negra sorriso - maquiagem de estrela  - bruxismo - outono - brasil - https://stealthelook.com.br
Foto: Juliana Rakoza (Reprodução/Pinterest)


_o que é

Bruxismo é o ato de ranger ou apertar os dentes, e o comando está relacionado ao sistema nervoso central e não tanto aos dentes, segundo a Dra. Aline Franco. Lembrando que o bruxismo pode também ter relação a um transtorno na mente que se manifesta no corpo, chamado de transtorno psicossomático. Outra justificativa é a manifestação de efeito colateral de uma medicação de uso contínuo. 

_como perceber o bruxismo?

O nosso corpo apresenta sinais de qualquer alteração e com o bruxismo, segundo a Dra. Aline, os sinais diferem dependendo do que acontece. Nos casos em que há apenas o apertamento dos dentes é comum apresentar DTM muscular associada - distúrbio temporomandibular -, além de cansaço na face e cervical. Outras caracetrísticas comuns são a sensibilidade nos dentes, dor de cabeça, testa e no fundo dos olhos. Agora, nos casos em que há ranger dos dentes, o principal e mais preocupante sinal é o desgaste da estrutura dentária.  

_tipos de bruxismo

Existem dois tipos de bruxismo: o de vigília, que o paciente faz acordado e, portanto, mais fácil de ser percebido pela pessoa que sofre. O segundo tipo é o bruxismo noturno, que acontece durante o sono e é mais difícil de ser percebido. Porém, através dos sinais que citamos anteriormente como dor nos músculos da mandíbula e dor de cabeça, é possível ao menos desconfiar e assim procurar um dentista.

_bruxismo e pandemia, qual a relação?

Perguntamos à Dra. Aline se as queixas de bruxismo após a pandemia aumentaram no consultório e se há alguma relação. Segundo ela, essa relação existe e a explicação é o fato da pandemia ter nos afetado psicologicamente. O bruxismo está relacionado à somatização psicológica do estresse, com a ansiedade e a angústia. Portanto, é comum que pessoas, que antes não sofriam bruxismo, desenvolvam neste momento em que estamos vivendo.

_efeitos à saúde

Além de afetar a qualidade de vida, uma vez que o sono não acontece tranquilamente, há outros problemas em torno do bruxismo. A Dra. Aline relata que os pacientes que apenas apertam os dentes podem desenvolver DTM muscular no local da dor e o incômodo pode atingir níveis em que é necessário um tratamento com especialista da área.

Caso haja ranger dos dentes, o desgaste acentuado pode ocorrer e, assim sendo, é necessário usar corretamente uma placa acrílica para proteger a estrutura do esmalte do dente.

_existe tratamento?

Infelizmente, não existe tratamento para o bruxismo, mas há medidas para controlar o quadro. Uma solução para evitar o desgaste dos dentes é o uso da placa acrílica, indicada por um dentista. Para controlar o quadro em casa, a Dra. Aline recomenda mudanças no estilo de vida, que irão auxiliar no controle da ansiedade. "Há pacientes que melhoram o quadro e depois pode haver piora, devido ao momento da vida que estão passando", comenta. 

As medidas que podem ser adotadas são aquelas que irão impactar não só no controle do bruxismo, mas também na sua qualidade de vida. Por exemplo: melhorar a alimentação, evitando alimentos que possuam cafeína; fazer uso de óleos essenciais ou de chás, como lavanda e camomila; praticar exercício físico e melhorar a rotina de sono, dormindo a quantidade de horas ideal. Além dessas ações que ajudam a mente a relaxar, outra dica é aderir à meditação, principalmente antes de descansar. 

É importante também estabelecer um horário para não ter mais contato com a luz azul emitida por telas, ou seja, ficar longe de celular, computador e TV. Isso é você quem determina, de acordo com a sua rotina e horário que vai dormir, mas a Dra. Aline recomenda que após as 19 horas, já não haja mais contato com telas.

STEAL THE LOOK ON instagram

Deixe um Comentário
Você também vai gostar