Guia do skincare: por que você deve proteger a pele?

por Inaê Ribeiro

Quando falamos de rotina de skincare, você já sabe que o protetor solar, faça chuva ou faça sol, deve ser um hábito diário, certo? Demorou anos até que a gente entendesse que, mesmo nos dias que não temos contato direto com o sol, a nossa pele deve estar protegida. Porém, ainda surgem dúvidas do porquê precisamos proteger a pele, e o que além dos raios solares podem causar danos à nossa cútis.

A pele é o órgão responsável por proteger nosso corpo de diversas maneiras. A sua proteção evita a invasão de bactérias e é através dela que podemos ter alertas sobre alterações em nossa saúde. Quando não preocupamos em proteger a pele, podemos sofrer com o envelhecimento precoce, queimadura de sol e, em casos mais graves, câncer de pele. Por isso, hoje te mostramos do que e como proteger a sua pele, evitando que todos esses sinais apareçam. Vem ver:

Ashna Gray - proteger-a-pele-skincare-indiana - proteger a pele - verão - brasil - https://stealthelook.com.br
Foto: Ashna Gray (Reprodução/Instagram)

proteger do que?

Como já adiantamos, existem alguns motivos preocupantes que precisamos estar sempre em alertas para proteger a pele. O primeiro e mais conhecido de todos são os raios solares, depois temos a poluição e, um problema que recentemente se tornou ainda mais alarmante, a luz visível. Emitida pelas telas do computador ou celular e através das lâmpadas, nos últimos anos a chamada luz azul tem sido uma das maiores vilãs.

Mesmo que sejam vários os fatores que interferem na saúde de nossa pele sempre podemos encontrar a proteção certa, e nós te ensinamos agora como se proteger de cada uma delas.

LEIA MAIS:

Esses produtos de cabelo são os favoritos para o verão 2022

8 produtos de beleza indispensáveis de verão para comprar na farmácia

Como cuidar da pele oleosa no verão

O dossiê completo do protetor solar: quais são os tipos e como escolher o seu

@b_shack - proteger-a-pele-skincare-luz-azul-solar - proteger a pele - verão - brasil - https://stealthelook.com.br
Foto: @b_shack (Reprodução/Instagram)

luz solar

A exposição solar sem proteção pode levar ao desenvolvimento de manchas, queimaduras e até mesmo de doenças, como o melasma. Por isso, os dermatologistas insistem tanto em informar a importância de ter um protetor solar como hábito diário. 

Existem diversas opções de protetores solares, mas o primeiro ponto que se deve observar ao escolher o seu é o fator de proteção. Quanto mais sensível for a pele aos raios UVA/ UVB, maior deve ser o fator. Após isso, devemos nos basear a partir do tipo de pele que possuímos, para então entender se o protetor ideal é o oil free ou um hidratante. Para isso, a consulta com o dermatologista é muito importante, pois, ele irá te indicar o correto. 

Proteger a pele da radiação solar pode ter ainda mais potência quando se combina o protetor com um antioxidante, passo recomendado por dermatologistas, que afirmam que o produto é capaz de potencializar a proteção UV.

Bella Cohen - proteger-a-pele-skincare- - proteger a pele - verão - brasil - https://stealthelook.com.br
Foto: Bella Cohen (Reprodução/Instagram)

poluição

Engana-se quem pensa que os efeitos da poluição são exclusivos ao meio ambiente, pois, a nossa pele também é vítima das substâncias que ficam no ar. A fuligem e o monóxido de carbono causam obstrução dos poros, que dificultam a defesa das nossas células e isso leva ao desenvolvimento de inflamações. Outro sinal que pode surgir na pele é o envelhecimento precoce, principalmente, quando juntamos a poluição com a radiação ultravioleta. 

O recomendado para se proteger da poluição é seguir um cronograma de limpeza de pele, que irá retirar qualquer acúmulo de produto e sujeira que possa ter acumulado em nossa cútis. Quando esse tratamento não é realizado, o resultado é uma pele mais propensa ao aparecimento de linhas de expressão, poros dilatados e até mesmo manchas.

@papayalovin - proteger-a-pele-skincare-luz-azul-fisica- - proteger a pele - verão - brasil - https://stealthelook.com.br
Foto: @papayalovin (Reprodução/Instagram)

luz visível

A luz visível, ou luz azul, é aquela emitida por aparelhos eletrônicos como celulares, computadores , TVs e lâmpadas, e ela pode ser tão maléfica quanto a luz solar. Por muito tempo, a preocupação em torno da luz azul era apenas se ela afetava a nossa visão e a qualidade do sono, mas estamos começando a entender os efeitos em nossa pele. A grande questão da luz física é o fato dela ser capaz de penetrar camadas mais profundas, levando a formação de rugas e agravando problemas, como o melasma. 

O envelhecimento precoce da pele tem como consequência menos viço e uma cútis menos saudável, que favorece o aparecimento de linhas de expressão. A melhor maneira de proteger a pele da blue light é utilizar o celular na luz baixa, aproveitando tecnologias como o Night Shift do iPhone, além de apostar em protetor solar físico. Esse tipo de produto possui óxido de ferro em sua composição, que forma uma barreira protetora contra a luz visível.

Você também vai gostar